Jesus concedendo a Indulgência à São Francisco de Assis

Jesus concedendo a Indulgência à São Francisco de Assis

A História do Perdão de Assis

A pouca distância de Assis, antiquíssima cidade da Úmbria, foi edificada em 352 uma pequena capela de quatro piedosos eremitas vindos da Palestina e foi dedicada à Virgem Santíssima. No século VI, esta capela foi dada aos Monges Beneditinos do Monte Subásio, os quais, ampliaram e embelezaram-na. Ali, com as ‘porções de terras’ que tinham, veio o nome Porciúncula, ou seja, “porçãozinha” ou “pequena porção” [de terras]. Em seguida pois, pela frequente aparição dos Anjos, foi chamada de Santa Maria dos Anjos.

Igrejinha de Porciúncula

Igreja de Porciúncula

O Seráfico Pai São Francisco de Assis, quando tomou a sua vida santa, vendo o quanto abandonada e decaída aquela capela, reparou-a pela fervente devoção que tinha pela Mãe de Deus, da qual lhe foi revelado que aquela igrejinha lhe era querida, de modo especial entre todos aqueles consagrados em seu Nome. Em seguida, São Francisco ganhou-a do Abade Teobaldo, monge beneditino, e ali se retirou com os seus companheiros, quando foi forçado a abandonar o Tugúrio de Rivotorto.

Interior da Igreja de Igreja de Porciúncula

Interior da Igreja de Igreja de Porciúncula

Numa noite de inverno do ano de 1216, enquanto o Homem Seráfico, aceso de zelo ardentíssimo, pensava sobre a conversão e a salvação dos pecadores, uma luz suave o circundou e um Anjo o convidou para a Capela, onde o esperavam Nosso Senhor, a sua Santíssima Mãe e muitíssimos Anjos. Francisco se prostrou na capela e adorou a Jesus e venerou a Virgem Santíssima e os Anjos. Enquanto ele se humilhava assim na vildade do seu nada, Jesus lhe deu a coragem de pedir a graça que lhe agradava. E São Francisco então, como novo Moisés, não pensou em si, mas em todas as almas e respondeu:

“Senhor, peço que todos aqueles que, arrependidos e confessados, entrando nesta igrejinha, tenham o perdão de todos os seus pecados e a completa remissão das penas devidas às suas culpas”.

E Jesus a ele:

“Grande é a graça que me pedes, ó Francisco; todavia, concedo-lha a ti, se minha Mãe me pedir”.

Francisco então pediu a mediação da Virgem Maria, a qual com sua súplica, seu Divino Filho concedeu a graça. Porém, quis que apresentasse ao seu Vigário, o Sumo Pontífice, para obter a sua confirmação.

Aprovação do Papa

Dito isto, cessou a visão e Francisco imediatamente foi ao Papa Honório III e ele, depois de várias dificuldades, lhe confirmou a graça, limitando-a, porém, a um dia somente, por todos os anos e fixando para esta o dia 2 de agosto, a começar das Vésperas da Vigília.

No dia 2 de agosto do mesmo ano de 1216, o Seráfico Pai, na presença dos Bispos de Assis, Perúgia, Todi, Espoleto, Nocera, Gúbio e Folinho, que foram convidados para a consagração da igrejinha da Porciúncula, diante de uma multidão extraordinária de fiéis, promulgou a grande indulgência que ele tinha obtido e assim foi aberto a todos os homens perpetuamente o incomparável tesouro do Perdão de Assis.

Extensão da Indulgência

Depois, com a Bula do dia 4 de julho de 1622, o Papa Gregório XV estendeu esta grande indulgência a todas as Igrejas da Ordem Franciscana e prescreveu que, além da confissão, era necessária a comunhão e a oração pelo Sumo Pontífice. Em 12 de janeiro de 1678, o Papa Inocêncio XI declarou que a dita indulgência estava aplicada também às almas do Purgatório.

Esta indulgência tornou-se célebre pela sua origem toda extraordinária e pela circunstância singularíssima que esta pode ser lucrada toties quoties, isto é, tantas vezes quanto se visita a igreja que goza de tal favor e nas quais se cumprem as prescrições requeridas. A respeito deste propósito, surgiram, é verdade, dúvidas, mas a Santa Sé interveio várias vezes e autoritativamente tirou toda dúvida, declarando e confirmando que ao Perdão de Assis estava anexo este privilégio toties quoties.

Para render mais facilmente aos fiéis a aquisição de tão grande benefício, o Sumo Pontífice Pio X concedeu, para a comodidade dos fiéis que o Perdão de Assis pudesse ser obtido também nas igrejas ou oratórios que, na aplicação do privilégio com o consenso do Bispo e que o Perdão de Assis pudesse ser transferido do dia 2 de Agosto para o Domingo seguinte. O Papa Bento XV, em 16 de abril de 1921, com o um solene documento estendeu esta indulgência do Perdão de Assis a todos os dias do ano, in perpetuo, mas somente na Basílica de Santa Maria dos Anjos, em Assis. E assim o desejo expresso por São Francisco a Nosso Senhor vem com um tal ato completamente exaudito. Ainda hoje em todas as Igrejas do orbe, a indulgência é aplicada neste dia.

A Igreja de Porciúncula hoje fica dentro da Basílica de Santa Maria dos Anjos

A Igreja de Porciúncula hoje fica dentro da Basílica de Santa Maria dos Anjos

Como ganhar a Indulgência Plenária?

A “consagração” da Igrejinha aconteceu no dia 2 de Agosto do mesmo ano de 1216. Assim sendo, pode-se obter essa indulgência entre as 12h do dia 1 de Agosto até ao entardecer do dia 2 de Agosto. A indulgência poderá ser utilizada em seu benefício, ou em favor de alguma alma do purgatório ou daquelas que necessitam de conversão.

Condições para obtê-la

1) Estar em Estado de Graça, portanto, quem não se encontra neste estado, deve buscar o Sacramento da Confissão
2) Assistir a Missa inteira e Comungar
3) Rezar um Credo, um Pai Nosso e um Glória pedindo ao Criador esta graça
4) Rezar uma Ave Maria e um Glória pelas intenções do Santo Padre

Curiosidade: Acta Apostolicae Sedis. Concedidas pelos Papas

Em 9 de julho de 1910, o Papa Pio X concedeu autorização aos bispos de todo o mundo, só naquele ano de 1910, para que designassem qualquer igreja pública de suas Dioceses, a fim de que, também nelas, as pessoas recebessem a Indulgência da Porciúncula. (Acta Apostolicae Sedis, II, 1910, 443 sq.; Acta Ord. Frat. Min., XXIX, 1910, 226). Por último, este privilégio foi renovado por um tempo indefinido por decreto da Sagrada Congregação de Indulgências, em 26 março de 1911 (Acta Apostolicae Sedis, III, 1911, 233-4). Significa dizer, que atualmente, qualquer Igreja Católica de qualquer país, tem o benefício da Indulgência que São Francisco conseguiu de JESUS para toda humanidade.

(Fontes: Salvem a Liturgia e Ad Majorem Dei Gloriam)

Oração à Nossa Senhora dos Anjos

Maria, Rainha de todos os Santos

Maria, Rainha de todos os Santos

Ó Nossa Senhora dos Anjos, na pequena Igreja da Porciúncula, São Francisco recebeu as vossas bênçãos generosas juntamente com sua Ordem. Ele depositara na vossa presença materna uma grande confiança e devoção, sendo atendido em seus pedidos. Continuai a dispensar os vossos favores sobre nós e sobre nossas necessidades particulares. Nós vos suplicamos, dai-nos a graça da penitência dos pecados, a correção de nossas más inclinações e fortalecimento nos momentos de fraqueza. Quantos recusam a salvação e preferem caminhar nas trevas do erro! Tudo é possível para aquele que crer, para aquele que se arrepender! Vós, ó Mãe, manifestastes a São Francisco o grande desejo de reconciliar os pecadores com Jesus, que se entregou em uma cruz para nos salvar. Rogai por nós, agora e na hora de nossa morte. Por isso, com todos os anjos do céu, vos saudamos: Ave-Maria…

Novena à Nossa Senhora dos Anjos da Porciúncula

INTRODUÇÃO PARA TODOS OS DIAS

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo

Oração de São Francisco a Nossa Senhora

Santa Virgem Maria, não há mulher nascida no mundo semelhante a vós. Filha e serva do altíssimo Rei e Pai celestial. Mãe de nosso Santíssimo Senhor Jesus Cristo, esposa do Espírito Santo. Rogai por nós com São Miguel Arcanjo e todas as Virtudes do céu e todos os Santos juntos a vosso Santíssimo e dileto Filho, nosso Senhor e Mestre. Amém.

1º Dia da Novena

Ó Nossa Senhora dos Anjos, nós recorremos a vossa maternal proteção; vós que sois a Mãe de Deus e a Mãe da Igreja. Diante do vosso Filho Salvador, intercedei por nós, que somos peregrinos neste mundo. Aos pés da cruz, vós recebestes a missão de ser mãe de todo gênero humano. Ensinai-nos a realizar a vontade do Pai e defendei-nos de todos os males. Por isso, com todos os anjos do céu, vos saudamos: Ave, Maria…

2º Dia da Novena

Ó Virgem Maria, professamos com nossa fé, a vossa Santa e Imaculada Conceição. O Todo-Poderoso vos preservou do pecado, desde a vossa concepção, em função dos méritos de Jesus Cristo. Sabemos que o pecado destrói a comunidade humana e é a causa de todos os males: guerras, divisões e injustiças. Ó Virgem pura, dai-nos a pureza de coração e a retidão em nossas intenções, a fim de que sejamos mais felizes aqui na terra e no céu. Por isso, com todos os anjos do céu, vos saudamos: Ave, Maria…

4º Dia da Novena

Santa Maria, nós confessamos, que Vós sois a Mãe de Deus, a Mãe de Jesus, a Esposa predileta do Espírito Santo. Cremos na Vossa Maternidade Divina. Com toda generosidade, vós nos oferecestes o Salvador do mundo. Nos vossos braços, Jesus é oferenda pura. Fazei, ó Virgem Mãe, que jamais nos afastemos de vosso amado Filho, por mais difícil que seja a caminhada, mas estejamos prontos a levar a chama viva da fé e da felicidade em direção à pátria definitiva, o céu. Por isso com os anjos do céu, vos saudamos: Ave, Maria…

4º Dia da Novena

“Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a Vossa Palavra”. Toda a vossa vida, Maria, foi constituída em realizar a vontade de Deus, a responder a um chamado tão sublime, não somente com palavras, pois a vossa vida inteira tornou-se uma só resposta de obediência. Em Vós, fidelidade aos planos do Pai, chegou à perfeição. A Palavra de Deus, contida na Bíblia, é luz, é vida, é salvação. Hoje, ó Virgem Rainha dos Anjos, ensinai-nos a acolher, com generosidade a palavra do vosso Filho em nossos corações como Vós acolheste no dia da Anunciação. Queremos também ser fiéis discípulos de Jesus Cristo. Por isso, com todos os anjos do céu, vos saudamos: Ave, Maria…

5º Dia da Novena

Com toda a confiança, nós Vos suplicamos, ó Virgem Mãe. Amparai de uma maneira especial, as nossas famílias. Fazei que elas tenham como modelo de vida a Família de Nazaré, que apesar de conhecer as dificuldades, o trabalho de cada dia, a pobreza, permanecia unida no amor, na compreensão e na fé. Não deixeis as divisões abalarem os alicerces de nossos lares. Que em nossas mesas jamais falte o pão necessário, fruto do trabalho e dom da Providência. Conduzi os esposos na unidade, as crianças e os jovens através de uma educação sólida e cristã. Sede a Rainha de todas as famílias e da nossa cidade. Confiamos na vossa poderosa proteção, hoje e sempre. Por isso, com todos os anjos do céu, vos saudamos: Ave, Maria…

6º Dia da Novena

Salve, ó Rainha dos Anjos! Save, ó Rainha nossa! Somos felizes por ter recebido do Pai uma Mãe cheia de graça, cheia de amor e disponibilidade para nos dirigir e nos orientar. Toda a vossa vida se resumiu em servir, em acolher, em confortar aqueles que sofrem, enfim, em amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo. Dai-nos a perseverança no caminho do bem e ensinai-nos a sermos verdadeiros seguidores de Jesus Cristo, agora e na hora de nossa morte. Por isso, com todos os anjos do céu, vos saudamos: Ave, Maria…

7º Dia da Novena

Intercedei por nós, Santíssima Virgem. A Igreja inteira se prostra aos vossos pés, esperando o vosso auxílio. Defendei-a de todos os perigos e das forças malignas. Fortalecei o nosso Papa, o Vigário de Cristo, para conduzir na unidade o seu rebanho. Sede a nossa Rainha, o “Auxílio dos cristãos”, a “Consoladora dos aflitos”. Vós sois a nossa segurança, o nosso estímulo e o nosso exemplo. Fazei que o Evangelho seja anunciado até os confins da terra e todos se disponham a receitar a salvação trazida por vosso Filho. Por isso, com todos os anjos do céu, vos saudamos: Ave, Maria…

8º Dia da Novena

Glória ao Pai, a Jesus Cristo e ao Espírito Santificador, que realizaram grandes maravilhas em Maria. Não houve nem haverá Criatura tão santa, tão
sublime e tão radiante como Ela. Os anjos e os santos vos louvam, ó Mãe amável. E nós também elevamos os nossos olhos para Vós, com profunda confiança filial. Sede para vossos filhos refúgio e amparo, a fim de que cumpramos a nossa missão, e um dia possamos chegar ao céu. Por isso, com todos os anjos do céu, vos saudamos: Ave, Maria…

9º Dia da Novena

Ó Nossa Senhora dos Anjos, na pequena Igreja da Porciúncula, São Francisco recebeu as vossas bênçãos generosas juntamente com sua Ordem. Ele depositara na vossa presença materna uma grande confiança e devoção, sendo atendido em seus pedidos. Continuai a dispensar os vossos favores sobre nós e sobre nossas necessidades particulares. Nós vos suplicamos, dai-nos a graça da penitência dos pecados, a correção de nossas más inclinações e fortalecimento nos momentos de fraqueza. Quantos recusam a salvação e preferem caminhar nas trevas do erro! Tudo é possível aquele que crer, para aquele que se arrepender. Vós, ó Mãe, manifestastes a São Francisco o grande desejo de reconciliar os pecadores com Jesus, que se entregou em uma Cruz para nos salvar. Rogai por nós, agora e na hora de nossa morte. Por isso, com todos os anjos do céu, vos saudamos: Ave, Maria…

ORAÇÃO FINAL PARA TODOS OS DIAS

Lembrai-Vos, ó piíssima Virgem Maria, que nunca se ouviu dizer que algum daqueles que têm recorrido à vossa proteção, implorado a vossa assistência, e reclamado o vosso socorro, fosse por Vós desamparado. Animado eu, pois, de igual confiança, a Vós, Virgem entre todas singular, como a Mãe recorro, de Vós me valho e, gemendo sob o peso dos meus pecados, me prostro aos Vossos pés. Não desprezeis as minhas súplicas, ó Mãe do Filho de Deus humanado, mas dignai-Vos de as ouvir propícia e de me alcançar o que Vos rogo. Amem.