Meditação para o Dia 04 de Outubro

O Seráfico São Francisco de Assis fazia, no Alverne, esta profunda meditação:

“O Céu aberto em cima de minha cabeça. O Inferno aberto sob meus pés. E o cristão, no meio!” – Caelus apertus, Infernus apertus, Christianus in medio! “Assim estou no mundo, sob um Céu que me espera e cujo pensamento me conforta e estimula na luta”

Quando a cruz pesar demais sobre nossos ombros doloridos, olhemos para o Céu. Certo dia, ouvindo São Francisco o tanger de uma corda da lira celeste nas mãos de um anjo, desfaleceu. Sua pobre natureza sentiu-se aniquilada ante a estupenda maravilha de tão deliciosa melodia. Que não será, ó meu Deus, ouvir os cânticos eternos! Santo Inácio dizia:

“Como me parece pequena e vil esta terra, quando contemplo o Céu!” – Caelus apertus!

O Céu aberto! Eia! Confiança! Todo sofrimento é pouco para tamanha felicidade! O Inferno aberto! – Infernus apertus! Meditemos um pouco. Pode-se comparar todo nosso martírio, toda a amargura da terra, a uma só das penas eternas? Então, por que não suportarmos hoje um castigo tão leve em reparação de nossos pecados, que, mil vezes, já mereceram a condenação eterna? Christianus in medio! O cristão, no meio… Para a luta, para a escolha livre do seu destino! Oh! Como a vida é séria e cheia de responsabilidades! No meio, entre o Céu e a terra, o cristão em luta! Oh! Saibamos sofrer e, com o pobrezinho de Assis, meditemos o que somos, onde estamos e o que nos espera na Eternidade!

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 299)