Meditação para o Dia 03 de Julho

1. O olhar espiritual, tanto quanto o corporal, pode ser desviado ou ofuscado. Podes deixar de ver o que é necessário e útil para tua alma; teu próprio estado espiritual pode escapar ao teu conhecimento. Tal cegueira tem mais graves consequências do que a cegueira corporal. Se não te conheces, qualificar-te-ás erradamente, desconhecendo os perigos e não sabendo o que fazer ou corrigir. O inimigo da salvação alimenta, quanto pode, tão triste cegueira, servindo-se ora de distrações exteriores, de negócios e passatempos, ora do amor próprio que nada mais receia do que descobrir o que o contrarie.

2. É exatamente perigosa essa cegueira de espírito. Como nauta menos vigilante, poderás perecer de repente. A responsabilidade por tua cegueira será toda tua. Não estão à tua disposição, para te conheceres a ti mesmo, as luzes natural e sobrenatural? Não poderás examinar-te mais a fundo antes da confissão? Não poderás, à noite, prestar contas sobre o dia passado? No último do mês, sobre o mês decorrido? Conheces, talvez, o caráter e as ações de outros, e quanto a ti não sabes se, no último mês, semestre ou ano, progrediste na virtude ou se antes aumentaste o teu débito? Talvez nem sabes qual teu defeito predominante, ou, antes, nem queres sabê-lo. O que será então de ti no tribunal de Deus?

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 199)