Tag: sofrimentos (page 1 of 2)

Os Sofrimentos e as Provações da Vida

Meditação para o 3º Domingo depois da Páscoa. Os Sofrimentos e as Provações da Vida

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João 16, 16-22

«Ainda um pouco, e deixareis de me ver; e um pouco mais, e por fim me vereis.» 17Disseram entre si alguns dos discípulos: «Que é isso que Ele nos diz: ‘Ainda um pouco, e deixareis de me ver, e um pouco mais, e por fim me vereis’? E também: ‘Eu vou para o Pai’?» 18Diziam, pois: «Que quer Ele dizer com isto: ‘Ainda um pouco’? Não sabemos o que Ele está a anunciar!»

19Jesus, percebendo que o queriam interrogar, disse-lhes: «Estais entre vós a inquirir acerca disto que Eu disse: ‘Ainda um pouco, e deixareis de me ver, e um pouco mais, e por fim me vereis’? 20Em verdade, em verdade vos digo: haveis de chorar e lamentar-vos, ao passo que o mundo há-de gozar. Vós haveis de estar tristes, mas a vossa tristeza há-de converter-se em alegria! 21A mulher, quando está para dar à luz, sente tristeza, porque chegou a sua hora; mas, quando deu à luz o menino, já não se lembra da sua aflição, com a alegria de ter vindo um homem ao mundo. 22Também vós vos sentis agora tristes, mas Eu hei-de ver-vos de novo! Então, o vosso coração há-de alegrar-se e ninguém vos poderá tirar a vossa alegria.

Continue reading

O que Jesus Cristo sofreu dos Seus Inimigos

Meditação para a Terça-feira Santa. O que Jesus Cristo sofreu dos Seus Inimigos

Meditação para a Terça-feira Santa

SUMARIO

Meditaremos sobre o que Jesus sofreu dos Seus inimigos na Sua Paixão, e veremos:

1.° Os Seus tormentos;

2.° Os Seus opróbrios.

— Tomaremos depois a resolução:

1.° De aproveitarmos do coração todas as ocasiões de nos mortificarmos e de nos humilharmos;

2.° De renunciarmos de bom grado a toda a pretensão de orgulho e de amor-próprio, assim como a toda a busca de sensualidade.

O nosso ramalhete espiritual será a palavra do Apóstolo:

“Armai-vos do pensamento do que padeceu Jesus na carne” – Christo igitur passo in carne, et vos eadem cogitatione armamini (1Pd 4, 1)

Continue reading

Sofrer na Esperança dos Bens Eternos

Meditação para o Dia 26 de Agosto

Segundo a Imitação de Cristo, Cap. XLVII – L. III

Jesus Cristo: Filho, não esmoreças nos trabalhos que por Mim empreendeste, nem te desanimes com as tribulações, mas, em tudo que te acontecer, minhas promessas te consolem e fortifiquem. Eu sou bastante poderoso para te dar uma recompensa sem limites e sem medida. Os trabalhos que agora padeces não serão dilatados, nem sempre viverás oprimido de dores. Continue reading

Tribulações e Misérias

Meditação para o Dia 20 de Agosto

Segundo a Imitação de Cristo, Cap. XX – L. III

Ai! Que vida esta, cercada, de todos os lados, de tribulações e misérias, onde tudo está cheio de laços e de inimigos! Ainda uma tribulação ou tentação não é passada já outra está conosco. Ainda não saímos de uma batalha, já outras muitas estão sobre nós sem as esperarmos. E como se pode amar uma vida cheia de tantas amarguras, sujeita a tantas calamidades e misérias? Como se pode até chamar vida o que gera tantas dores e mortes? Contudo, muitos a amam e trabalham para nela descobrir sua felicidade. Continue reading

Sofrimento das Injúrias e Verdadeira Paciência

Meditação para o Dia 19 de Agosto

Segundo a Imitação de Cristo, Cap. XIX – L. III

Jesus: Que dizes, filho? Cessa de queixar-te, considerando minha paixão e os sofrimentos dos santos. AINDA NÃO RESISTISTE ATÉ DERRAMAR SANGUE. Pouco é o que padeces em comparação com o que padeceram meus servos, tão fortemente tentados, provados e exercitados por tão diversos modos. Traze à memória as mui graves penas por que passaram, para que facilmente sofras teus pequenos trabalhos. E, se não te parecem pequenos, olha, não seja a tua impaciência que os figure pesados. Sejam, porém, grandes ou pequenos, procura levá-los todos com paciência. Quanto mais te dispuseres a sofrer, tanto mais cordato serás e maior será teu merecimento. Continue reading

Paciência e Luta contra as Paixões

Meditação para o Dia 18 de Agosto

Segundo a Imitação de Cristo, Cap. XII – L. III

A alma: Deus e Senhor meu, vejo quão necessária me é a paciência, porque nesta vida acontecem muitas adversidades. Faça eu o que fizer para ter paz, nunca minha vida estará sem batalha e sem dor.

Jesus Cristo: Assim é, filho meu, mas não quero que faças consistir a paz na isenção de tentações ou em não encontrar coisa alguma que te aflija. Antes, quando tiveres padecido muitas tribulações e experimentado muitas adversidades, então crê que achaste a paz. Se disseres que não podes sofrer tanto, como sofrerás o fogo do purgatório? Continue reading

O Paraíso na Terra

Meditação para o Dia 15 de Agosto

Segundo a Imitação de Cristo, Cap. XII vs. 11 – L. II

Quando chegares ao estado em que a aflição te seja suave e gostosa por amor de Jesus Cristo, dá-te então por feliz, porque achaste o paraíso na terra. Mas, enquanto o padecer te for molesto e buscares evitá-la, crê que te vai mal, e onde quer que fores, contigo irá a tribulação. Se te resolveres, como deves, a sofrer e morrer, logo te irá melhor e acharás a paz. E, ainda quando fosses arrebatado, como São Paulo, ao terceiro Céu, nem por isso estarias isento de padecer. “Eu lhe mostrarei – diz Jesus – quando convém que ele sofra por meu nome”. Continue reading

Levar a Cruz e Amar a Cruz

Meditação para o Dia 14 de Agosto

Segundo a Imitação de Cristo, Cap. XII vs. 8-9-10-11 – L. II

Quanto mais se debilita a carne pela aflição, tanto mais se fortalece o espírito pela graça interior. E, às vezes, é tal o seu amor dos sofrimentos e tanto o desejo de conformar-se a Jesus Cristo Crucificado, que não quer estar um só momento sem dor e tribulação, pois crê ser tanto mais aceito a Deus quanto forem maiores os trabalhos que por seu respeito puder sofrer. Não é isto virtude humana, senão graça de Jesus Cristo, que tão poderosamente faz tão grandes coisas na carne frágil, fazendo-lhe que ame e sofra com afeto intenso aqueles mesmos males a que naturalmente tem horror e aversão. Não há coisa mais contrária à inclinação do homem que levar a cruz, amar a cruz, castigar o corpo e pô-lo em servidão, fugir das honras, sofrer de bom grado as injúrias, desprezar-se a si mesmo e desejar que o desprezem; suportar as aflições e desgraças e não desejar prosperidade alguma neste mundo. Se consideras as tuas forças, acharás que nada disto podes fazer. Porém, se confiares no Senhor do Céu, Ele te enviará celestial fortaleza e terás poder sobre a carne e o mundo. Continue reading

As Duas Coroas

Meditação para o Dia 30 de Abril

Nosso Senhor apareceu a Santa Catarina de Sena com duas coroas nas mãos, uma de espinhos e outra de flores.

“Minha filha – disse Jesus, – terás de receber, necessariamente, uma destas coroas e depois a outra. Se quiseres receber nesta vida a coroa de espinhos, eu te reservarei a outra, a de flores, para a vida eterna. Se ao contrário, quiseres agora a de flores, eu te reservarei a de espinhos para depois de tua morte”.

Respondeu a santa:

“Senhor, de há muito renunciei minha vontade, mas se quereis minha resposta, digo-Vos que, acima de tudo, quero viver toda a minha vida com a Vossa Paixão e achar minha consolação em sofrer por Vós” (1)

Continue reading

Refúgio Seguro

Meditação para o Dia 28 de Abril

Onde haverá um refúgio seguro para nossa pobre alma, quando abatida pelo sofrimento? E, nas tentações e perigos, onde nos abrigaremos? Santo Agostinho responde:

“Nas chagas de meu Jesus e, principalmente, na chaga do Seu coração”

São Boaventura estava bem certo de que as Santas Chagas de Nosso Senhor são o melhor refúgio na vida e na morte, quando dizia:

“Se eu nada mais puder fazer, meu Jesus, procurarei vossas chagas e aí permanecerei”

Continue reading

« Older posts

© 2020 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑