Tag: advento (page 1 of 5)

Vida de Maria unida a Jesus

Meditação para a Sexta-feira da 4ª Semana do Advento. Vida de Maria unida a Jesus

Meditação para a Sexta-feira da 4ª Semana do Advento

Sumário

Depois de ter meditado a vida de Jesus em Maria, meditaremos a vida de Maria unida à de Jesus; e veremos que foi uma vida:

1.° Toda interior;

2.° Toda de amor;

3.° Toda de imitação.

— Tomaremos depois a resolução:

1.° De vigiar a nossa alma para não a deixar o ocupar-se no que a distrai, como as novidades, as conversações frívolas, os vãos divertimentos, os pensamentos inúteis;

2.° De nos unirmos muitas vezes a Deus por atos de amor e pela aplicação em imitar Jesus Cristo.

O nosso ramalhete espiritual será a palavra de Maria:

O meu espírito se alegrou por extremo em Deus meu Salvador – Exultavit spiritus meus in Deo salutari Meo (Lc 1, 47)

Continue reading

Sua vida de méritos

Meditação para a Quinta-feira da 4ª Semana do Advento. Sua vida de méritos

Meditação para a Quinta-feira da 4ª Semana do Advento

Sumário

Concluiremos as nossas meditações a respeito da vida do Verbo Encarnado no seio de Maria, considerando:

1.° Os merecimentos que Ele adquiriu durante nove meses;

2.° A parte que se digna conceder-nos nos Seus merecimentos.

— Tomaremos depois a resolução:

1.° De pôr a nossa confiança nos merecimentos de Jesus Cristo, e de combater, por esta consideração, qualquer pensamento de desanimação e de desconfiança;

2.° De tornar as nossas obras meritórias, oferecendo-as a Deus e unindo-as às obras semelhantes de Jesus Cristo.

O nosso ramalhete espiritual será a palavra do Salmo:

Em vós, Senhor, é que esperei: não permitais que jamais seja eu confundido – In te, Domine, speravi; non confundar in aeternum (Sl 30, 1)

Continue reading

Vida cheia de zelo do Verbo Encarnado em Maria

Meditação para a Segunda-feira da 4ª Semana do Advento. Segunda-feira. Vida cheia de zelo do Verbo Encarnado em Maria

Meditação para a Segunda-feira da 4ª Semana do Advento

Sumário

Consideraremos Jesus em Maria, constituído sacerdote do gênero humano por Deus seu Pai; e como tal, abrasado em zelo:

1.° Pela glória de Deus;

2:° Pela salvação dos homens.

— Tomaremos depois a resolução:

1.° De referir todas as nossas ações à maior glória de Deus, e de dar com este intuito a cada uma delas toda a perfeição possível;

2.° De fazer o que depender de nós para a salvação do próximo, e de diligenciar de todo o coração salvar-nos.

O nosso ramalhete espiritual será a palavra de Santo Inácio:

Para maior gloria de Deus – Ad majorem Dei gloriam

Continue reading

Preparação próxima ao Natal

Meditação para o 4º Domingo do Advento. Preparação próxima ao Natal

Meditação para o 4º Domingo do Advento

Evangelho segundo São Lucas 3, 1-6

No décimo quinto ano do reinado do imperador Tibério, quando Pôncio Pilatos era governador da Judeia, Herodes, tetrarca da Galileia, seu irmão Filipe, tetrarca da Itureia e da Traconítide, e Lisânias, tetrarca de Abilena, sob o pontificado de Anás e Caifás, a palavra de Deus foi dirigida a João, filho de Zacarias, no deserto.

Começou a percorrer toda a região do Jordão, pregando um batismo de penitência para remissão dos pecados, como está escrito no livro dos oráculos do profeta Isaías:

«Uma voz clama no deserto: ‘Preparai o caminho do Senhor e endireitai as suas veredas. Toda a ravina será preenchida, todo o monte e colina serão abatidos; os caminhos tortuosos ficarão direitos e os escabrosos tornar-se-ão planos. E toda a criatura verá a salvação de Deus.’»

Continue reading

Sua vida recolhida no seio de sua Mãe

Meditação para o Sábado da 3ª Semana do Advento. Sua vida recolhida no seio de sua Mãe

Meditação para o Sábado da 3ª Semana do Advento

Sumário

Meditaremos as ocupações interiores do Verbo Encarnado durante a Sua estada no seio de Sua Mãe. A primeira destas ocupações era prestar continuamente a Deus quatro grandes ofícios:

1.º A adoração;

2.° O amor;

3.° A ação de graças;

3.° O louvor.

— Depois de ter meditado estes diversos ofícios, tomaremos a resolução:

1.° De fazer muitas vezes, pela salutar prática das orações jaculatórias, atos de adoração e amor, de reconhecimento e louvor;

2.° De oferecer as nossas obras a Deus com algum destes diferentes intuitos, e de animar-nos por isto a fazê-las perfeitíssimamente.

O nosso ramalhete espiritual será a palavra do Salmista:

O Senhor é grande e digno de todos os louvores – Magnus Dominus et laudabilis nimis (Sl 47,2; 95, 4; 144, 3)

Continue reading

Sua vida mortificada no seio de sua Mãe

Meditação para a Sexta-feira da 3ª Semana do Advento. Sua vida mortificada no seio de sua Mãe

Meditação para a Sexta-feira
da 3ª Semana do Advento

Sumário

Meditaremos a vida mortificada que teve o Verbo Encarnado, no seio de Sua Mãe; e admiraremos como neste estado mortificou:

1.° Os seus sentidos;

2.° A sua vontade;

3.° A sua liberdade.

– Tomaremos depois a resolução:

1.° De mortificar os nossos sentidos, principalmente os olhos e a língua, até mesmo nas coisas permitidas, a fim de nos acostumarmos a mortificá-los nas coisas proibidas;

2.° De viver com regra e na obediência, sem jamais ceder ao capricho.

O nosso ramalhete espiritual será a palavra do Apóstolo:

Jesus Cristo nunca buscou a sua própria satisfação – Christus non sibi placuit (Rm 15, 3)

Continue reading

Sua vida humilde e pobre no seio de sua Mãe

Meditação para a Quinta-feira da 3ª Semana do Advento. Sua vida humilde e pobre no seio de sua Mãe

Meditação para a Quinta-feira
da 3ª Semana do Advento

Sumário

Continuaremos a meditar a vida de Jesus em Maria; e veremos que é:

1.° A vida mais humilde;

2.° A vida mais pobre.

– Tonaremos depois a resolução:

1.° De não buscar distinguir-nos e fazer-nos conhecer, e de nunca dizer nada em nosso proveito;

2.° De amar a pobreza e de empregar o nosso supérfluo em boas obras.

O nosso ramalhete espiritual será a palavra da Imitação:

“É uma grande glória servir-Vos, ó meu Deus, e desprezar todas as coisas por amor de Vós” – Magna gloria tibi servire et omnia propter te contemnere (III Imitação de Cristo, 10, 50)

Continue reading

Vida de Clausura, de Solidão e de Silêncio do Verbo Encarnado

Meditação para a Quarta-feira da 3ª Semana do Advento. Vida de clausura, de solidão e de silêncio do Verbo Encarnado

Meditação para a Quarta-feira
da 3ª Semana do Advento

Sumário

Para bem cumprir o tríplice dever de estudar, de amar, e de imitar o Verbo Encarnado, começaremos por meditar a vida que teve durante nove meses no seio de Maria; e veremos que foi uma vida de clausura, de solidão e de silêncio.

— Tomaremos depois a resolução:

1.° De não buscar o trato do mundo sem necessidade;

2.° De amar o retiro e o silêncio, como mais favoráveis à inocência da vida e ao recolhimento da oração.

O nosso ramalhete espiritual será a máxima da Imitação:

É no sossego e no silêncio que a alma faz progresso – In silentio et quiete proficit anima (I Imitação de Cristo 20, 6)

 

Continue reading

Imitar o Verbo Encarnado

Meditação para a Terça-feira da 3ª Semana do Advento. Imitar o Verbo Encarnado

Meditação para a Terça-feira
da 3ª Semana do Advento

Sumário

Meditaremos o nosso terceiro dever para com o Verbo Encarnado, que consiste em imitá-Lo; e veremos:

1.° Que o desígnio de Deus, decretando a Encarnação, foi dar-nos o Verbo Encarnado por modelo;

2.° Que a excelência deste modelo nos convida a imitá-Lo.

— Tomaremos depois a resolução:

1.° De comparar muitas vezes os sentimentos de Jesus Cristo com os nossos, particularmente com relação ao amor da cruz, da pobreza, da preeminência;

2.° De entrar dentro em nós antes de cada ação ou de cada determinação, para fazer esta pergunta a nós mesmos:

Que faria ou que pensaria Jesus Cristo?  – Quid nunc Christus?

O nosso ramalhete espiritual será a palavra do Salvador:

“Dei-vos o exemplo, para que como eu fiz assim, façais vós” – Exemplum dedi vobis, ut quem admodum ego feci vobis, ita et vos faciatis (Jo 13, 15)

Continue reading

Amar o Verbo Encarnado

Meditação para a Segunda-feira da 3ª Semana do Advento. Segunda-feira. Amar o Verbo Encarnado

Meditação para a Segunda-feira
da 3ª Semana do Advento

Sumário

Meditaremos o nosso segundo dever para com o Verbo Encarnado, que é amá-lO; e veremos:

1.º Qual é o amor do Verto Encarnado para conosco;
2.º Qual deve ser o nosso amor para com o Verbo Encarnado.

– Tomaremos depois a resolução:

1.° De repetir muitas vezes com admiração e amor a palavra do Evangelho: “O Verbo se fez carne” – Verbum caro factum est (Jo 1, 14). Ó mistério de inefável amor!

2.° De praticar todas as nossas obras por amor para com o Verbo Encarnado, tendo em vista conseguir amá-lO sempre mais.

O nosso ramalhete espiritual será a palavra de São João:

“Portanto, amemos a Deus, porque nos amou primeiro” – Nos ergo diligamus Deo, quoniam Deus prior dilexit nos (1Jo 4, 19)

Continue reading

« Older posts

© 2019 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑