4ª Carta Circular de Santo Afonso: Missões (Agosto, 1755)

Aos Superiores das Missões

Nota: Santo Afonso observou que os missionários estavam abreviando as Missões, afã de pregar muitas. O Santo era contrário a isso, pois o que ele queria era a renovação das almas. Dai o tom preceptivo desta carta.

Nocera, agosto de 1755

Saibam todos os Superiores de missões ser minha vontade absoluta, sem interpretação, que, exceto algum caso de necessidade — o que raramente acontecerá — em todas as missões se satisfaça plenamente o povo do lugar, onde se prega a missão, acerca das confissões. Portanto, se necessário for, ou se multipliquem as pregações, ou se fique algum tempo mais a confessar, sem pregar.

Além disso, não se omita a meditação em comum, fazendo-a ao menos uma vez ao dia, como diz a Regra.

E cada um fica obrigado a recordar esta minha folha, quando vir que se pratica o contrário.

Vivam Jesus, Maria, José e Teresa!

Afonso, Reitor-mor

Voltar para o Índice das Cartas Circulares de Santo Afonso

(LIGÓRIO. Santo Afonso de. Cartas Circulares. Oficinas Gráficas Santuário de Aparecida, 1964, p. 36)