Meditação para o Dia 23 de Outubro

A conversão de um pecador é jubilosamente festejada pelos espíritos celestes. Segundo Bossuet, são tão preciosas as lágrimas dos pecadores que as recolhem, na terra, para serem levadas ao Céu. E tamanha é a sua virtude, que se estende até os anjos, sendo para maravilhar que estes têm mais estima pelas lágrimas que os pecadores derramam do que pelas que chora a própria inocência. Assim, a amargura da penitência tem, para os anjos, mais doçura que as mesmas doçuras da devoção. Compreendei, ó pecadores convertidos, que as vossas lágrimas penetram no Céu porque vão alegrar os anjos. Vede como as lágrimas da penitência são proveitosas para os que as derramam, pois que também o são para os espíritos angélicos. Que abundante satisfação produzirá, um dia, também em nós, a aflição de um coração arrependido, se já a produz nos anjos, aos quais o Filho de Deus, por sua graça promete tornar-nos semelhantes. “Bem-aventurados os que choram”, disse Nosso Senhor. Não foi BEM-AVENTURADA aquela pecadora que, sem hesitar um instante, correu à casa de Simão e chorou,arrependida, aos pés de Jesus? Bem-aventurados são também, e mil vezes felizes, tantos pecadores que acharam mais consolação e alegria nas lágrimas da contrição do que em todos os prazeres da terra!

Ó meu Jesus, como é bom chorar arrependido aos vossos pés! Nunca é desprezada a lágrima do pecador!

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 318)