Tag: vida de oração (Page 2 of 2)

Da humilde submissão

Livro II. EXORTAÇÕES À VIDA INTERIOR

Capítulo II

1. Não te importes muito de saber quem seja por ti ou contra ti; mas trata e procura que Deus seja contigo em tudo que fizeres. Tem boa consciência e Deus te defenderá, pois a quem Deus ajuda não há maldade que o possa prejudicar. Se souberes calar e sofrer, verás, sem dúvida, o socorro do Senhor. Ele sabe o tempo e o modo de te livrar; portanto, entrega-te todo a ele. A Deus pertence aliviar-nos e tirar-nos de toda a confusão. Às vezes é muito útil, para melhor conservarmos a humildade, que os outros saibam os nossos defeitos e no-los repreendam. Continue reading

Da vida interior

Livro II. EXORTAÇÕES À VIDA INTERIOR

Capítulo I

1. O reino de Deus está dentro de vós, diz o Senhor (Lc 17,21). Converte-te a Deus de todo o coração, deixa este mundo miserável, e tua alma achará descanso. Aprende a desprezar as coisas exteriores e entrega-te às interiores, e verás chegar a ti o reino de Deus. Pois o reino de Deus é a paz e o gozo no Espírito Santo (Rm 14, 17), que não se dá aos ímpios. Virá a ti Cristo para consolar-te, se lhe preparares no teu interior digna moradia. Toda a sua glória e formosura está no interior (Sl 44,14), e só aí o Senhor se compraz. A miúdo visita ele o homem interior em doce entretenimento, suave consolação, grande paz e familiaridade sobremaneira admirável.

2. Eia, alma fiel, para este Esposo prepara teu coração, a fim de que se digne vir e morar em ti. Pois assim ele diz: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e viremos a ele e faremos nele a nossa morada (Jo 14,23). Dá, pois, lugar a Jesus e a tudo mais fecha a porta. Se possuíres a Cristo, estarás rico e satisfeito. Ele mesmo será teu provedor e fiel procurador em tudo, de modo que não hajas mister de esperar nos homens. Porque os homens são volúveis e faltam com facilidade à confiança, mas Cristo permanece eternamente (Jo 12,34), e firme nos acompanha até ao fim. Continue reading

Os fins do Rosário

Meditação para 04 de Outubro: Os fins do Rosário

Obter o Socorro Divino

O Rosário, segundo o espírito de São Domingos e pelo desejo de Nossa Senhora, tem um duplo fim: — obter do céu a proteção e a graça por Maria, e, formar as almas na escola das virtudes que é a contemplação dos mistérios.

É um brado de socorro ao céu e uma escola de virtudes. O primeiro movimento, diz Leão XIII, a atitude tradicional dos católicos nos perigos, e nas circunstâncias difíceis, foi sempre recorrer à Maria e se entregar em paz à sua maternal bondade. Esta piedade profunda e confiante na Rainha do céu, resplandece ainda mais quando se propaga o veneno das heresias, ou campeia a imoralidade, e os inimigos da fé parecem fazer periclitar a Igreja militante do Senhor.

A história antiga, a história moderna, a história eclesiástica, relatam os votos, as orações públicas, e particulares, dirigidos à Mãe de Deus, e os socorros alcançados pela sua intercessão. A paz e a tranquilidade públicas, que Ela obteve do céu. Daí tantos e belos títulos com que A saúdam as nações cristãs: — Nossa Senhora Auxiliadora, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Nossa Senhora da Consolação, Nossa Senhora dos Exércitos, Nossa Senhora da Paz! Entre estes títulos, porém, diz Leão XIII, enfim, há um que se impõe e que consagra e imortaliza os insignes benefícios de Maria à cristandade — é o de Rainha do Santíssimo Rosário (1).

Continue reading

Sua vida de oração

Meditação para a Terça-feira da 4ª Semana do Advento. Sua vida de oração

Meditação para a Terça-feira da 4ª Semana do Advento

Sumário

Meditaremos:

1.° A vida de oração, que teve, como nosso sumo sacerdote, o Verbo Encarnado no seio de Maria;

2.° A suave obrigação, que a todos assiste, de ter igualmente uma vida de oração.

— Tomaremos depois a resolução:

1.° De fazer melhor as nossas orações ordinárias;

2.° De pedir muitas vezes a Deus o espírito de oração, que é de todas as graças a mais importante à salvação.

O nosso ramalhete espiritual será a palavra de Nosso Senhor:

Importa orar sempre, e não cessar de o fazer – Oportet semper orare et non deficere (Lc 18, 1)

Ou a palavra dos Apóstolos:

Senhor, ensinai-nos a orar – Domine, doce nos orare (Lc 11, 1)

Continue reading

Quem reza se salva, quem não reza é ateu

Por Dom Henrique Soares da Costa

Esta palavra não tem apelação. É verdade. Ponto e basta!

Cada um de nós tem a tendência maligna, pecado original de todos os pecados, de nos julgar o centro de tudo: tudo vemos, pensamos, julgamos e analisamos a partir de nós. Até mesmo de Deus temos uma opinião: como Ele deveria fazer, como deveria governar o mundo e a nossa vida… Nós, ainda que inconscientemente, nos julgamos deuses!

Só a oração nos cura dessa distorção, dessa loucura!
A oração mexe com todo o nosso ser; continuada, insistente, persistente, vai impregnando de Deus a nossa vida. E, assim, vamos, inconscientemente, tomando consciência de que Deus é Deus, é Alguém, é presente na nossa vida, é o Santo, o Tudo.
Continue reading

11 Conselhos de Santa Teresa para uma vida de Oração

Criança Orando
Queridos irmãos e irmãs, como estamos progredindo em nossa vida de Oração? Acaso descuidemo-nos de reservar um momento à sós com Deus para agradecê-Lo e render-Lhe louvores? Lembremo-nos que para orar não há necessidade de estarmos exclusivamente no ambiente da Igreja, mas podemos exercitar um hábito de vida orante por meio de Jaculatórias, por exemplo. Vejamos algumas dicas de Santa Teresa para progredirmos nessa intimidade com Deus:

1. Dirige a Deus cada um dos teus atos; oferece-os e pede-lhe que seja para Sua honra e glória.

2. Oferece-te a Deus cinquenta vezes por dia, e que seja com grande fervor e desejo de Deus. Continue reading

Newer posts »

© 2022 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑