Meditação para o Dia 12 de Novembro

1. Ouvindo os apóstolos, na transfiguração de Jesus, a voz do Pai Eterno, “caíram de bruços e tiveram grande medo. Porém, chegou-se Jesus e lhes tocou e lhes disse: Levantai-vos e não temais”. Era natural o susto dos apóstolos, tanto pelos fatos que presenciaram, quanto pela confirmação de seu receio de ter o seu mestre de sofrer e de morrer. Não te faltarão horas de desgosto; nada, porém, terás de recear, se te refugiares em Jesus. É o vencedor sobre inferno e morte; é todo poderoso, todo clemente, todo bom.

2. a) “Eles, então, levantando os olhos, já não viram a ninguém senão só Jesus”. A voz do céu, a nuvem luminosa, Moisés, Elias, o fulgor do rosto e dos vestidos, tudo tinha desaparecido. Só era Jesus quem ficara; só a Ele ainda viam. Só nEle deves confiar na alegria e no infortúnio, pois é o único que jamais te deixará.

b) Jesus proibiu aos discípulos de contar o que viram, não querendo que eles se vangloriassem das distinções recebidas. Não fazes tu o contrário, contando tudo o que te possa honrar, e calando cuidadosamente o que possa rebaixar-te aos olhos dos homens?

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 331)