Meditação para o Dia 10 de Junho

“E disse Jesus: Alguém me tocou, porque conheci que uma virtude saíra de mim. E olhava em roda para ver aquela que isto havia feito. Porém a mulher, vendo que não esteve oculta, temendo e tremendo, bem certa do que lhe tinha acontecido, veio e se prostrou diante Dele e Lhe disse toda a verdade e declarou diante de todo povo por que causa O tocara e de que modo ficara logo curada. Então, vendo-a, disse-lhe: Tem confiança, filha, a tua fé te salvou, vai em paz e fica sã de tua enfermidade. E ficou sã a mulher desde aquela hora.” (1)

“Temendo e tremendo”, diz o Evangelho, a pobre mulher se aproximou de Jesus e declarou por que O tocara. E, vendo-a assim, naquele temor, como se tivesse faltado ao respeito devido ao Mestre, Jesus lhe disse:

“Tem confiança”

Nosso Senhor não quer que O tratemos cheios de medo, de escrúpulos, de receios e desconfianças, como certas almas tímidas, acanhadas demais, por uma doutrina de fundo jansenista, que, infelizmente, ainda se vê, hoje, bem propagada. Ele nos repete, como à pobre enferma do Evangelho, quando O tocamos, e tão de perto, na Eucaristia:

“Tem confiança. Tua fé te salvou”

E nossos pecados? E a enfermidade de nossos vícios? “Vai em paz e fica sã de tua enfermidade”, repete Jesus à nossa alma, sempre enferma, sempre cheia de misérias. Aproximemo-nos de Jesus, não temendo nem tremendo, mas amando e confiando…

Referências:
(1) São Lucas, 8,45-47; São Mateus 9,18-26

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 176)