Meditação para o Dia 09 de Maio

Os navegantes, em eras remotas, não tinham a bússola. Atiravam-se à imensidade dos oceanos confiantes no brilho das estrelas. Os Fenícios, por exemplo, quanto fizeram pela conquista do mundo conhecido! E com que arrojos de seus marujos! Guiavam-se pela estrela do mar.

No mar deste mundo fomos lançados pela Divina Providência. Bem frágil e pequenina, quase em ruínas, é a embarcação em que lhe vamos enfrentar os rigores. Nela teremos que fazer a longa e penosa viagem da vida. E havemos de chegar ao porto do Céu, ao porto da Eternidade. Como nos parece ainda tão longe a hora feliz da chegada, de aportarmos à Pátria, de vermos nossa Mãe!

A estrela que guiava os Fenícios e navegantes de outrora, não os livraria do perigo na hora terrível das tempestades e das agitações medonhas do oceano. Entretanto, a nossa Estrela do Mar, por efeito de uma Astrologia miraculosa, protege, ampara e livra dos perigos os que caminham a fitá-la, entre o refúgio das ondas agitadas pelas imensas angústias e amarguras desta vida. Diz São Bernardo:

Respice stellam, voca Mariam – “Olha para a estrela, invoca Maria!”

E cantemos sempre:

Ave Maris Stella
Dei Mater alma
At que semper virgo
Felix – coeli – porta

Estrela dos Mares, guiai-me!
Mãe querida de meu Jesus, sede minha Mãe!
Virgem e Porta feliz do Céu, ajudai-me!

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 144)