Tag: amor divino

Um Amor Brando, Sossegado e Terno

Meditação para o Dia 26 de Outubro

São Francisco de Sales, que é mestre incomparável na arte do Amor Divino, diz que o Senhor quer que O amemos, mas com um amor brando, sossegado e terno.Nada de inquietações e desespero! Caímos? Não é para admirar uma coisa tão comum à fragilidade humana. Esforcemo-nos por fazer tudo com perfeição. A confiança não dispensa o esforço – e um esforço grande – para a perfeição. Se, entretanto, cairmos, a despeito de nossos esforços e boa vontade, que fazer? Continue reading

O Alimento do Amor na Terra

Meditação para o Dia 06 de Outubro

“O sofrimento – diz Lehodey (1) – é o alimento necessário, substancial, do santo amor”

O Amor Divino cresce na dor. Quanto mais pungente é a dor, tanto mais vivas são as chamas do amor. É no Calvário que se ama verdadeiramente! Para se compreenderem bem certos segredos do amor, é necessário sofrer e sofrer muito. Os santos tinham fome do sofrimento e podiam dizer, com Santa Teresinha:

“Eu não poderia viver neste mundo sem o Amor e o sofrimento”

Continue reading

O Carvão e a Brasa

Meditação para o Dia 28 de Março

Ninguém melhor do que São João da Cruz falou das noites do sentido e do espírito. Uma comparação do grande Doutor nos ajuda a compreendê-las. Elas são provações do Amor Divino. O Amor Divino é fogo e o fogo acende, ilumina, purifica. Que faz na madeira o fogo material? Começa por secá-la violentamente e, enquanto seca, ela chora toda a seiva. Depois a enegrece, suja-a, fá-Ia exalar mau cheiro, extraindo assim e tornando visíveis todos os elementos grosseiros e ocultos que embaraçavam a sua ação. Ei-Ia, finalmente, inflamada, brilhante, luminosa e quente, convertida em brasa. Continue reading

Desejo que Jesus teve de sofrer por nós

Como poderemos deixar de amá-Lo de todo o nosso coração, e recusar-nos a sofrer alguma coisa por seu amor?

Como poderemos deixar de amá-Lo de todo o nosso coração, e recusar-nos a sofrer alguma coisa por seu amor?

Tire o maior proveito desta Meditação seguindo os passos
para se fazer a Oração Mental proposta por Santo Afonso!

Baptismo habeo baptizari, et quomodo coarctor, usquedum perficiatur – “Tenho de ser batizado com um batismo; e quão grande não é a minha ansiedade até que ele se cumpra” (Lc 12, 50)

Sumário. Podia Jesus salvar-nos sem sofrer. Mas não; por nosso amor quis abraçar uma vida de dores e de desprezos, sem qualquer consolação terrena. Mais, durante toda a sua vida suspirava continuamente pela hora de sua morte, a fim de ser batizado com o seu próprio sangue e limpar-nos das imundícies dos nossos pecados. Em vista de tudo isso, como poderemos deixar de amá-Lo de todo o nosso coração, e recusar-nos a sofrer alguma coisa por seu amor? Continue reading

© 2021 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑