Author: Gabriel (page 1 of 133)

Grande Pena Viver sem Pena!

Meditação para o Dia 23 de Fevereiro

Esta era a máxima de Santo Agostinho. Os santos mais unidos a Nosso Senhor, do alto da Montanha do Amor, divisam mais largos horizontes do que nós. Eles sabem o que é Eternidade e o quanto vale sofrer por amor de Deus e para salvação de nossa alma, destinada à felicidade eterna. Todos os santos foram, não só pacientes e conformados no sofrimento, como apaixonados pela cruz:

“Ou sofrer ou morrer!” – exclama Santa Teresa

Continue reading

“Ouve, ó Israel!”

Dom Henrique Soares da Costa
Reze o Salmo 119/118,57-64
Agora, leia com piedade e coração que escuta na fé Dt 4,44 – 5,31

44Esta é a lei que Moisés expôs aos filhos de Israel. 45Estes são os mandamentos, as leis e os preceitos que propôs Moisés aos filhos de Israel, quando eles saíram do Egipto, 46além do Jordão, no vale em frente a Bet-Peor, na terra de Seon, rei dos amorreus, que residia em Hesbon.

Este foi vencido por Moisés e pelos filhos de Israel quando saíram do Egipto, 47de forma que tomaram posse da terra dele e da de Og, rei de Basan, ambos reis dos amorreus, na região a oriente do Jordão, 48desde Aroer, que está na margem do rio Arnon, até ao monte Síon, que é o Hermon, 49e toda a Arabá além do Jordão, a oriente, até ao mar de Arabá, nas encostas do Pisga. Continue reading

A Mansidão para Conosco

Parte III
Capítulo IX

Um modo de fazer um bom uso desta virtude é aplicá-la a nós mesmos, não nos irritando contra nós e nossas imperfeições; o motivo, pois, que nos leva a sentir um verdadeiro arrependimento de nossas faltas não exige que tenhamos uma dor repassada de aborrecimento e indignação. É quanto a esse ponto que erram muitos continuamente, agastando-se por estarem agastados e amofinando-se por estarem amofinados, porque assim conservam aceso no coração o fogo da cólera e, bem longe de abrandar deste modo a paixão, estão sempre prestes a exasperar-se a primeira ocasião. Além de que esta ira, pesar e aborrecimento contra si mesmo encaminham ao orgulho, procedem do amor-próprio que se perturba e inquieta por nos ver tão imperfeitos. Continue reading

A Filha de São Pedro

Meditação para o Dia 22 de Fevereiro

São Pedro era casado antes do chamamento Divino e da sua vida apostólica. Tinha uma filha, Santa Petronilha, que vivia sempre enferma e, na flor da idade, gemia num leito, paralítica de todos os membros e a sofrer dores agudas e cruciantes. O Príncipe dos Apóstolos fazia, em toda parte, estupendos milagres e inúmeras curas maravilhosas. Perguntaram-lhe um dia:

“Ó Apóstolo Pedro, operais tantas curas e até a vossa sombra realiza prodígios entre os enfermos; porque, pois, a vossa presença em casa e o vosso amor paterno não curam Petronilha, que tanto padece?”

Continue reading

Ser fiel ao Senhor, vivendo na Sua Palavra!

Dom Henrique Soares da Costa
Reze o Salmo 119/118,49-56
Agora, leia com piedade e coração que escuta na fé Dt 4,9-43

9Toma, pois, cuidado contigo! Guarda-te bem de esquecer os factos que os teus olhos viram; que eles nunca se afastem do teu coração em todos os dias da tua vida. Ensina-os aos teus filhos e aos filhos dos teus filhos. 10No dia em que te apresentaste diante do SENHOR, teu Deus, no Horeb, o SENHOR disse-me: ‘Convoca o povo para junto de mim, a fim de ouvirem as minhas palavras, aprenderem a temer-me durante todo o tempo da sua vida na terra e assim ensinarem aos seus filhos.’ 11Aproximastes-vos, então, e ficastes junto do monte; o monte estava abrasado em fogo, que se erguia até ao mais alto dos céus, coberto de nuvens e de nevoeiro. 12O SENHOR falou-vos do meio do fogo; ouvistes o som das palavras, mas não vistes figura alguma. Era uma voz apenas. 13Ele deu-vos a conhecer a sua aliança, ordenando-vos que cumprísseis os dez mandamentos que Ele escreveu em duas tábuas de pedra. 14O SENHOR ordenou-me, então, que vos ensinasse as leis e os preceitos que deveis cumprir na terra para onde ides, para tomardes posse dela.» Continue reading

A Mansidão no trato com o Próximo e os Remédios contra a Cólera

Parte III
Capítulo VIII

O santo crisma, que a Igreja, seguindo a tradição dos apóstolos, usa no sacramento da confirmação e em diversas outras bênçãos, compõe-se de óleo de oliveira e de bálsamo, que nos representam, entre outras coisas, a mansidão e a humildade, duas virtudes tão caras ao divino Coração de Jesus e que Ele nos recomendou expressamente, dizendo-nos: Aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; como se unicamente por amor destas duas virtudes quisesse consagrar o nosso coração ao Seu serviço e aplicá-lo a imitação de Sua vida. A humildade aperfeiçoa o homem em seus deveres para com Deus; e a mansidão, em seus deveres para com a sociedade humana. O bálsamo, que, misturado com outro líquido, se afunda, nos representa a humildade; e o óleo de oliveira, que fica nadando em cima, nos faz lembrar a mansidão, que faz o homem passar por cima de todo o sofrimento e que excede a todas as virtudes, porque é a flor da caridade, que, como diz São Bernardo, só possui o auge da sua perfeição quando ajunta a virtude a paciência.
Continue reading

Acima das Nuvens

Meditação para o Dia 21 de Fevereiro

Quem repousa tranquilamente no seio da vontade de Deus, eleva-se bem alto, acima de todas as nuvens que toldam o céu de nossa vida e a enchem de tempestades e relâmpagos. E quem, acima das nuvens, percebe a tempestade a rugir, furiosa, a seus pés, e não pode ser atingido pelos raios, permanece calmo, não teme. Continue reading

Deus continua a nos falar!

Dom Henrique Soares da Costa
Reze o Salmo 119/118,41-48
Agora, leia com piedade e coração que escuta na fé Dt 4,1-8

1«Agora, Israel, ouve as leis e os preceitos que eu hoje vos ensino. Ponde-os em prática para que vivais e chegueis a possuir a terra que o SENHOR, Deus dos vossos pais, vos há-de dar. 2Nada acrescentareis ao que hoje vos prescrevo e nada eliminareis, guardando os mandamentos do SENHOR, vosso Deus, tal como eu vos prescrevo. 3Os vossos próprios olhos viram o que o SENHOR fez em Baal-Peor: o SENHOR, vosso Deus, exterminou do meio de vós todos aqueles que seguiram Baal-Peor.

4Mas vós, que permanecestes fiéis ao SENHOR, vosso Deus, estais hoje todos vivos! 5Vede: ensinei-vos leis e preceitos, como o SENHOR, meu Deus, me ordenou; assim fareis na terra que ides possuir. 6Observai-os e ponde-os em prática, porque isso manifestará a vossa sabedoria e a vossa inteligência aos olhos dos povos que, ao terem conhecimento de todas estas leis, dirão: ‘Que povo sábio e inteligente é esta grande nação!’ 7Com efeito, que grande nação haverá que tenha um deus tão próximo de si como está próximo de nós o SENHOR, nosso Deus, sempre que o invocamos? 8E que grande nação haverá, que possua leis e preceitos tão justos como esta lei que eu hoje vos apresento?

Continue reading

Modo de Conservar a Reputação juntamente com o Espírito de Humildade

Parte III
Capítulo VII

O louvor, a honra e a glória não são o preço duma virtude ordinária, mas duma virtude rara e excelente. Louvando uma pessoa, queremos que outros a estimem, e, honrando-a nós mesmos, manifestamos a estima que lhe devotamos; e a glória é um certo resplendor da reputação que provém dos louvores que se lhe dão e das honras que se lhe tributam, semelhante ao brilho e esmalte de diversas pedras preciosas que, todas juntas, formam uma única coroa.

Ora, a humildade, impedindo-nos todo o amor e estima de nossa própria excelência, também não pode consentir que busquemos louvores, honras e glórias, que só são devidas ao merecimento da excelência e da distinção. Entretanto, aconselha o sábio que cuidemos de nosso bom nome, porque a reputação não se funda na excelência duma virtude ou perfeição, mas nos bons costumes e na integridade da vida; e, como a humildade não proíbe crer que temos este merecimento comum e ordinário, também não nos proíbe que amemos e cuidemos da reputação. Continue reading

O Sol e a Lua

Meditação para o Dia 20 de Fevereiro

“O homem santo, diz a Escritura, permanece na sabedoria como o Sol, mas o insensato muda como a lua”

O pecador insensato se distingue pela inconstância e impaciência em todos os seus atos. Ora crê, ora descrê. Hoje ri, ditoso na prosperidade, regozija-se com seus amigos, goza a felicidade até a embriaguez, até a loucura. Amanhã vem o golpe da adversidade. Uma desgraça, uma doença, uma calamidade qualquer. Continue reading

Older posts

© 2018 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑