Meditação para o Dia 07 de Setembro

1. Deus castiga a quem ama. Se bem conhecesses o valor do sofrimento resignado, jamais terias inveja dos chamados felizes da terra; antes terias pena do perigo em que estão. A prosperidade leva muitas vezes ao esquecimento de Deus; o sofrimento dá humildade, faz olhar para o céu e afasta da terra e de seus bens. A cruz do sofrimento faz semelhante a Jesus e dá direito a recompensas eternas.

“Não podem ser comparados os desgostos deste tempo com a glória futura que será manifestada em mim”

2. Se pouco sofres, não será assim porque ainda não pertences aos prediletos de Deus, porque Ele ainda te vê fraco, porque ainda não és digno do sofrimento? Pede a Jesus que te deixe sofrer na terra, para logo o veres na eternidade; para aqui satisfazeres por teus pecados e para te tornares digno dEle. Verdadeiro amor a Deus transforma os espinhos do sofrimento em perfumosas flores, o fel em doçura, a terra em céu. Quando isto compreenderes, terás compreendido a verdadeira sabedoria, para tua felicidade temporal e eterna.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 265)