Meditação para o Dia 11 de Julho

A felicidade é um negócio. E os que sabem empregar bem o capital em bancos e boas transações, gozam os juros de cem por um, aqui e na vida eterna. Que faz o bom negociante? Coloca o seu capital em negócios seguros e de vantagens certas. Compra e vende com lucros. Quereis ser felizes? Imitai o negociante. Com a moeda de vosso conforto, riqueza e saúde, comprai um pouco de felicidade para os que sofrem. E são tantos! O segredo da felicidade, segundo o Evangelho, está em fazer os outros felizes.

“Bem-aventurados os misericordiosos – disse Nosso Senhor – porque eles alcançarão misericórdia”

Vede os que padecem, os que choram, os desgraçados, e sereis menos egoístas, e o vosso coração se há de abrir, cheio de ternura e de bondade, para com os pobres e os que trazem também o coração a sangrar. O egoísmo é estéril e duro.

No sofrimento, nos golpes da vida, nas desgraças que nos afligem, há um remédio eficaz e infalível para o alívio do coração: é entregarmo-nos às obras de misericórdia, visitar os pobres, os enfermos, encarcerados, dar esmolas, proteger os infelizes. É remédio eficaz nas tentações contra a fé! E, enxugando as lágrimas alheias, enxugamos também as nossas. Experimentai a boa receita e vereis. São Vicente de Paulo viu-se livre de uma terrível tentação contra a fé dando-se ao serviço dos pobres. E quantos e belos exemplos! Quereis ser felizes? Negociai a felicidade, pondo a vossa esmola no banco da pobreza, e o consolo, no coração dos que sofrem! É bom negócio! Sereis felizes!

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 210)