Meditação para o Dia 16 de Setembro

A alavanca do mundo é a oração, a oração confiante. Disse um sábio:

“Dai-me um ponto de apoio e levantarei o mundo. O que Arquimedes não pôde alcançar, foi plenamente alcançado pelos santos. O Todo Poderoso lhes deu um ponto de apoio: Ele próprio, e só Ele. Por alavanca, deu-lhes a oração, abrasada no fogo do Amor. E, assim providos, eles conseguiram levantar o mundo, do mesmo modo que os santos militantes o levantam hoje e continuarão a levantá-lo até a consumação dos séculos” (1)

Tenhamos confiança, porque só a confiança, e mais nada senão ela nos levará ao Amor. Rezemos depois e peçamos o que quisermos, procurando, para a alavanca da oração, o ponto de apoio único, forte, inabalável, onipotente, eterno: o Coração de Jesus, esse Coração que só respira amor e confiança. Digamos sempre como jaculatória predileta:

“Sagrado Coração de Jesus, tenho confiança em Vós!”

A oração confiante faz milagres. Não só levanta,mas cria novos mundos da graça e do amor. Quantas vezes repetiu Nosso Senhora os que Dele se aproximavam:

“Tem confiança! Tem confiança!”

Depois que Ele nos deu Seu Coração Divino como apoio, confiante, não há criatura, por mais fraca, miserável e pobre, que não seja capaz de levantar mundos com a alavanca poderosa da oração!

Referências:

(1) História de uma alma – c. X

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 279)