Tag: sofrimento (page 1 of 6)

Stabat Mater!

Meditação para o Dia 14 de Maio

Maria, ao pé da cruz, é a imagem mais perfeita do sofrimento heroico e resignado, é modelo de paciência, exemplo para nossa alma tão fraca e tão avessa à dor. “Stabat”, “De pé” – diz o Evangelho.

Eis o lastimoso estado de Jesus Cristo moribundo, descrito por Nossa Senhora, nas revelações de Santa Brígida:

“Estava – diz a Virgem – o meu querido Jesus pregado ao madeiro, saturado de tormentos e agonizante. Seus olhos encovados, semicerrados e sem brilho. Os lábios pendentes e a boca aberta. As faces, descarnadas e pregadas aos dentes. Triste o rosto. A cabeça pendia-lhe sobre o peito e os cabelos, negros de sangue já coagulado e sujo. O ventre unido aos rins, braços e pernas esticados e o corpo coalhado de sangue”.

Continue reading

Sofrer com Maria

Meditação para o Dia 10 de Maio

A mãe não abandona o filho no sofrimento. Fica ao seu lado, carinhosa, solícita, empregando todo o esforço para lhe mitigar a dor e enxugar-lhe o pranto. O coração materno sofre quando sofrem os filhos. A criancinha, quando ferida, grita, instintivamente:

“Mamãe!”

Filhos de Nossa Senhora, eternas crianças, à caça das borboletas de nossas ilusões, tantas vezes caímos e nos ferimos nas pedras do caminho da vida! Nessas ocasiões, façamos como as criancinhas e gritemos:

“Mamãe, Mãe do Céu, meu Refúgio, valei-me!”

Continue reading

Convertei-me em Amarguras as Consolações da Terra

Meditação para o Dia 08 de Maio

Um desejo ardente abrasou o virginal coraçãozinho de Santa Teresinha do Menino Jesus no dia de sua primeira comunhão: o de sofrer e sofrer muito por Jesus. Heroico e belo ideal para uma criança de 11 anos!

“Ao receber Jesus-Hóstia, meu Divino Amor – escreve ela – senti-me atraída para o sofrimento, achando-lhe encantos que me arrebatavam, a despeito de não ter ainda claro e perfeito conhecimento deles. Tive também outro ardente desejo: o de amar unicamente a Deus e só Nele achar alegria. Enquanto me entretinha em dar ação de graças, ia repetindo amiudadas vezes: Ó meu Jesus, doçura inefável, convertei-me em amarguras todas as consolações da terra” (1)

Continue reading

Viva a Cruz!

Meditação para o Dia 03 de Maio

Santa Verônica Juliana, apaixonada pelo martírio, dizia em transportes de júbilo:

“Viva a cruz isolada, nua, e viva o sofrimento!”

A Igreja também, na sua liturgia, convida-nos a saudar a cruz:

“Ó Cruz, ave, spes unica!” – “Ó cruz, eu te saúdo, minha única esperança!”

Sim, neste mundo, no exílio em que vivemos, se quisermos salvar a nossa alma, só teremos um meio de que lançar mão: o madeiro da Cruz. Continue reading

Dias Perdidos

Meditação para o Dia 27 de Abril

O Imperador Tito, quando passava o dia sem fazer algum bem, costumava dizer:

“Perdi o meu dia”

Para nós, o dia perdido é o que passamos sem sofrer.

“A cruz – diz a Autora dos Avisos Espirituais – preserva os nossos dias da esterilidade”

Continue reading

Noites Santas

Meditação para o Dia 17 de Abril

É terrível uma noite de insônia! É quando uma enfermidade nos faz passar noites de angústia e sofrimento, a velar, sem que tenhamos um minuto de repouso!… É horroroso esse martírio! Mais uma razão para que o suportemos pacientemente. Insônia e impaciência serão dois martírios em vez de um. Não há remédio? Calma, seja o que Deus quiser! Muitas vezes a paciência sossega os nervos e vem o sono. Quando o relógio, no seu tic-tac importuno, aborrecer-vos, lembrai-vos de que cada minuto aqui, principalmente no sofrimento, pode valer-nos um grau a mais de felicidade no Céu! Continue reading

Um Bom Doente

Meditação para o Dia 01 de Abril

Não vos queixeis, desesperados, dessa enfermidade que vos prende ao leito dias e dias, e nem sequer vos permite rezar como quereis. Paciência! O leito de um enfermo, como disse São Francisco de Sales, é um altar de sacrifício. Feliz o justo que não perturba esse sacrifício com seus gritos e murmúrios e, adorando essa Mão benfazeja que se oculta nos instrumentos que emprega, dá os seus golpes salutares, adora também esses golpes e sente todo o mérito da distinção que com eles recebe. Como sua alma sairá brilhante do cadinho das tribulações! Como ouro experimentado sete vezes. Continue reading

Um Sorriso na Dor

Meditação para o Dia 25 de Fevereiro

Aceitar a dor sem queixa é virtude e virtude sólida. Aceitá-la com sorriso, é heroísmo. Conheceis o clássico sorriso de Santa Teresinha? É um sorriso entre rosas, mas rosas de espinhos duros e penetrantes. Quando vem o sofrimento, é preciso recebê-lo bem, como quem recebe um hóspede querido. Pois assim fazia o Anjo do Carmelo. Uma noviça quis ter uma prova da virtude heroica da Santa. Continue reading

Escolhe uma Cruz

Meditação para o Dia 15 de Fevereiro

Há duas cruzes ao lado de Nosso Senhor, no Calvário: a do bom e a do mau ladrão. Sem cruz não se vive na terra. O sofrimento é condição de nossa vida. Uma das cruzes nos há de pertencer. A do Bom Ladrão é a cruz do penitente. Dimas viu-se miserável, e pobre, carregado de crimes, pregado no madeiro infame. Contemplou ao seu lado a Misericórdia, resignou-se ao sofrimento e pediu a Nosso Senhor:

“Senhor, lembrai-Vos de mim em Vosso Reino”

E ouviu a doce voz da Misericórdia:

“Hoje estarás comigo no Paraíso”

Continue reading

O Bom Sofrimento

Meditação para o Dia 14 de Fevereiro

Já conheceis a expressão de São Francisco de Sales. A adversidade é mãe e a prosperidade madrasta da virtude. Quereis a prova? Manassés, no trono real, cercado de glória e de honras, era um sacrílego; na prisão, humilhado, sofrendo, torna-se um santo. Que foi David na prosperidade? Um homicida, um adúltero. Ferido pela morte de Absalão, chora, arrependido, quando a adversidade o visita. Reconhece o seu crime e canta o seu “Miserere” e o seu “Bonum mihi quia humiliasti me!“:

“Foi bom para a minha alma, Senhor, que me tivesses humilhado!”

Continue reading

Older posts

© 2018 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑