Meditação para o Dia 02 de Dezembro

1. Então será semelhante o reino dos céus a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram a receber o esposo e a esposa“. Jesus exorta-te à vigilância. Todas as virgens possuíam lâmpadas, mas apenas cinco tinham nelas o óleo da caridade e das boas obras. Entretanto, só “quando à meia noite se ouviu gritar: ‘Eis, aí vem o esposo; saí a recebê-lo’“, as virgens loucas deram pela falta do óleo, que já não podiam ir comprar a tempo nem receber das prudentes. Quão grande será tua confusão, se na hora da morte possuíres a lâmpada da fé, mas vazia, sem o óleo das boas obras!

2. E enquanto elas -as loucas – foram a comprá-lo, veio o esposo, e as que estavam preparadas entraram com ele a celebrar as bodas, e fechou-se a porta“. Se adiares novamente a sincera conversão e a prática de boas obras, deves, com todo o fundamento, recear de ouvir um dia a voz do Senhor:

“Na verdade vos digo que vos não conheço”

Na morte será tarde para pedir; só te salvarão as boas obras. Qual seria tua morte, se hoje mesmo ouvisses a voz:

“Eis, aí vem o esposo; sai a recebê-lo?”

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 351)