Tag: nossa senhora (page 1 of 5)

O Mistério da Anunciação

Meditação para o Dia 12 de Dezembro

1. a) Eu te saúdo, cheia de graça, o Senhor é contigo“. O anjo não falou de si, mas louvou a outrem. Reconheces, de bom grado, os méritos dos outros? Quanto a ti, fala, como o anjo, não de teus méritos, saber, virtude, etc., e sim daquilo que possa ser útil a tua alma. Deves visar em tudo a glória de Deus, o bem de tua alma e da do próximo.

b) Cheia de graça, o Senhor é contigo“. A graça é a única coisa que tem valor aos olhos de Deus. E está ela em tua alma, ou acha-se esta cheia de imperfeições e pecados? Continue reading

Maria, oásis no Mundo Pervertido

Meditação para o Dia 11 de Dezembro

1. Já no Paraíso, Deus prometeu o redentor, mostrando assim a Sua misericórdia verdadeiramente infinita. Adiou, todavia, o cumprimento de Sua promessa, por muitos séculos, para que se tornasse bem visível a enorme miséria que resultou do pecado. Com poucas exceções, os homens todos se tinham afastado de seu Deus, adorando criaturas e entregando-se a indizíveis vícios. Por toda parte orgulho, egoísmo, impureza, crueldade. Quanto deves a Deus, que pela redenção transformou a terra de tal modo, que hoje é fácil salvar-te, desde que o queiras seriamente. Continue reading

Maria e José

Meditação para o Dia 10 de Dezembro

1. a) Conformando-se com a vontade de Deus, Maria Santíssima despojou-se com São José. Não receava por sua virgindade, que lhe era sobremodo cara; confiava tranquilamente na Onipotência divina, que de fato lha conservou. Aprende de tua Mãe a confiar, plenamente, em Deus, por maiores que sejam as tuas necessidades.

b) Deus não quis que a pureza de Sua Mãe fosse exposta a alguma suspeita. Cuidas assim de tua boa reputação, e também do bom nome de teu próximo?

Deus quis que o mistério da Encarnação, por algum tempo, fosse desconhecido pelo mundo. Escondes, do mesmo modo, o que talvez tens de bom e de louvável? Continue reading

Pureza de Maria

Meditação para o Dia 09 de Dezembro

1. Deus não permitiu em Maria Santíssima nem uma sombra sequer de pecado; Sua Mãe devia ser, sob todo ponto de vista, irrepreensível. Contudo, Maria só uma vez recebeu em suas entranhas puríssimas o Verbo Encarnado. O mesmo Deus, porém, quer morar em teu coração, não só espiritualmente, mas entrar nele, muitas vezes, na Santa Comunhão, com o mesmo Corpo e Sangue que teve em Maria. Quanta pureza, quanta humildade, quanta virtude não te são por isso necessárias! Continue reading

Festa da Imaculada Conceição

Meditação para o Dia 08 de Dezembro

1. A pérola mais bela do colar da Santíssima Virgem é a sua conceição sem mancha, prerrogativa concedida unicamente a ela. O sangue destinado a correr nas veias de Deus mesmo não podia ser manchado em sua origem. Maria, que tinha de esmagar a cabeça da serpente, não podia, nem por um só instante, estar debaixo do poder desta. A Maria, que era cheia de graça, não podia faltar esse dom insigne, necessário à sua dignidade de Filha, Mãe e Esposa de Deus.

Folgando em saudar Maria com as palavras da Igreja: Toda és formosa e em ti não há mácula, procura ser-lhe semelhante em pureza. Continue reading

Maria, nossa Mãe

Meditação para o Dia 07 de Dezembro

1. Resolvendo o Altíssimo que Deus Filho assumisse a nossa fraca natureza, podia este aparecer logo revestido desta natureza, homem em pleno vigor de vida; quis, porém, nascer duma mulher, de modo que esta concorresse para nossa salvação, como Eva concorreu para nossa perdição. Jesus tornou-se assim verdadeiro irmão nosso. Quanta humildade do Filho de Deus! Quanta elevação da nossa natureza! Quanta dignidade a de Maria Santíssima, escolhida entre todas! Aprendeste de Jesus a ser humilde? Continue reading

Meditação para a Solenidade de Nossa Senhora da Conceição Aparecida

300 Anos da Aparição da Imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida
A Solenidade hodierna recorda a proteção da Virgem Maria, sua presença materna e consoladora, experimentada em 1717, por três pobres pescadores, na aurora de nossa história nacional. As redes vazias dos pobres quase se romperam pela abundância de peixes, após o “aparecimento” da Imagem enegrecida da Imaculada Conceição. Desde então, aquela imagenzinha humilde e feiosa recorda ao Povo brasileiro a presença materna da Mãe do Senhor na nossa história e na nossa terra.

Sim, hoje a festa é nossa, do Povo brasileiro; hoje, por todo o território nacional, gente de todas as raças que fazem esta Nação, canta com devota gratidão:

“Viva a Mãe de Deus e nossa, sem pecado concebida! Salve a Virgem Imaculada, a Senhora Aparecida!”

Hoje, nossos olhares, atenções, corações, voltam-se para o Santuário Nacional, Casa de Deus, só a Deus dedicada, em honra de Nossa Senhora da Conceição Aparecida! Continue reading

Novo Mês de Maria

Meditação para o Dia 01 de Outubro

1. Como o mês de Maio, assim o de Outubro é um mês de Maria, de tua Mãe, a quem deves amar e venerar neste tempo dum modo particular. Não julgarás excessivo consagrar a Maria dois meses do ano, se nela vês, como Deus to permite, a tua Mãe. Nada te será demais para não o fazeres em sua homenagem. Examina-te, vê os exercícios de piedade que poderás fazer neste mês em sua honra, e quais as tuas principais necessidades, que estás interessado em lhe recomendar. Pedindo-lhe desde já, como recompensa de tudo o que fizeres, uma graça especial, poderás consegui-la por sua intercessão. Continue reading

Natividade de Nossa Senhora

Meditação para o Dia 08 de Setembro

1. O próprio Deus deve alegrar-se em Maria, que hoje nasceu. Ele não podia criar alguém com quem entrasse em relações mais íntimas do que com ela. Maria, por sua dignidade de todo excepcional e única, é dotada de todas as perfeições corporais e espirituais, é “cheia de graça”, criatura em que Deus Pai vê sua Filha; Deus Filho, sua Mãe; o Espírito Santo, sua Esposa. Ainda é criança, e a Santíssima trindade já a contempla com suma complacência. Que espetáculo maravilhoso para todos os anjos do céu! Que dignidade a de Mara Santíssima, tua Mãe; sim, tua! Continue reading

Assunção de Nossa Senhora

Meditação para o Dia 15 de Agosto

1. Os justos que morrem na graça de Deus com toda a razão esperam ouvir a doce palavra:

“Servo bom e fiel, entra no gozo de teu Senhor”

Não obstante isso, também muitos deles sentem-se inquietados pela lembrança dos pecados e do bem omitido. Nada disso na Santíssima Virgem. Maria Santíssima, lançando um olhar retrospectivo aos 72 anos de sua vida, nada encontrou que a pudesse inquietar, nenhuma falta, nenhum momento mal empregado. Com quanta satisfação podia dizer:

“Está consumado!”

Que morte doce, única! Que é que tu tens feito para morrer feliz como Maria? Continue reading

Older posts

© 2017 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑