Tag: quaresma (page 1 of 12)

Sermão da Penitência

1º Domingo da Quaresma - Sermão da Penitência

Sermão para o 1º Domingo da Quaresma

SUMÁRIO ESCRITO POR BOSSUET

Exordio. — Tempo. — Sua perda. — Três dificuldades que atrasam a sua conversão.

1.º Ponto. — Espírito do homem sempre extremo. — Da presunção do perdão ao desespero do mesmo perdão: Spe desperati. Do fato da misericórdia e da justiça serem infinitos resulta de serem aparentemente compatíveis. Qual é a misericórdia divina? Justiça na graça. A remissão dos pecados. Cada um deve fazer uma confissão sincera, e não procurar meios vis para se eximir das culpas. Devemos alegar defesa perante um juiz, e confessarmo-nos na presença dum padre. Maneira diferente de alegar defesa perante um e outro.

2.º Ponto. — Não há coisa que mais se deixe subjugar do que a vontade individual. Força do temperamento e do hábito. Muro impassibilitatis, Santo Agostinho. Um e outro podem vencer-se pelo temor. A penitência demanda sacrifício. Exemplo de Davi: Motiva poenitendi, Santo Agostinho. Penitência com sacrifício, porque é um ato de geração: In dolore paries filios tuos (G 3, 16). Geração própria.

3.º Ponto. — Do tempo, Dies mali, São Paulo. O tempo é uma ilusão. A vida ora nos parece longa, ora nos parece curta. A ciência do tempo constitui um dos segredos de Deus. O homem deseja penetrar nessa ciência. Nec filius hominis.

Contra os que aguardam o último momento. Tempo dos Testamentos: São João Crisóstomo, São Gregório Nazianzeno.

Exortação a uma rápida penitência.

Adjuvantes autem exhortamur ne in vacuum gratiam Dei recipiatis
E nós, como cooperadores, vos exortamos que não recebais a graça de Deus em vão (2Cor 6, 1)

Continue reading

Sermão sobre a Lei de Deus

Domingo da Quinquagésima - Sermão sobre a Lei de Deus

Domingo da Quinquagésima

Pode ver-se na edição de Gandar, p. 92, alguns fragmentos duma nova redação do mesmo sermão, pregado em Paris, numa casa religiosa, pelo ano de 1661. – Ms. Tomo XI, p. 416 – Déforis, IV, 572 – Lachat, VIII, 463 – Gandar, p. 49

Pregado em Metz, entre os anos de 1653 e 1656.

SUMÁRIO ESCRITO POR BOSSUET

Cogitam vias meas.

Exordio. — Diversidade de ações entre os homens. Animais de maior uniformidade. Ocupações servis, ou inúteis, ou estultas, ou criminosas. Um guia para as minhas culpas, uma norma para os meus desvarios e um repouso para as minhas inconstâncias.

1.º Ponto. — Ignorância humana. Nós não sabemos o que nos convém. Concilium meum justificationes tuae — Intellectum dat parvulis — Super senes intellexi.
O acaso dirige os negócios.
Aproximemo-nos de Jesus Cristo para recebermos os Seus ensinamentos.

2.º Ponto.Ordinatione tua perseverat dies… Nisi quod lex tua… Grande coisa é ser dirigido pela sabedoria divina.

3.º Ponto. — Perturbação da vista. Esperança falaz. Repouso em Deus.

Peroração. — Carnaval.
2ª redação. — A natureza deu por limites: a fraqueza às crianças, e a razão aos homens. O mau: Robustus puer — Posse quod velis… Velle quod oportet.

«Os homens sentem maior prazer com o que alcançam do que com o que já possuem»

Cogitavi vias meas, et converti pedes meos in testimonia tua
Estudei os meus caminhos, e finalmente segui aquele que me foi indicado pelos vossos testemunhos (Sl 118, 59)

Continue reading

Só o Senhor é eterno; nós passamos!

Dom Henrique Soares da Costa
Reze o Salmo 119/118,89-96
Agora, leia com piedade, com atenção e um coração que escuta Dt 31 – 34

Dt 31, 1Moisés dirigiu ainda estas palavras a todo o Israel: 2«Tenho cento e vinte anos; já não posso andar de um lado para o outro. Além disso, o SENHOR disse-me: ‘Não atravessarás o Jordão.’ 3O SENHOR, teu Deus, passará, Ele mesmo, à tua frente; exterminará esses povos diante de ti e desalojá-los-ás. Josué passará à tua frente, como o SENHOR afirmou. 4O SENHOR lhes fará, como fez a Seon e Og, reis dos amorreus, e à terra deles, que Ele destruiu. 5O SENHOR te entregará esses povos e procederás com eles segundo os mandamentos que te ordenei. 6Sê forte e valente! Não temas, nem te aterrorizes à vista deles. Pois, o SENHOR, teu Deus, vai contigo; não te deixará sucumbir nem te abandonará!» Continue reading

A nossa fé tem de desembocar na vida!

Dom Henrique Soares da Costa
Reze o Salmo 119/118,81-88
Agora, leia com piedade, com atenção e um coração que escuta Dt 29 – 30

Dt 29, 1Moisés convocou todo o Israel e disse-lhes: «Vistes tudo o que o SENHOR fez diante dos vossos olhos na terra do Egipto, ao faraó, aos seus servos e a todo o país: 2as grandes provações que os vossos olhos viram, esses sinais e prodígios extraordinários. 3Até hoje, porém, o SENHOR não vos tinha dado coração para entender, olhos para ver, nem ouvidos para ouvir. 4Eu vos conduzi durante quarenta anos pelo deserto, mas as roupas que vestíeis não se gastaram, e o calçado não se rompeu nos vossos pés. 5Não foi pão que comestes, não foi vinho nem bebida alcoólica que bebestes, para saberdes que Eu sou o SENHOR, vosso Deus.

6Chegastes a esta região, e Seon, rei de Hesbon, e Og, rei de Basan, saíram ao nosso encontro para nos fazer guerra, mas nós derrotámo-los. 7Tomámos a terra deles e demo-la em herança a Rúben, a Gad e à metade da tribo de Manassés. 8Guardareis, pois, as palavras desta Aliança e as cumprireis, para serdes bem sucedidos em tudo o que fizerdes.
Continue reading

“Fica em silêncio e ouve, ó Israel!”

Dom Henrique Soares da Costa
Reze o Salmo 119/118,73-80
Agora, leia com piedade, com atenção e um coração que escuta Dt 27 – 28

Dt 27, 1Moisés e os anciãos de Israel exortaram então o povo: «Observa todos os preceitos que eu hoje te prescrevo. 2No dia em que atravessares o Jordão para entrares na terra que o SENHOR, teu Deus, te há-de dar, ergue umas pedras grandes e reveste-as de cal. 3Nelas escreverás todas as palavras desta Lei, depois de teres passado o Jordão, ao entrares na terra que te há-de dar o SENHOR, teu Deus, terra onde corre leite e mel, como te tinha prometido o SENHOR, Deus dos teus pais.

4E quando tiveres atravessado o Jordão, levantarás essas pedras no monte Ebal, tal como eu hoje te ordeno, e revesti-las-ás de cal. 5Construirás no mesmo local um altar ao SENHOR, teu Deus, um altar feito de pedras, sem que o ferro lhes tenha tocado. 6Construirás o altar do SENHOR, teu Deus, com pedras inteiras e ali oferecerás holocaustos ao SENHOR, teu Deus. 7Oferecerás também sacrifícios de comunhão. Comê-los-ás e alegrar-te-ás diante do SENHOR, teu Deus. 8Escreverás sobre as pedras todas as palavras desta Lei, de forma bem clara.» Continue reading

Nosso coração deve ser todo do Senhor e todo para o Senhor!

Dom Henrique Soares da Costa
Reze o Salmo 119/118,65-72
Agora, leia com piedade, com atenção e um coração fiel, um coração que escuta Dt 26

1«Quando entrares na terra que o SENHOR, teu Deus, te há-de dar em herança e dela tomares posse e ali habitares, 2tomarás as primícias de todos os frutos que colheres da terra que te há-de dar o SENHOR, teu Deus; pô-los-ás num cesto e apresentá-los-ás no lugar que o SENHOR, teu Deus, tiver escolhido para aí habitar o seu nome. 3Apresenta-te ao sacerdote de serviço nessa altura e diz-lhe: ‘Declaro hoje, perante o SENHOR, teu Deus, que entrei na terra que o SENHOR tinha jurado a nossos pais que nos havia de dar.’ 4O sacerdote receberá o cesto da tua mão e o depositará diante do altar do SENHOR, teu Deus. Continue reading

Retidão e Justiça do Senhor

Dom Henrique Soares da Costa
Reze o Salmo 119/118,57-64
Agora, leia com piedade, com atenção e um coração que escuta Dt 25

1«Quando houver uma questão entre dois homens, eles se apresentarão no tribunal e serão julgados; será absolvido o inocente e condenado o culpado.

2Se o culpado merecer a flagelação, o juiz o mandará deitar por terra e o fará açoitar na sua presença com um número de açoites proporcional ao seu delito. 3Não poderá infligir-lhe mais de quarenta açoites, para não atingir tal ferimento que o teu irmão fique abatido aos teus olhos.

4Não porás o cofinho ao boi que debulha.» Continue reading

O Senhor Deus somente age por amor!

Dom Henrique Soares da Costa
Reze o Salmo 119/118,49-56
Agora, leia com piedade, com atenção e um coração que escuta Dt 23 – 24

Dt 23, 2«Nem o castrado nem o que for mutilado sexualmente serão admitidos na assembleia do SENHOR. 3O filho ilegítimo não será admitido na assembleia do SENHOR; nem mesmo a sua décima geração poderá ser ali admitida. 4Um amonita ou um moabita não serão admitidos na assembleia do SENHOR; nem mesmo a sua décima geração poderá jamais ser ali admitida, 5porque não vos ofereceram pão e água no caminho, quando saístes do Egipto; além disso, porque aliciaram contra ti Balaão, filho de Beor, de Petor, em Aram-Naaraim, para que ele te amaldiçoasse. 6Mas o SENHOR, teu Deus, não quis escutar Balaão e transformou a maldição em bênção, porque o SENHOR, teu Deus, te ama. 7Não te interesses jamais pelo bem deles nem pela sua prosperidade, em toda a tua vida. Continue reading

Meditação para o V Domingo da Quaresma

Dom Henrique Soares da Costa

Caríssimos, às portas da Semana Santa, concentremos, neste Domingo, todo o nosso olhar no Senhor nosso, Jesus Cristo, e na Sua missão salvadora. A partir deste Domingo, o tema principal da Quaresma é Jesus, o Enviado do Pai, no mistério tremendo da Sua Paixão, Morte e Ressurreição! O nosso olhar, portanto, dirija-se a Jesus, nosso Senhor! Para isto, comecemos pelo belíssimo evangelho de hoje. Contemplemos o Senhor! Contemplemo-Lo com os olhos, contemplemo-Lo com a fé, contemplemo-Lo com o coração!

Jesus estava no interior do Templo de Jerusalém, no pátio interno, chamado Pátio de Israel. Ali, nenhum pagão podia entrar, sob pena de morte. Os pagãos eram excluídos do culto do Povo de Deus! Pois bem, dois gregos, dois pagãos, aproximaram-se de Filipe, que certamente estava na parte mais externa, no chamado Pátio dos Gentios, até onde qualquer pessoa podia chegar… Dois gentios, que procuravam com fervor o Deus de Israel, tanto que “tinham subido a Jerusalém para adorar durante a festa”… Certamente, moravam na Galileia, em alguma das cidades habitadas pelos gentios, como Tiberíades, por exemplo… Com humildade, eles pedem:

“Gostaríamos de ver Jesus!”

Continue reading

Tenho buscado melhorar minha Vida Cristã?

Dom Henrique Soares da Costa
Reze o Salmo 119/118,41-48
Agora, leia com piedade, com atenção e um coração que escuta Dt 21,22 – 23,1

Dt 21, 22«Quando um homem tiver cometido um crime de morte e for condenado, será enforcado. 23Não deixarás o seu cadáver permanecer de noite na forca; procurarás enterrá-lo no mesmo dia, pois o enforcado é uma maldição de Deus, e não deves manchar a tua terra, que o SENHOR, teu Deus, te dará por herança.»

Dt 22, 1«Se vires perdidos o boi ou a ovelha do teu irmão, não te desvies deles; mas leva-os ao teu irmão. 2Se o teu irmão não estiver próximo de ti e não o conheceres, recolhe o animal em tua casa, onde permanecerá até que o teu irmão o reclame e lho entregues. 3Procederás do mesmo modo com o seu jumento, com a sua capa ou com qualquer outra coisa perdida pelo teu irmão e encontrada por ti. Não te desviarás desse objecto. Continue reading

Older posts

© 2018 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑