Meditação para o Dia 25 de Setembro

1. E logo que saltou em terra, veio ter com Ele um homem que estava possuído do demônio havia já muito tempo, e não vestia roupa alguma, nem habitava em casa, senão nos sepulcros“… “gritando e ferindo-se com pedras“. Assim é que o demônio trata os homens; mas, não obstante isso, sujeitam-se-lhe pelo pecado. O pecado despe a veste da inocência; prende a alma, vulnera-a; profana o sangue de Jesus, afronta a Deus e leva ao inferno. Quantas vezes, cego por uma paixão ou extremamente leviano, não preferiste todos estes males ao amor de teu Deus!

2. a) Jesus expulsou os demônios, permitindo-lhes entrar, segundo Seu pedido, nos porcos. Quanto, pelo pecado, rebaixaram os antigos anjos a sua dignidade!

b) Os gerazenos pediram a Jesus que se retirasse, porque receavam por seus bens. Que horrível cegueira! Não valia Jesus mais do que toda a terra? E tu, nunca lhe preferiste pessoas ou bens? Sacrifica antes tudo, do que consentir que Jesus se afaste de teu coração, para que Ele, um dia, não te afaste também do céu.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 283)