Meditação para o Dia 12 de Maio

1. a) Por um só pecado terrivelmente foram castigados os prediletos de Deus, os anjos e os primeiros homens. Será, pois, uma bagatela ofender a Deus? Onde é grande o castigo, maior deve ter sido a culpa, porque Deus, mesmo castigando, ainda é bondoso.

b) Não estará mais de um condenado no inferno devido a um único pecado mortal, o primeiro de toda a vida? Não estarão lá os que menos do que tu pecaram? O que sofrem? Por quanto tempo?É realmente para assustar-se, pensar em seus sofrimentos eternos. deus é um retribuidor longânimo, mas infalível.

2. Milhares pereceram pelo dilúvio, em consequência do pecado da carne. Milhares pelo fogo e enxofre em Sodoma e Gomorra, e as mais cidades, cujos habitantes haviam cometido crimes abomináveis. Os infiéis israelitas foram punidos pelas serpentes no deserto, pela espada dos inimigos, pela perda da arca da lei, pela tirania dos próprios príncipes. Jerusalém foi destruída, o povo judeu, reprovado e disperso, e o pecado não será nada? Não dará cada um destes fatos assunto para séria meditação? Se Deus a outros castigou inexoravelmente, também tu, pecando, não lhe escaparás.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 147)