Meditação para Dia 31 de Janeiro

1. Maria, sujeitando-se ao preceito da purificação, neste caso ociosa, procurou evitar qualquer admiração dos judeus. Muitos sabiam que ela tinha dado à luz um menino, mas ignoravam que era Mãe de Deus. Receando poder dar mau exemplo, não se serviu de seu privilégio. O amor ao próximo mais duma vez exige coisa semelhante.

Maria, seguindo o uso e a tradição comum, quis evitar tudo o que pudesse causar alguma estranheza. A santidade não consiste na prática de coisas extraordinárias. Sê fiel nas coisas pequenas, e serás santo.

2. a) Maria quis fazer mais do que estava obrigada a fazer. Limitando-te ao que é indispensável, facilmente chegarás a deixar isto mesmo. Aponta bem alto, pois o peso fará abaixar a flecha. Ai de ti, se Deus não costumasse dar suas graças larga e abundantemente. Paga-lhe com igual generosidade.

b) Pela purificação, Maria quis aproximar-se mais da pureza incriada. Não contente por apagar as manchas de tua alma, pratica as virtudes, para te tornares mais digno de Deus, sobretudo quando O fores receber na santa Comunhão.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 45)