Meditação para o Dia 25 de Maio

1. Conheces o bom pastor, que deixa 99 ovelhas para procurar a que se perdeu?

“Eu sou o bom pastor”, diz Jesus

O bom pastor dá a sua própria vida pelas suas ovelhas.

“O Filho do homem veio buscar e salvar o que tinha perecido”

Lê em seus olhos seu terno amor, vê-o apressar seus passos, ouvi-o erguer sua branda voz que pronuncia teu nome. Preferirás andar perdido? Longe do Pai? Ainda não estás cansado? Não desejas repousar onde há verdadeiro repouso e paz e felicidade?

2. Como se não fosse suficiente a parábola do bom pastor, Jesus, para te convencer de sua bondade, ainda conta outra. É tocante a parábola do filho pródigo, que deixou a casa do pai, dissipou seus bens e só regressou quando se achou no auge da miséria. A bondade de Deus, porém, ainda excede a do pai do filho pródigo. Este pai espera seu filho, Deus lhe vai ao encontro. O pai, como homem, não está acima de seu filho; Deus, porém, é infinito. O pai só deu benefícios temporais, Deus dá estes e os espirituais, infinitamente mais apreciáveis. O pai teria perdoado também a quinta, a vigésima vez? Talvez não. Deus perdoa cem e mais vezes. Sê, pois, grato, e ama a quem é tão bom.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 160)