Tag: são francisco de assis

Festa de São Francisco de Assis

Ego stigmata Domini Iesu in corpore meo porto — “Eu trago em meu corpo os estigmas do Senhor Jesus” (Gl 6, 17)

Sumário. Posto que São Francisco fosse adornado de todas as virtudes cristãs, a sua virtude característica contudo foi o seu ardente e entranhado amor para com Jesus Cristo. Pelo que mereceu que Jesus Cristo lhe imprimisse os santos estigmas, e que tanto ele como a sua ordem fossem distinguidos pelo mundo todo com o título de Seráfico. Se quisermos que em nós também se acenda esta bela chama do amor, procuremos, à imitação do santo, viver desapegados dos bens terrestres e sobretudo estudar todos os dias no grande livro que é o Crucifixo. Continue reading

Pequeno Sermão de São Francisco

Meditação para o Dia 04 de Outubro

O Seráfico São Francisco de Assis fazia, no Alverne, esta profunda meditação:

“O Céu aberto em cima de minha cabeça. O Inferno aberto sob meus pés. E o cristão, no meio!” – Caelus apertus, Infernus apertus, Christianus in medio! “Assim estou no mundo, sob um Céu que me espera e cujo pensamento me conforta e estimula na luta”

Quando a cruz pesar demais sobre nossos ombros doloridos, olhemos para o Céu. Continue reading

Festa de São Francisco de Assis

Meditação para o Dia 04 de Outubro

1. Se respeito merece a imagem do crucifixo, não menor respeito se deve ao crucifixo vivo, São Francisco de Assis, distinguido por Jesus com os sinais das cinco chagas. Desde o berço até a morte este Santo foi fiel imagem do Salvador. Nasceu, como Jesus, em pobre estábulo, para onde sua piedosa mãe tinha seguido por inspiração divina. Abraçava, como o Messias, a pobreza absoluta. Andou, como Jesus, pregando e fazendo o bem a todos, e morreu, como Ele, despido de tudo. Tanto conseguiu, com a graça divina, um homem por si fraco como tu. Pede sua intercessão. Continue reading

História da Igreja 4ª Época: Capítulo I

Quarto Concílio de Latrão

Inaugurou-se o século treze com o duodécimo concílio ecumênico, que é o quarto de Latrão. Este concílio, convocado pelo Papa Inocência III, reuniu-se em Roma no ano 1215, e intervieram nele 573 bispos e 800 abades. Os decretos que nele foram emanados tiveram tal importância, que se considerou a celebração deste concílio como um fato digno de assinalar época na história eclesiástica. A principal causa que o motivou foi a heresia dos Albigeneses, assim chamados porque começaram a difundir seus erros na província de Albi, em França. Esta heresia era um conjunto de todas as que tinham aparecido nos séculos anteriores, e ensinava, entre outras extravagâncias, como os Maniqueus” que existem dois princípios criadores, Deus e Satanás; que o primeiro criara as almas e o segundo os corpos. Repeliam a autoridade da Igreja e os Sacramentos, vomitavam blasfêmias contra Jesus Cristo e Maria Santíssima, e tinham, além disto, costumes muito relaxados. Continue reading

O Dia do Perdão de Assis

Jesus concedendo a Indulgência à São Francisco de Assis

Jesus concedendo a Indulgência à São Francisco de Assis

A História do Perdão de Assis

A pouca distância de Assis, antiquíssima cidade da Úmbria, foi edificada em 352 uma pequena capela de quatro piedosos eremitas vindos da Palestina e foi dedicada à Virgem Santíssima. No século VI, esta capela foi dada aos Monges Beneditinos do Monte Subásio, os quais, ampliaram e embelezaram-na. Ali, com as ‘porções de terras’ que tinham, veio o nome Porciúncula, ou seja, “porçãozinha” ou “pequena porção” [de terras]. Em seguida pois, pela frequente aparição dos Anjos, foi chamada de Santa Maria dos Anjos.

Igrejinha de Porciúncula

Igreja de Porciúncula

O Seráfico Pai São Francisco de Assis, quando tomou a sua vida santa, vendo o quanto abandonada e decaída aquela capela, reparou-a pela fervente devoção que tinha pela Mãe de Deus, da qual lhe foi revelado que aquela igrejinha lhe era querida, de modo especial entre todos aqueles consagrados em seu Nome. Em seguida, São Francisco ganhou-a do Abade Teobaldo, monge beneditino, e ali se retirou com os seus companheiros, quando foi forçado a abandonar o Tugúrio de Rivotorto. Continue reading

© 2021 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑