Meditação para o Dia 02 de Agosto

Segundo a Imitação de Cristo, Cap. XIII – L.1

“Enquanto vivemos no mundo não podemos estar sem trabalhos e tentações. Por isso está escrito no livro de Jó: ‘A vida do homem sobre a terra é uma contínua tentação’. Ninguém é tão santo e tão perfeito que não tenha, algumas vezes,tentações, e não podemos viver sem elas. São, contudo as tentações utilíssimas ao homem, posto que sejam importunas e pesadas; porque nelas é humilhado, instruído e purificado. Todos os santos passaram por muitas tentações e trabalhos, e foi assim que aproveitaram. E os que não quiserem sofrer e levar com ânimo foram tidos por maus e desfaleceram no caminho da salvação.

Não há ordem tão santa nem lugar tão retirado onde não haja tentações e adversidades. Nenhum homem está inteiramente livre de tentações enquanto vive, porque em nós mesmos está a causa donde vêm elas, pois nascemos com a inclinação ao pecado. Passada uma tentação ou tribulação, sobrevém outra, e sempre teremos que sofrer, porque se perdeu o bem de nossa primeira felicidade.Muitos querem fugir às tentações e caem nelas mais gravemente. Não as podemos vencer só com fugir-lhes, mas com paciência e verdadeira humildade nos fazemos mais fortes que nossos inimigos. O fogo prova o ferro e a tentação, justo. Nas tentações e adversidades se vê quanto cada um tem aproveitado, e nelas consiste o maior merecimento e se conhece melhor a virtude. Não é muito ser um homem devoto e fervoroso quando nada o penaliza; mas, se no tempo da adversidade se mantém com paciência, dá esperanças de grande aproveitamento”

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 233)