Meditação para o Dia 31 de Maio

1. Termina hoje o mês de tua Mãe do céu.

“Eis aí tua Mãe”

Maria é tua, sim, tua Mãe. Ela sabe quanto careces da sua maternal proteção, quanta fraqueza te aperta? Ela, lírio sem mancha, usa de todo o seu poder, para conservar em seus devotos o distintivo da pureza. A humilde escrava do Senhor favorece o exercício da humildade; a modesta Virgem de Nazaré aprecia em seus filhos a santa modéstia; a atenciosa visitante de Isabel quer ver amor ao próximo; a Mãe das dores estima a resignação. És semelhante à tua Mãe?

2. Sem amor a Maria não és cristão virtuoso. Sua veneração é um sinal da salvação eterna. Evita, pois, cuidadosamente, o que lhe pode desagradar. Reflete frequentemente sobre a sua dignidade como Mãe divina, Mãe Imaculada, e sobre a sua santidade. Procura imitá-la. Reza todos os dias a ela determinadas preces. Favorece, se te for possível, suas congregações e irmandades. Recorre a ela nas tentações, nos perigos e em todas as tuas necessidades. Defende sua honra quando atacada, pois trata-se de tua Mãe! Persevera em seu serviço até à hora em que ela te abraçar no céu.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 166)