Meditação para o Dia 07 de Agosto

Segundo a Imitação de Cristo, Cap. I – L. II

“Que vês no mundo que possa merecer teus afetos, não sendo ele o lugar de teu descanso? O Céu deve ser tua morada e, como de passagem, hás de olhar as coisas terrenas. Tudo acaba e tu, igualmente, virás a ter fim. Olha, não lhe cries amor para que te não cativem e morras em suas prisões. No Altíssimo põe teu pensamento, e tua oração, sem cessar, seja dirigida a Cristo Senhor Nosso. Senão sabes contemplar as coisas celestiais, medita na Paixão do Salvador e habita gostosamente em suas chagas sagradas. Se devotamente recorreres a esses preciosos e sanguinolentos sinais de seu amor para conosco, sentirás ânimo grande na tribulação, não farás muito caso do desprezo dos homens e facilmente sofrerás as palavras dos maldizentes. O mesmo Jesus Cristo foi também no mundo desprezado dos homens e, no maior aperto, entre grandes afrontas,desamparado de amigos e conhecidos. Esse Senhor quis padecer e ser desprezado e tu, à vista de tanta paciência, ousas queixar-te de alguma coisa? Jesus Cristo teve inimigos e detratores; e tu queres que todos sejam teus amigos e benfeitores? Como coroará Deus a tua paciência se, em nenhuma adversidade, fores provado? Se nada queres sofrer, como serás amigo de Cristo? Sofre com Cristo e por Cristo, se queres reinar com Cristo.”

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 238)