Com Jesus no Deserto

Meditação para o Dia 19 de Setembro

A vida espiritual, após as consolações dos primeiros dias, transforma-se, às vezes, num deserto árido. Desaparece o amor sensível. É uma provação e das mais angustiosas. A Divina Providência nos prepara o Purgatório doce do Amor aqui na terra, nas trevas e no deserto. Santa Teresinha amou a Jesus, desinteressadamente, neste deserto. Ela só queria Jesus. Era o amor levado ao heroísmo. Continue reading

Quem Bateu?

Meditação para o Dia 18 de Setembro

São José de Cupertino, em sua doce simplicidade, dizia, numa comparação feliz:

“Deus, no seu poder e na sua bondade, parece brincar conosco aquele jogo de criança em que, vendando-se os olhos a uma delas, batem-lhe as outras e lhe perguntam: quem bateu? A adivinhação é, muitas vezes, demorada”

Deus, enviando-nos contradições, reveses da fortuna, perseguições, doenças etc., pergunta-nos depois:

“Quem bateu?”

Continue reading

Coração Grande e Pequenino

Meditação para o Dia 17 de Setembro

Uma santa indiferença para com tudo que não seja Deus é o ideal da perfeição, que os autores da vida espiritual preconizam e nos incitam a conseguir. Santa Teresinha bem cedo o alcançou. Escrevia ela à Madre Inês:

“Se soubésseis até que ponto quero ser indiferente às coisas da terra! Que me importam as belezas criadas? Ter-me-ia como bem desgraçada se as possuísse! Ah! Como me parece grande, o coração em, relação aos bens deste mundo, pois todos juntos são para mim sem valia; mas como me parece ele pequenino quando considero a imensidade de Jesus” (1)

Continue reading

Alavanca do Mundo

Meditação para o Dia 16 de Setembro

A alavanca do mundo é a oração, a oração confiante. Disse um sábio:

“Dai-me um ponto de apoio e levantarei o mundo. O que Arquimedes não pôde alcançar, foi plenamente alcançado pelos santos. O Todo Poderoso lhes deu um ponto de apoio: Ele próprio, e só Ele. Por alavanca, deu-lhes a oração, abrasada no fogo do Amor. E, assim providos, eles conseguiram levantar o mundo, do mesmo modo que os santos militantes o levantam hoje e continuarão a levantá-lo até a consumação dos séculos” (1)

Continue reading

Mãe das Lágrimas

Meditação para o Dia 15 de Setembro

Diz o canto litúrgico que aos pés da cruz estava a MÃE DOLOROSA. Lágrimas benditas de Maria! Lágrimas redentoras, que, com o sangue de Jesus, livraram-nos da culpa e nos abriram as portas do Céu! Quanto é bela a suave invocação de NOSSA SENHORA DAS DORES! Consola saber que Jesus e Maria choraram como choramos nós, pobres mortais, neste mundo de exilados. Hoje nos convida a Santa Igreja a honrar as dores de Maria, Mãe querida, aos pés da cruz, lacrimosa. Jesus sofreu no corpo, e Maria, no coração. Enquanto das feridas abertas do Redentor corria o sangue que nos remiu, dos angustiosos olhos de Maria jorravam lágrimas, sangue do coração, essas pérolas riquíssimas e preciosas que nos foram dadas como penhor de salvação eterna. Sangue de Jesus e lágrimas de Maria, sois nosso tesouro, nossa vida, nossa redenção! Continue reading

A Exaltação da Santa Cruz!

Meditação para o Dia 14 de Setembro

A venerável Mechtilde do Santíssimo Sacramento escreveu:

“A invenção da Santa Cruz é uma festa comum para todos os cristãos, pois o sofrer é coisa que todo dia nos sucede. A exaltação da Santa Cruz é, pelo contrário, uma festa muito rara, porque poucas são as almas que louvam e exaltam a cruz, com cuja imposição lhes manifesta Deus o poder da sua graça.”

Continue reading

Até onde vai minha Esperança!

Meditação para o Dia 13 de Setembro

Quando a alma chega à perfeição do abandono, desse abandono filial e heroico da via da infância espiritual, não há mais desânimo possível, ainda que as provações cheguem ao extremo do martírio mais cruel. Santa Teresinha, no meio dos horrorosos sofrimentos dos seus últimos dias, pedia às suas irmãzinhas:

“Rezai por mim… Quando suplico ao Céu que venha em meu auxílio, é que me sinto mais desamparada”. E como faz para não desanimar nesse desamparo? Perguntaram-lhe. Volto-me para o bom Deus e todos os santos e ainda lhe agradeço. Creio que eles querem ver até onde vai chegar minha esperança”

Continue reading

Pai Misericordioso

Meditação para o Dia 12 de Setembro

Diz o Apóstolo que ninguém é tão pai como Deus.

Nemo tam pater!

Que bela e consoladora expressão!

“Ninguém é tão pai!”

E pai Misericordioso! Para obter a misericórdia é mister uma só coisa: ter confiança ilimitada. Continue reading

Ó Amor de Inefável Providência!

Meditação para o Dia 11 de Setembro

Mais uma parábola de Santa Teresinha, a fim de nos dar a entender o Amor Misericordioso do Coração de Jesus para conosco. Não são somente as almas que pecam que devem amor e reconhecimento a Nosso Senhor, mas também as inocentes.  Continue reading

O Sofrimento, Céu da Terra

Meditação para o Dia 10 de Setembro

O sofrimento é o Céu da terra, porque Jesus está junto de quem sofre, e estar com Jesus é sentir a doçura do paraíso. Sem sofrer e sofrer muito, não se achará o Amor, isto é, o Céu. Se na cruz se encontra Jesus, também se encontra ali o Céu, porque, na bela expressão de Guido de Fontgallant, “o Céu é Jesus”. Em síntese: – o sofrimento é o Céu da terra, porque no sofrimento se acha o Amor, e o Amor é Jesus, e Jesus é o Céu! Continue reading

« Older posts

© 2018 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑