Tag: verbo encarnado (Page 1 of 2)

Reconhecimento e confiança para com Ele

Meditação para o Sábado da 2ª Semana depois da Epifania. Reconhecimento e confiança para com Ele

Meditação para o Sábado da 2ª Semana depois da Epifania

SUMARIO

Consideraremos hoje:

1.° O reconhecimento;

2.º A confiança que devemos ao Menino Jesus no berço.

— Tomaremos depois a resolução:

1.° De termos muitas vezes aspirações de reconhecimento e de amor para com o divino Menino;

2.° De nunca nos deixarmos abater nem entristecer pelas nossas fraquezas, mas de nos animarmos incessantemente a ter uma vida melhor e a confiar no socorro de Jesus.

O nosso ramalhete espiritual será o cântico da Igreja:

“Quem não retribuirá amor com amor a um Deus tão cheio de ternura?” – Sic nos amatem quis non redamaret?

Continue reading

Admiração e amor para com o Menino Jesus

Meditação para a Sexta-feira da 2ª Semana depois da Epifania. Admiração e amor para com o Menino Jesus

Meditação para a Sexta-feira da 2ª Semana depois da Epifania

SUMARIO

Depois das considerações gerais que ocuparam as nossas precedentes orações, meditaremos agora os primeiros anos de vida do Verbo Encarnado sobre a terra, e consideraremos quanto a Sua santa infância merece:

1.° A nossa admiração;

2.° O nosso amor.

— Tomaremos depois a resolução:

1.° De praticarmos todas as nossas ações por amor do Menino Jesus e com o intuito de Lhe agradar;

2.° De multiplicarmos o mais possível as aspirações de admiração e de amor para com Ele, e de conservarmos a Sua lembrança nos nossos corações.

O nosso ramalhete espiritual será a palavra de São Bernardo:

“Quanto mais pequeno Jesus se faz, tanto mais amável é” – Parvulus Dominus et amabilis nimis

Continue reading

Vida de Maria unida a Jesus

Meditação para a Sexta-feira da 4ª Semana do Advento. Vida de Maria unida a Jesus

Meditação para a Sexta-feira da 4ª Semana do Advento

Sumário

Depois de ter meditado a vida de Jesus em Maria, meditaremos a vida de Maria unida à de Jesus; e veremos que foi uma vida:

1.° Toda interior;

2.° Toda de amor;

3.° Toda de imitação.

— Tomaremos depois a resolução:

1.° De vigiar a nossa alma para não a deixar o ocupar-se no que a distrai, como as novidades, as conversações frívolas, os vãos divertimentos, os pensamentos inúteis;

2.° De nos unirmos muitas vezes a Deus por atos de amor e pela aplicação em imitar Jesus Cristo.

O nosso ramalhete espiritual será a palavra de Maria:

O meu espírito se alegrou por extremo em Deus meu Salvador – Exultavit spiritus meus in Deo salutari Meo (Lc 1, 47)

Continue reading

Sua vida de méritos

Meditação para a Quinta-feira da 4ª Semana do Advento. Sua vida de méritos

Meditação para a Quinta-feira da 4ª Semana do Advento

Sumário

Concluiremos as nossas meditações a respeito da vida do Verbo Encarnado no seio de Maria, considerando:

1.° Os merecimentos que Ele adquiriu durante nove meses;

2.° A parte que se digna conceder-nos nos Seus merecimentos.

— Tomaremos depois a resolução:

1.° De pôr a nossa confiança nos merecimentos de Jesus Cristo, e de combater, por esta consideração, qualquer pensamento de desanimação e de desconfiança;

2.° De tornar as nossas obras meritórias, oferecendo-as a Deus e unindo-as às obras semelhantes de Jesus Cristo.

O nosso ramalhete espiritual será a palavra do Salmo:

Em vós, Senhor, é que esperei: não permitais que jamais seja eu confundido – In te, Domine, speravi; non confundar in aeternum (Sl 30, 1)

Continue reading

Sua vida de vítima

Meditação para a Quarta-feira da 4ª Semana do Advento. Sua vida de vítima

Meditação para a Quarta-feira da 4ª Semana do Advento

Sumário

Consideraremos que o seio de Maria não é somente um templo, em que o Verbo Encarnado mostra o Seu zelo e expande a Sua oração: é também um altar, em que se sacrifica. Por conseguinte meditaremos:

1.° A vida de vítima, que tem Jesus no seio de Sua Mãe;

2.° A vida de vítima, que nós mesmos devemos ter.

— Tomaremos depois a resolução:

1.° De santificar, o dia com diferentes atos de amor para com Jesus, nossa vítima no seio de Maria;

2.° De trabalhar na nossa emenda espiritual com o sacrifício de nossos gostos e desejos.

O nosso ramalhete espiritual será a palavra de São Paulo:

Jesus Cristo amou-nos e se entregou a si mesmo por nós outros, como oferenda e hóstia a Deus – Christus dilexit nos, et tradidit semetipsum pro nobis oblationem et hostiam Deo (Ef 5, 2)

Continue reading

Sua vida mortificada no seio de sua Mãe

Meditação para a Sexta-feira da 3ª Semana do Advento. Sua vida mortificada no seio de sua Mãe

Meditação para a Sexta-feira
da 3ª Semana do Advento

Sumário

Meditaremos a vida mortificada que teve o Verbo Encarnado, no seio de Sua Mãe; e admiraremos como neste estado mortificou:

1.° Os seus sentidos;

2.° A sua vontade;

3.° A sua liberdade.

– Tomaremos depois a resolução:

1.° De mortificar os nossos sentidos, principalmente os olhos e a língua, até mesmo nas coisas permitidas, a fim de nos acostumarmos a mortificá-los nas coisas proibidas;

2.° De viver com regra e na obediência, sem jamais ceder ao capricho.

O nosso ramalhete espiritual será a palavra do Apóstolo:

Jesus Cristo nunca buscou a sua própria satisfação – Christus non sibi placuit (Rm 15, 3)

Continue reading

Vida de Clausura, de Solidão e de Silêncio do Verbo Encarnado

Meditação para a Quarta-feira da 3ª Semana do Advento. Vida de clausura, de solidão e de silêncio do Verbo Encarnado

Meditação para a Quarta-feira
da 3ª Semana do Advento

Sumário

Para bem cumprir o tríplice dever de estudar, de amar, e de imitar o Verbo Encarnado, começaremos por meditar a vida que teve durante nove meses no seio de Maria; e veremos que foi uma vida de clausura, de solidão e de silêncio.

— Tomaremos depois a resolução:

1.° De não buscar o trato do mundo sem necessidade;

2.° De amar o retiro e o silêncio, como mais favoráveis à inocência da vida e ao recolhimento da oração.

O nosso ramalhete espiritual será a máxima da Imitação:

É no sossego e no silêncio que a alma faz progresso – In silentio et quiete proficit anima (I Imitação de Cristo 20, 6)

 

Continue reading

Imitar o Verbo Encarnado

Meditação para a Terça-feira da 3ª Semana do Advento. Imitar o Verbo Encarnado

Meditação para a Terça-feira
da 3ª Semana do Advento

Sumário

Meditaremos o nosso terceiro dever para com o Verbo Encarnado, que consiste em imitá-Lo; e veremos:

1.° Que o desígnio de Deus, decretando a Encarnação, foi dar-nos o Verbo Encarnado por modelo;

2.° Que a excelência deste modelo nos convida a imitá-Lo.

— Tomaremos depois a resolução:

1.° De comparar muitas vezes os sentimentos de Jesus Cristo com os nossos, particularmente com relação ao amor da cruz, da pobreza, da preeminência;

2.° De entrar dentro em nós antes de cada ação ou de cada determinação, para fazer esta pergunta a nós mesmos:

Que faria ou que pensaria Jesus Cristo?  – Quid nunc Christus?

O nosso ramalhete espiritual será a palavra do Salvador:

“Dei-vos o exemplo, para que como eu fiz assim, façais vós” – Exemplum dedi vobis, ut quem admodum ego feci vobis, ita et vos faciatis (Jo 13, 15)

Continue reading

Amar o Verbo Encarnado

Meditação para a Segunda-feira da 3ª Semana do Advento. Segunda-feira. Amar o Verbo Encarnado

Meditação para a Segunda-feira
da 3ª Semana do Advento

Sumário

Meditaremos o nosso segundo dever para com o Verbo Encarnado, que é amá-lO; e veremos:

1.º Qual é o amor do Verto Encarnado para conosco;
2.º Qual deve ser o nosso amor para com o Verbo Encarnado.

– Tomaremos depois a resolução:

1.° De repetir muitas vezes com admiração e amor a palavra do Evangelho: “O Verbo se fez carne” – Verbum caro factum est (Jo 1, 14). Ó mistério de inefável amor!

2.° De praticar todas as nossas obras por amor para com o Verbo Encarnado, tendo em vista conseguir amá-lO sempre mais.

O nosso ramalhete espiritual será a palavra de São João:

“Portanto, amemos a Deus, porque nos amou primeiro” – Nos ergo diligamus Deo, quoniam Deus prior dilexit nos (1Jo 4, 19)

Continue reading

Glória de Deus pela Encarnação – Continuação

Quinta-feira. Glória de Deus pela Encarnação - Continuação

Meditação para Quinta-feira da 2ª Semana do Advento

Sumário

Continuaremos a meditar a gloria que traz a Deus a Encarnação do Verbo; e para bem o compreender, consideraremos:

1.° Que, sem a Encarnação, o mundo nenhuma glória daria a Deus digna dEle;

2.° Que, pela Encarnação, o mundo dá a Deus uma glória infinita.

— Tomaremos depois a resolução:

1.° De nos conservarmos unidos a Jesus Cristo pela confiança, pelo amor, e por frequentes elevações de coração;

2.° De fazer todas as nossas orações e ações em união com Ele.

O nosso ramalhete espiritual será a palavra do cânon da missa:

Tudo por Jesus Cristo, tudo com Jesus Cristo, tudo em união com Jesus Cristo
Per ipsum, et cum ipso, et in ipso.

Continue reading
« Older posts

© 2022 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑