Tag: devoção (page 1 of 3)

O Escapulário de Nossa Senhora do Carmo

Entrega do Escapulário a São Simão Stock, por Nossa Senhora

Entrega do Escapulário a São Simão Stock, por Nossa Senhora

Voltando às origens…

A origem do escapulário de Nossa Senhora do Carmo está ligada a um difícil momento histórico da Ordem Carmelitana.

Os eremitas que viviam nas grutas do Monte Carmelo buscando, à semelhança de Maria, a intimidade com Deus no silêncio e na oração, viram-se obrigados a migrar, após a tomada da Terra Santa, para a Europa. Uma vez chegados no Ocidente, encontraram vários obstáculos para aí se estabelecerem. De um lado, os carmelitas tinham um estilo de vida bastante diferente das demais Ordens religiosas; de outro, a crise econômica pela qual passava então o continente europeu não os tornava benquistos, pois representavam mais alguém a compartilhar as pobres esmolas dos fiéis. O Carmelo corria até mesmo o risco de se extinguir.

Na época, era Superior Geral Frei Simão Stock [1]. A tradição nos conta que ele recorria à Maria sem cessar, com muito fervor, pedindo-lhe que manifestasse sua proteção aos carmelitas e que não deixasse morrer a Ordem que nascera para honrá-la e imitá-la. E a oração de São Simão Stock chegou ao coração materno de Nossa Senhora… Continue a ler

Visitação de Nossa Senhora a Santa Isabel

Meditação para o Dia 02 de Julho

1. A abençoada casa de Isabel foi o teatro de muitas e extraordinárias graças. A Santíssima Virgem, instruída pelo Espírito Santo, faz, sem demora, uma visita a sua virtuosa prima Isabel. Não se queixa da obrigação de deixar o lar querido e de ter que atravessar quase toda a Judéia, para ir de Nazaré a Hebrão, nem alega como desculpa seu estado, ameaçado por tão longa e perigosa jornada. Ao conhecer a vontade de Deus, logo parte e caminha apressadamente… Nas obrigações que contrariam tua vontade, mostrarás se amas ou não a Deus. Continue a ler

Festa de São José

Meditação para Dia 19 de Março

1. A escritura, que pouco nos refere da Santíssima Virgem, também pouco nos diz de São José. Contenta-se em chamá-lo de Justo. São José, porém, além deste, tem mais dois títulos que dispensam todos os outros: Pai nutrício de Jesus, Esposo de Maria. Nestas qualidades de São José funda-se tanto a sua dignidade e grandeza, quanto a nossa confiança. Lembra-te que, segundo a palavra de Santa Teresa, ninguém recorre a São José em vão. Continue a ler

Festa de São José, Esposo da Virgem Maria

Pretiosa in conspectu Domini mors sanctorum eius – “Preciosa é aos olhos do Senhor a morte de seus santos” (Sl 115, 15)

Sumário. Representemo-nos na casa de Nazaré para assistir à morte do Santo Patriarca. É opinião bem fundada que São José morreu por puro amor a Deus; porque teve a sorte ditosa de ser assistido por Jesus e Maria, que, com as palavras de vida eterna, que lhe dirigiam alternadamente naquelas extremas, inflamavam-lhe o amor. Se desejamos morrer devotos do grande Santo, imitemos-lhe as virtudes, particularmente o seu amor a Jesus e Maria.
Continue a ler

Meio de nos unirmos ao Sagrado Coração: a Boa Intenção

Oculi eius sine intermissione inspicientes in viis eorum – “Os seus olhos se aplicam sem intermissão a considerar os seus caminhos” (Eclo 17, 16)

Sumário. A boa intenção é tão agradável a Jesus Cristo, que tem o poder de nos introduzir no seu Coração. Feliz aquele que se serve dela para ir habitar nesta morada de amor! Todas as obras exteriores que não procedem do coração e não são acompanhadas de boa intenção, não têm valor algum diante de Deus. Toda a glória de uma alma consiste em ser inteiramente unida pelo Coração de Jesus.
Continue a ler

Quanto os religiosos devem confiar no patrocínio de Maria

Ego diligentes me diligo: et qui mane vigilante ad me, invenient me – “Eu amo os que me amam: e os que vigiam desde a manhã por me buscarem, achar-me-ão” (Pr 8, 17)

Sumário. Se a divina Mãe ama todos os homens com tão grande afeto, que nenhum outro lhe seja superior, ou mesmo igual, quanto mais não amará os religiosos, que sacrificaram a liberdade, a vida e tudo ao amor de Jesus Cristo? Ponhamos, pois, toda a nossa confiança em tão boa Mãe. Provemos-lhe a nossa devoção, honrando-a fervorosamente e fazendo com que os outros também a honrem. Um religioso que não tem para com nossa Senhora uma devoção especial, perseverará dificilmente.
Continue a ler

Recompensa da devoção ao Sagrado Coração: a Perseverança

Neque creatura alia poterit nos separare a caritate Dei – “Nenhuma criatura nos poderá separar do amor de Deus” (Rm 8, 39)

Sumário. Pode-se dizer que a devoção ao Sagrado Coração de Jesus é um penhor e sinal de predestinação, porque este Coração é o coração mais amante, mais reconhecido, mais misericordioso, mais desejoso da nossa salvação. É um Coração divino, criado de propósito para nos amar e ser amado por nós. Se os corações que se amam, buscam unir-se para não se separarem mais, o Coração de Jesus deve desejar imensamente unir-se às almas de uma maneira inseparável no céu.
Continue a ler

São Francisco de Sales, Testemunha do Amor


Água. Os homens buscaram sempre construir suas cidades junto à água, a beira-mar, ou às margens dos grandes rios; lá onde corre impetuosamente ou onde se remansa placidamente num lago. Dirigi vossos passos ao centro da Europa, entre a Suíça, França e Itália, e procurai um lago tranquilo, circundado por suaves colinas, com os cimos ornados de abetos e as planícies cobertas de prados e vinhas. Se mais ao longe avistais os Alpes e o Monte Branco, então é provável que já tenhais encontrado o lago de Annecy e, junto dele, uma pequena cidade que leva o mesmo nome, cujos jardins se estendem em frente ao lago e cujas ruas estão sulcadas por antigos canais do rio Thiou.

Annecy é uma cidade encantadora, que conserva suas ruas tradicionais, a sólida prisão de velhas pedras em uma ilhota formada pelos canais, um impressionante castelo, sobre a colina, que pertenceu ao Duque de Nemours e, mais acima, dominando todo o panorama, o Mosteiro da Visitação. Este privilegiado lugar lembra um nome do qual está impregnada toda a cidade: Francisco de Sales.

Francisco percorreu aquela região entre 1567 e 1622, mas a sua lembrança, passados os séculos, continua hoje viva em toda a Comarca, desde a bonita cidade de veraneio Thonon le Bain, até a industriosa Anemmase, ou desde a cidade – por tantas razões internacional – de Genebra, com seu lago, até o de Bourget, conhecido pelos versos que sobre ele escrevera o poeta romântico Lamartine. Continue a ler

Maria Santíssima conduz os seus servos ao paraíso

"Quem é verdadeiramente servo de Maria está certo de que está escrito no livro da vida e se salvará"

Qui me invenerit, inveniet vitam, et hauriet salutem a Domino – “Aquele que me achar, achará a vida, e haverá do Senhor a salvação” (Pv 8, 35)

Sumário. De que serve inquietarmo-nos com as sentenças das escolas sobre a predestinação para a glória? Quem é verdadeiramente servo de Maria está certo de que está escrito no livro da vida e se salvará; porque de todos aqueles que perseveram na sua devoção a esta bem-aventurada Mãe, ninguém se perdeu. Só se condena aquele que não recorre a ela ou deixa de ser seu servo. Procuremos, portanto, entrar sempre mais e permanecer nesta arca da salvação; e cada vez que nos for possível, procuremos, por palavras e exemplos, fazer que outros também ali entrem.
Continue a ler

Prática da Devoção à Maria Santíssima

Maria, Mãe de Deus

Venerunt mihi omnia bona pariter cum illa – “Todos os bens me vieram juntamente com ela” (Sb 7, 11)

Sumário. Para que os nossos obséquios agradem à Mãe de Deus e nos façam dignos de seu patrocínio, duas coisas são necessárias: primeiro, devemos tributá-los com coração puro ou ao menos com o desejo de nos emendarmos; segundo, devemos ser constantes. Ah, quantos dos que estão agora no inferno, teriam sido santos, se tivessem perseverado nos seus obséquios à Santa Virgem! Lancemos um olhar sobre nós mesmos. Com que coração oferecemos a Maria as nossas homenagens? Qual é a nossa perseverança em oferecê-las? Continue a ler

Artigos antigos

© 2017 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑