Tag: obediência (page 2 of 4)

Amemos a Deus e a Regra (Julho, 1767)

11ª Carta Circular de Santo Afonso: Amemos a Deus e a Regra (Julho, 1767)

Aos Padres e Irmãos da Congregação do Santíssimo Redentor

Nota: A perseguição continua tremenda. Santo Afonso recomenda a todos a união com Deus, e uma observância regular mais perfeita.

Airola, 20 de junho de 1767.

Vivam Jesus, Maria e José!

Comunico-vos que para o triênio vindouro já foram eleitos os Reitores, a saber: Pe. Caione para Caposele; Pe. Liguori para Iliceto e Pe. de Paola para Santo Ângelo. Entre eles há quatro Consultores, mas devido às presentes circunstâncias, a sua eleição foi necessária. Continue reading

Espírito Religioso… Avisos (Agosto, 1765)

9ª Carta Circular de Santo Afonso: Espírito Religioso... Avisos (Agosto, 1765)

Aos Reitores, Ministros e Superiores de Missões

Nota: O santo Fundador, apesar dos cuidados de seu munus episcopal, não abandona o governo da Congregação; quer estar informado a respeito de tudo; e, quando nota alguma irregularidade, corre logo com remédios oportunos. Temos nove cartas circulares daquele tempo. Na presente recomenda vivamente a observância da Regra.

Santa Águeda, 27 de agosto de 1765.

Vivam Jesus, Maria e José!

Irmãos diletíssimos em Cristo Jesus.

Com grande pesar acabo de ouvir que decaiu muito o espírito dos súditos da Congregação. Peço a todos que de hoje em diante tenham cuidado, pois não posso ver nem tolerar o relaxamento da observância. Ouço que a pobreza e a mortificação já não agradam. Mas será que viemos à Congregação para viver comodamente e regaladamente? Nesse caso, teria sido melhor cada um ficar em sua casa. Continue reading

Avisos e Conselhos (Agosto, 1758)

7ª Carta Circular de Santo Afonso: Avisos e Conselhos (Agosto, 1758)

Aos Padres e Irmãos da Congregação do Santíssimo Redentor

Nota: Em julho de 1758, a S. C. da Propaganda pediu a Santo Afonso missionários para a Ásia. Apenas dado o anúncio, Padres, Estudantes e Noviços se ofereceram para as missões longínquas. As diligências não surtiram efeito; mas o Santo, satisfeito com o espírito de seus filhos, aproveitou-se da ocasião para corrigir alguns faltosos.

Nocera, 13 de agosto de 1758.

Vivam Jesus, Maria e José!

Padres e Irmãos. Recomendo de novo a todos a observância das Regras, especialmente da obediência, porque, a respeito dela, ouvi dizer que se tem faltado bastante. Continue reading

Pobreza… Observância Regular (Outubro, 1757)

6ª Carta Circular de Santo Afonso: Pobreza... Observância Regular (Outubro, 1757)

Aos Padres da Congregação

Nota: Naquele tempo havia dúvidas e questões a respeito do voto de pobreza. O Santo, nesta Circular aos Padres, procura esclarecer alguns pontos, mormente sobre o uso das restituições incertas.

Nocera, 3 de outubro de 1757.

Vivam Jesus, Maria, José e Teresa!

Irmãos diletíssimos em Jesus Cristo.

Para o bem da observância comum, julguei necessário chamar a vossa atenção para o seguinte:

Em primeiro lugar, tendo sido considerado seriamente por mim e pelos Consultores, na consulta do mês passado, o seguinte: se seria contra a pobreza receber de penitentes restituições, para empregá-las em obras pias ao arbítrio do confessor, foi resolvido tanto pela autoridade dos Doutores como pela razão, que isso ofende sem dúvida o voto de pobreza. Continue reading

Perfeição Religiosa (Agosto, 1754)

3ª Carta Circular de Santo Afonso: Perfeição Religiosa (Agosto, 1754)

Aos Padres e Irmãos da Congregação do Santíssimo Redentor

Nota: Vinte anos eram decorridos desde a fundação do Instituto. Crescera o número de congregados. Misérias e defeitos não podiam faltar. O Santo Fundador, nesta Circular, exorta à observância e flagela paternal e corajosamente os defeitos.

Vivam Jesus, Maria e José!

Nocera, 8 de agosto de 1754

A todos vós, meus Irmãos em Jesus Cristo, peço que, antes de lerdes esta carta, rezeis o Veni, Creator Spiritus, e peçais a Deus luzes para bem compreenderdes e pordes em prática o que, da parte de Jesus Cristo, aqui escrevo a todos e a cada um em particular. Continue reading

Vida Interior

Capítulo 37. Vida Interior - Livro Rumo à Felicidade, de Fulton Sheen
QUANTO mais buscamos a felicidade no mundo exterior, mais arriscamos a nossa paz interior. Só quem confia em si mesmo se mantém sereno, pois esse, e mais ninguém, fixou as condições de paz que estão debaixo do seu próprio domínio. Os outros são vítimas das circunstâncias, escravos de coisas que, em qualquer momento, lhes podem ser recusadas. O bêbado é um obcecado do álcool; os avarentos são obcecados do dinheiro; os frívolos são obcecados da moda… o universo de qualquer um deles pode ser abalado pela vontade de outrem. Nenhum de nós pode dirigir o modo como os outros procederão para conosco; mas podemos dirigir sempre a nossa reação para com eles. Continue reading

Santo Afonso, modelo de Obediência

Santo Afonso Maria de Ligório, modelo das Virtudes Fundamentais

Santo Afonso Maria de Ligório, modelo das Virtudes Fundamentais

Devoção a Santo Afonso como modelo das Virtudes Fundamentais.
Mês de Julho

Inveni… virum secundum cor meum, qui faciet omnes voluntates meas – “Achei… um homem segundo o meu coração, que fará todas as minhas vontades” (At 13, 22)

Sumário. Posto que o nosso Santo, na sua qualidade de Superior, tivesse menos ocasião para praticar tão bela virtude, a sua santidade industriosa soube contudo achar modos de se distinguir nesta virtude como em todas as outras, pela dependência contínua do seu Diretor espiritual e pela observância das Regras do seu Instituto. Procuremos, cada um na sua condição, imitar a Santo Afonso, guardando os mandamentos de Deus e da Igreja, e cumprindo os deveres do nosso estado. Sendo religiosos, lembremo-nos que a essência do nosso estado consiste exatamente na obediência.
Continue reading

O Oceano de Amarguras

Meditação para o Dia 06 de Maio

O Profeta não sabia a que comparar a dor imensa, o doloroso martírio de Nossa Senhora.

“Cui comparabo te vel cui assimilabo te, filia Ierusalem?”

Só a imensidade e as agitações do oceano lhe podem servir de pálida imagem. Comentando as palavras do profeta, exclama um Autor piedoso:

“Virgem bendita, assim como a amargura do mar excede a todas as amarguras, assim a tua dor excede a todas as dores”

Continue reading

Rainha dos Mártires

Meditação para o Dia 05 de Maio

Não se pode contestar, afirma Santo Afonso, que Maria tenha sido mártir. Provam-no Dionísio Cartusiano, Perbalto, Catarino e muitos outros. Para o martírio, basta uma dor suficiente para dar a morte, ainda que, na realidade, não se venha a morrer. São João Evangelista tem as honras do martírio, embora não tenha morrido na caldeira de azeite fervente. A obediência faz mártires. Maria foi mártir, sem que tocassem os algozes em seu corpo virginal. Ela teve um martírio dos mais cruéis: o do coração. Continue reading

O Meu Carrasco

Meditação para o Dia 10 de Março

O meu carrasco de cada momento, tirano que não me dá sossego, é meu amor-próprio. Não somos felizes, porque não somos livres. Andamos presos, acorrentados aos caprichos do nosso eu, despótico, cruel inimigo de Deus, inimigo de nossa salvação.

“A vontade própria – diz Santo Afonso – é a ruína das virtudes, a fonte de todos os males, a única porta do pecado e da imperfeição, arma favorita do tentador contra os religiosos, o carrasco de seus escravos, um inferno antecipado.”

Continue reading

« Older posts Newer posts »

© 2019 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑