Meditação para o Dia 27 de Julho

1. Quem desprezar as coisas pequenas, pouco a pouco perecerá“. Será tarefa fácil conhecer sempre onde o limite entre o pecado venial e o grave? Desprezando o pecado leve, andas a margem dum abismo; se ceder uma só gleba de terra, perecerás. Como, aos poucos, a doença leva a sua vítima à morte, assim o pecado venial leva o pecador ao pecado grave. Satanás torna-se tanto mais atrevido, quanto mais lhe facilitas embalar-te com indolência e indiferença até tua final conquista.

“Quem é injusto no pouco, também é injusto no muito”

2. Os pecados veniais são simples gotas; mas também gotas podem arruinar o palácio mais soberbo… Eles sãos feridas; tratas de curar em teu corpo só as feridas graves?… Eles são rupturas; consertas no vestido só as de grande dimensão?… Os pecados leves te trazem uma indisposição para todo o bem e fazem com que Deus diminua suas provas de amor, suas consolações e graças. Que será de ti se Deus for tão pouco generoso contigo, como tu és para com Ele? Que adianta ter na boca a palavra “amor a Deus”, e, entretanto, não deixar passar um dia sem entristecê-lO?

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 223)