Meditação para o Dia 26 de Agosto

Segundo a Imitação de Cristo, Cap. XLVII – L. III

Jesus Cristo: Filho, não esmoreças nos trabalhos que por Mim empreendeste, nem te desanimes com as tribulações, mas, em tudo que te acontecer, minhas promessas te consolem e fortifiquem. Eu sou bastante poderoso para te dar uma recompensa sem limites e sem medida. Os trabalhos que agora padeces não serão dilatados, nem sempre viverás oprimido de dores. Espera um pouco e verás quão depressa passam os males. Virá uma hora em que cessará todo o trabalho e inquietação. Sempre é breve tudo o que passa com o tempo. Faze com cuidado o que tens que fazer, trabalha fielmente na minha vinha, e Eu mesmo serei a tua recompensa. Escreve, lê, canta, suspira, guarda silêncio, ora, sofre varonilmente a adversidade: a vida eterna merece ser comprada por estas maiores pelejas. Virá a paz um dia que o Senhor sabe, e não haverá mais noite nem dia, como na terra, mas luz perpétua, claridade infinita, paz inalterável e descanso eterno. Não dirás então: QUEM ME LIVRARÁ DESTE CORPO MORTAL? Nem clamarás: AI DE MIM, QUE SE PROLONGOU O MEU DESTERRO. Porque a NOITE SERÁ DESTRUÍDA e a salvação será eterna, não haverá angústia alguma, mas bem-aventurada alegria, doçura da sociedade celeste e da formosura do Paraíso. Oh! Se visses as coroas imortais que meus santos possuem no Céu e a glória de que gozam agora aqueles que neste mundo eram desprezados e tidos como indignos da mesma vida! Certamente te humilharias até a terra e mais quererias obedecera todos que mandar a um só! E não desejarias os passatempos desta vida, mas antes te alegrarias de ser atribulado por amor de Deus e terias por grandíssimo lucro ser avaliado por nada entre os homens. Oh! Se gostasses destas verdades e elas penetrassem até o fundo do teu coração, como ousarias queixar-te uma só vez? Que coisa há tão penosa que não se deva fazer pela vida eterna? Será coisa sem importância ganhar ou perder o reino de Deus?

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 257)