Meditação para o Dia 11 de Novembro

A saudade de nossos mortos é cruciante e amarga. Sentimos um vácuo profundo,quando a morte nos rouba algum ente querido. Abre-se a ferida e parece que nunca mais se cicatrizará. Só o tempo consegue suavizar um pouco a dor.Contemplemos Nossa Senhora da Soledade, naquelas horas amargas em que Ela chorava a ausência cruel do seu Amado Filho. Juntemos nossa saudade a saudade de Maria. Ela também experimentou as saudades de um filho e a tristeza da viuvez. Consolemo-nos. Nossos mortos queridos terminaram a sua peregrinação pelo mundo. Continue reading