Meditação para o Dia 02 de Dezembro

A confiança tem um poder imenso sobre o Coração de Jesus. Nosso Senhor revelou a Santa Gertrudes que a confiança de uma alma faz tal violência ao Seu Coração, que Ele é forçado a favorecê-la em tudo. Era com uma certa liberdade que Santa Catarina de Sena orava ao Senhor, no excesso de uma grande confiança.

“Senhor, dizia ela uma vez – não me afastarei de junto de Vossos Pés, da Vossa Presença, enquanto a Vossa Bondade não me tiver concedido o que desejo, enquanto não Vos aprouver fazer o que Vos peço”

Continuou ela:

“Senhor, eu quero que me prometais a vida eterna para todos aqueles que eu amo”

Depois com uma santa audácia, estendia a mão para o Tabernáculo:

“Senhor, ponde a Vossa Mão na minha! Sim, dai-me uma prova de que me dareis o que Vos peço”

Que confiança! Escreve o Pe. Sauvé no seu admirável Jesus intime:

“Teremos posto em nossas preces uma confiança total, um pouco desse absolutismo da criança que solicitada mãe o objeto que deseja? O absolutismo dos pobres mendigos que nos perseguem e que, à força de importunações, conseguem ser atendidos? Principalmente esse absolutismo, ao mesmo tempo respeitoso e tão confiante,dos santos, em suas súplicas?”

Sim, ou temos uma confiança cega, absoluta, no Coração de Jesus, ou nada conseguiremos na vida espiritual. Que poder não tem um só suspiro do coração seguido de um:

“Confio em Vós, meu Jesus!…”

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 361)