Tag: breviário da confiança (page 1 of 36)

“Te Deum Laudamus”

Meditação para o Dia 31 de Dezembro

Mais um ano que se passa. Mais um passo de gigante deu minha vida para a Eternidade! Fui feliz? Fui desgraçado? Só Vós, ó meu Deus, sabeis se tantas horas amargas, se tantos golpes que me dilaceraram o coração nestes 365 dias, foram para minha desgraça ou para minha felicidade!

Te Deum laudamus! Deo gratias! Alleluia!

Continue reading

Reparação!

Meditação para o Dia 30 de Dezembro

Conheceis a palavra de Pascal, impressionante e profundamente verdadeira:

“Jesus Cristo estará agonizante até o fim do mundo. Não se pode dormir durante esse tempo!”?

“Dormir – comenta o Pe. Plus (1) – como pensar em tal quando o Mestre está aí suspenso, a padecer, para muitos, infelizmente em vão?”

– “Pois que – dizia Urias a Davi – o meu general Joab dorme numa tenda de campanha e eu havia de ir descansar num palácio! Não, não aceito este privilégio triste!”

Continue reading

Fecundidade do Sofrimento

Meditação para o Dia 29 de Dezembro

O sofrimento é fecundo.

“O sofrimento – escreve a admirável Elizabeth Leseur (1) – o sofrimento atua de um modo impetuoso em nós, primeiro, por uma espécie de renovamento íntimo, em outros também, talvez muito longe e sem que saibamos neste mundo o trabalho que fazemos por eles. O sofrimento é um ato. Cristo fez mais na cruz pela humanidade do que falando e trabalhando na Galileia ou em Jerusalém. O sofrimento faz a vida: ele transforma tudo o que toca e tudo o que atinge”

Continue reading

Tormento do Infinito

Meditação para o Dia 28 de Dezembro

Um ser é feliz quando tem aquilo para que foi feita a sua natureza. Ora, o homem foi criado por Deus e para Deus. Logo, o que lhe falta aqui é e será sempre… Deus. Sim, queira ou não, creia ou não creia, pense nEle ou dEle se esqueça, o homem precisa de Deus para ser feliz. E, quanto mais nobre é uma alma, mais vasto o coração e mais bela a inteligência, mais se faz sentir e atormenta essa necessidade imperiosa do Infinito, do Eterno, do Amor e da Verdade. Continue reading

A Virtude dos Heróis

Meditação para o Dia 27 de Dezembro

A paciência é uma virtude heroica. A Escritura diz que é melhor o homem paciente do que o guerreiro conquistador de cidades e que mais vale o homem paciente do que o forte – Melior est patiens viro forti. Et qui dominatur animo suo expugnatores urbium. Os teólogos classificam as virtudes e as dividem em grupos caracterizados pelas virtudes cardeais. A paciência deveria estar no grupo das virtudes da Temperança. E não está. Foi classificada como Fortaleza e como parte desta virtude. De fato, o homem paciente é o verdadeiro forte. Continue reading

Exemplo de Paciência

Meditação para o Dia 26 de Dezembro

O grande São Remígio, arcebispo de Rheims, mostrou-se, numa desgraça,modelo de heroica paciência. Ameaçava o país uma crise terrível, e a fome seria fatal. O santo, previdente, juntou para os seus pobres grande quantidade de trigo. Uns malfeitores invejosos correram a lançar fogo em todos os celeiros. O santo, mal teve disso notícia, montou a cavalo e sem demora se precipitou para ver se continha ainda os criminosos e salvar o trigo dos pobrezinhos. Mas ai! Era já tarde. As chamas se levantavam, devorando tudo. Que fazer? Continue reading

“Gloria in Excelsis Deo!”

Meditação para o Dia 25 de Dezembro

Os anjos cantaram no presépio de Belém:

“Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens de boa vontade” – Gloria in excelsis Deo et in terra pax hominibus bonae voluntatis

Jesus baixou à terra. O Príncipe da paz veio estabelecer o seu reino de Amor e de Misericórdia. E nos dirá:

“Eu vos dou minha paz!”

Continue reading

É bom Sofrer para ser Bom

Meditação para o Dia 24 de Dezembro

“Quando se deseja saber o que vale uma alma – escreveu Lacordaire –, é mister tocá-la. E, se ela não dá o som do sacrifício, esteja ela coberta de púrpura, passai, passai! Não é uma alma!”

A dor é escola das almas, e não parece ter alma quem não sabe sofrer e se imolar. O sofrimento revela-nos as profundezas de nossa alma com toda a sua complexidade e mil delicadezas, e com isso nos revela também as profundezas de alma de nossos semelhantes. Saber sofrer é necessário, ao menos para se não fazer sofrer os outros. Continue reading

A Eterna Fugitiva

Meditação para o Dia 23 de Dezembro

A felicidade na terra é a eterna fugitiva. Um relâmpago. Brilha no oriente, some no ocidente. A terra a vê e exulta, mas ela passa. Passa como a juventude, como a beleza, como o talento, como tudo que é bom. E assim vai esta vida, cheia de dores e mil angústias, entre luzes e trevas. Buscam os homens a Felicidade como quem persegue a própria sombra. E o homem, saciado de prazer e de glória, torna-se infeliz, porque chega à triste realidade das coisas, ao conhecimento experimental da incapacidade de tudo que é finito para lhe saciar o coração. Continue reading

Coração-Abismo

Meditação para o Dia 22 de Dezembro

O coração humano é abismo insondável. Nada o satisfaz na terra. A Escritura o compara às profundezas do oceano – Abyssum, et cor hominum investigavit (Ecle 42, 18). Esse coração busca a felicidade e nunca, ainda que lhe deem tudo que deseja e a que aspira, e tudo que é desejável e possível neste mundo, nunca estará satisfeito. Continue reading

« Older posts

© 2019 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑