Meditação para Dia 03 de Janeiro

1. A devota invocação do Santíssimo Nome de Jesus equivale a uma oração inteira. Com esse nome os apóstolos fizeram estupendos milagres, os mártires triunfaram, os confessores venceram as carícias do mundo, fracas virgens tornaram-se fortes e insuperáveis.

“Tudo que pedirdes ao Pai em meu nome, vo-lo dará”

Tens confiança? Como a Igreja, termina todas as tuas orações: “por Nosso Senhor Jesus Cristo“; chama por Jesus em horas de tristeza e de alegria, de consolo e de tentação. Seja-te familiar esta invocação na vida e o será na morte.

2. a) O divino Infante recebeu seu honroso nome, ao incorporar-se humildemente, pela circuncisão, no número dos pecadores. Admira e imita-lhe a humildade. Escuta a sua voz:

“Aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração”

E tu, que és?

b) Jesus recebeu seu Santo Nome, ao sujeitar-se à lei, da qual, como legislador, estava isento. Tu deves obediência a Deus e a seus representantes. És, a esse respeito, verdadeiro irmão de Jesus? O bendito nome de Jesus é para Ele também a recompensa do primeiro e doloroso derramamento de sangue na circuncisão. O discípulo não é superior ao seu mestre.

Foges à cruz ou a abraças? O amor de Deus é verificado pelos sofrimentos.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 17)