Meditação para o Dia 11 de Setembro

1. Depois do batismo “foi Jesus levado pelo espírito ao deserto“, subtraindo-se assim às homenagens que talvez lhe teriam prestado pela vinda do Espírito Santo e pela voz celestial que se fizera ouvir. Foges, como Jesus, às honras mundanas, ou antes as procuras, entristecendo-te quando não te dão a importância que teu coração reclama? Quanta diferença entre ti e teu Salvador! Ele merecia ser honrado e evitava-o, e tu? Entretanto, só quem se humilha será exaltado. Não farás exceção a esta regra!

2. E era tentado por Satanás“. Se o demônio ousava tentar ao Santo dos Santos, quanto mais a ti!

“Vigiai e orai, para que não entreis em tentação”

As tentações, apesar de serem perigosas, em si ainda não são um mal, contanto que lhes resistas logo e energeticamente. Examina-te, porém, se não és, talvez, tu mesmo a causa de tentações que vem sobre ti e que te fazem cair, e vê se sempre, realmente, opões ao tentador séria resistência. Não sucumbirás, se logo recorreres a Deus e a Nossa Senhora.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 269)