Meditação para o Dia 10 de Setembro

O sofrimento é o Céu da terra, porque Jesus está junto de quem sofre, e estar com Jesus é sentir a doçura do paraíso. Sem sofrer e sofrer muito, não se achará o Amor, isto é, o Céu. Se na cruz se encontra Jesus, também se encontra ali o Céu, porque, na bela expressão de Guido de Fontgallant, “o Céu é Jesus”. Em síntese: – o sofrimento é o Céu da terra, porque no sofrimento se acha o Amor, e o Amor é Jesus, e Jesus é o Céu! Dizia Santa Teresinha, no mais perfeito abandono:

“Não desejo nem o sofrimento nem a morte e, entretanto, eu os amo tanto! Chamei-os, durante tanto tempo, como mensageiros da alegria. Possuí o sofrimento e julguei tocar as praias celestes!” (1)

E, em paz e alegria, o anjo do Carmelo saboreava os frutos amargos, tendo sempre um sorriso de acolhimento para a dor. Disseram-lhe um dia as noviças, que presenciavam o seu sofrimento:

“Temos pena, de vos ver sofrer e de pensar que ainda tereis muito que sofrer!”

A Santa respondeu:

“Oh! Não vos aflijais por minha causa.Cheguei ao ponto de não poder mais sofrer, porque todo o sofrimento me é doce” (2)

Certa ocasião, uma irmã, que duvidava da heroica paciência de Teresa, encontrando-a com a expressão de uma alegria celeste, inquiriu-lhe a causa:

“É porque senti uma viva dor – respondeu ela – e sempre me esforço por amar o sofrimento e acolhê-lo bem”

Doutra feita perguntaram-lhe:

“Por que está tão alegre esta manhã?”

Sua resposta foi esta:

“É porque tive hoje dois pequenos sofrimentos e nada me causa tanta alegria como a dor”

Teresinha era feliz em sofrer e o seu incomparável e belo sorriso jamais a abandonou até a morte. E esse sorriso nos diz que, na via da infância espiritual, O SOFRIMENTO É O CÉU DA TERRA!

Referências:
(1) História de uma alma – c. VIII
(2) Idem – c. XII

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 273)