Dom Henrique Soares da Costa

Meditação XXI – sábado da III semana da Quaresma

Por Dom Henrique Soares da Costa

Reze o Salmo 118/119, 169-176:

169SENHOR, chegue à tua presença o meu clamor;
ensina-me, segundo a tua palavra.
170Suba à tua presença a minha súplica;
livra-me, conforme a tua promessa.
171Os meus lábios anunciam os teus louvores,
porque me ensinas os teus preceitos.
172A minha língua proclame a tua palavra,
porque todos os teus mandamentos são justos.
173Que a tua mão venha em meu auxílio,
porque escolhi os teus preceitos.
174Eu suspiro, SENHOR, pela tua ajuda;
a tua lei faz as minhas delícias.
175Viva eu sempre para te louvar;
que os teus decretos me ajudem.
176Ando errante, como ovelha perdida;
vem à procura do teu servo,
pois não me esqueci dos teus mandamentos.

Retomando o texto da Epístola, releia, agora, Gl 3, 23-29:

23Antes, porém, de chegar a fé, estávamos prisioneiros da Lei, estávamos fechados, até à fé que havia de revelar-se. 24Deste modo, a Lei tornou-se nosso pedagogo até Cristo, para que fôssemos justificados pela fé.

25Uma vez, porém, chegado o tempo da fé, já não estamos sob o domínio do pedagogo. 26É que todos vós sois filhos de Deus em Cristo Jesus, mediante a fé; 27pois todos os que fostes baptizados em Cristo, revestistes-vos de Cristo mediante a fé. 28Não há judeu nem grego; não há escravo nem livre; não há homem e mulher, porque todos sois um só em Cristo Jesus. 29E se sois de Cristo, sois então descendência de Abraão, herdeiros segundo a promessa.

1. Nesta meditação e na próxima, vamos nos deter nos vv. 26-28. São uma preciosidade, uma fonte de graça, consolo e esperança de salvação!

2. “Vós todos sois filhos de Deus pela fé em Jesus Cristo”. Lembre-se: São Paulo está escrevendo aos gálatas. Eles eram gentios, “pagãos”, diríamos nós; não conheciam o Deus verdadeiro, nunca haviam escutado falar de Abraão, de Moisés, dos profetas, provavelmente, nem sequer sabiam que existia, distante, um povo chamado Israel… Viviam entregues à idolatria, presos na própria lógica humana, enredados na gaiola estreita da própria razão humana entregue a si própria, escravos dos próprios desejos e paixões.

Leia, rezando, dois textos que mostram o que é o homem por si próprio, sem conhecer a Cristo e o que ele pode se tornar em Cristo. Leia com atenção, vendo o que somos por nós mesmos e a que somos chamados!

a) Primeiro texto: Ef 2,1-22. Veja que graça: de perdidos, mesmo os pagãos, os gentios, são agora, pela fé em Cristo, o Prometido de Deus (cf. Gn 12,3; 15,5s), trazidos para perto do Senhor, são da família de Deus! Contemple, adore, agradeça! Quantos, neste mundo infiel e apóstata, não têm a graça e a alegria de crer! Você tem essa graça… O que tem feito com a sua fé?

b) Agora, com o mesmo espírito de oração, com o coração aberto, leia o segundo texto: Ef 4,17-20. É outra perícope preciosa, comovente mesmo! Mostra-nos, como a anterior, a lama, o charco, o vazio, a miséria, o potencial de desespero do qual Cristo nos arrancou! Leia! Deixe que estas palavras penetrem o seu coração! Confronte-as, diante de Deus, com a sua vida! Faça uma revisão de vida, um exame sério de consciência!

c) Isto, os gálatas eram, antes de ouvirem a pregação de São Paulo! Isto, nós somos sem Cristo, longe do Salvador! Isto, o mundo é e será sempre: é só frequentar a maioria dos seus amigos e colegas, a televisão, a maioria dos sites da internet, o shopping center, e você verá o vazio, a superficialidade e fugacidade da existência humana sem Cristo… Agradeça ao Senhor Jesus Cristo, que Se tornou seu Caminho, sua Verdade, sua Vida!

3. A homens que viviam numa situação de idolatria, paixões, cegueira e escravidão, o Apóstolo, agora, diz:

“Sois filhos de Deus pela fé em Jesus Cristo”!

Tendo ouvido a pregação do Evangelho, o Evangelho de Paulo sobre Jesus Cristo (cf. Gl 1,6-12), tendo nele acreditado e confessado Jesus como o Cristo Senhor, esses gálatas receberam o Batismo (cf. Mt 28,19s; Mc 16,15s; Jo 3,5-8) e, assim, foram lavados, purificados, unidos a Cristo pela ação do Espírito Santo do Senhor Jesus (cf. Tt 3,3-7). Eles, agora, são filhos no Filho Jesus, são filhos de Deus segundo a Graça, isto é, segundo o Espírito Santo; agora são ainda mais que o antigo Israel segundo a carne (cf. Rm 8,14-17)! Esta é a grande graça que o Cristo nos trouxe: a filiação adotiva no Seu Espírito de Filho!

4. Atenção: este é o único modo de alguém se tornar filho de Deus: a fé em Cristo seguida do Batismo, recebendo o Santo Espírito! Não há outro caminho! Toda a criação e todos nós somos criaturas amadas pelo Pai, todos nós e toda a criação somos amados filialmente pelo Pai através do Filho no Espírito; podemos até, chamar a Deus de pai, no sentido de que Ele cria, providencia, cuida, ama, protege… Podemos afirmar, portanto, que há uma filialidade natural da criação em relação a Deus. Mas, a adoção filial, a plenitude da filiação, de uma qualidade diversa e de uma plenitude inaudita, somente pelo Batismo no Espírito de Cristo pode ser alcançada. Leia atentamente Rm 6,3-14. O Batismo, sacramento da fé em Cristo, é a grande porta da salvação, pois nos dá o Espírito do Senhor Jesus Cristo imolado e ressuscitado, que nos faz verdadeiramente filhos do Pai. Por isso mesmo, após a Ressurreição Jesus no indica o quanto agora entramos na relação de filhos com o Seu Deus e Pai (cf. Jo 20,17). Somos verdadeiramente filhos no Filho (cf. Jo 1,12; 1Jo 3,1; 5,1). O Batismo é absolutamente indispensável para que alguém receba a filiação adotiva em Cristo!

5. Pense bem: a grande graça do cristão é ser verdadeiramente filho de Deus. E isto não é somente um dizer, um sentimento, um afeto! Pelo Batismo, o Espírito do Filho imolado e ressuscitado vem realmente habitar em nós e vai nos filializando mais e mais, num processo sempre crescente até a Vida eterna, quando seremos como o Filho é: totalmente glorificados Nele para a glória do Pai (cf. 1Jo 3,1s)! E tudo isto começa no nosso Batismo.

Procure responder:

Qual a data do seu Batismo?

Como você celebra, anualmente, este acontecimento capital, central mesmo para a sua existência neste mundo e na Eternidade?

Vai à Missa nesse dia? Lembre: “fomos todos batizados num só Espírito para formarmos um só corpo” na Eucaristia (cf. 1Cor 12,13).

Você procura viver a Vida nova em Cristo, própria de um batizado? Você vive, realmente, como cristão?

6. Leia 1Pd 2,1-10: Em Cristo, renascemos! No Batismo, fomos feitos crianças recém-nascidas…

Reze, agradecido, o Sl 130/131; 144/145. Nunca esqueça: Deus é Bom! Em Cristo, no Espírito, Ele nos fez verdadeiramente Seus filhos. Leia mais uma vez Rm 8,17.