Tag: moderação

Como se devem evitar as conversas supérfluas

Livro I. AVISOS ÚTEIS PARA A VIDA ESPIRITUAL

Capítulo X

1. Evita, quanto puderes, o bulício dos homens, porque muito nos perturbam os negócios mundanos ainda quando tratados com reta intenção; pois bem depressa somos manchados e cativos da vaidade. Quisera eu ter calado muitas vezes e não ter conversado com os homens. Por que razão, porém, nos atraem falas e conversas, se raras vezes voltamos ao silêncio sem dano da consciência? Gostamos tanto de falar, porque pretendemos, com essas conversações, ser consolados uns pelos outros e desejamos aliviar o coração fatigado por preocupações diversas. E ordinariamente sentimos prazer em falar e pensar, ora nas coisas que muito amamos e desejamos, ora nas que nos contrariam. Continue reading

Do último fruto da última palavra

Capítulo 36: Do último fruto da última palavra
Resta o último fruto, que se colhe da consideração, da obediência, manifestada nas ultimas palavras e mesmo na morte de Cristo, pois o que o Apóstolo diz:

“Humilhou-se até morte, e morte de Cruz” (Fl 2)

Cumpriu-se principalmente, quando o Senhor, proferidas aquelas palavras

“Meu Pai, nas Tuas mãos entrego o meu espírito”

Imediatamente expirou. Será, porém conveniente ir buscar mais no seu começo o que pode e deve dizer-se da obediência de Cristo, para colhermos um fruto preciosíssimo da árvore da Santa Cruz, pois Cristo, Mestre e Senhor de todas as virtudes, prestou a seu Pai uma obediência tal, que não pode mesmo imaginar-se outra maior.

Continue reading

A Filosofia do Prazer

Capítulo 13. A Filosofia do Prazer - Livro Rumo à Felicidade, de Fulton Sheen
TODOS nós queremos a felicidade. Mas, se somos sensatos, todos deveríamos nos convencer de que no prazer há três leis, que, uma vez seguidas, tornarão a consecução da felicidade incomensuravelmente mais fácil.

Primeira leiPodemos contar com horas felizes; mas a vida não se há de planear como se constasse somente de horas felizes. O prazer é como a beleza; é condicionado pelo contraste. A mulher que quer fazer sobressair um vestido de veludo preto, não irá colocar-se, se tem o sentido da realidade, em frente duma cortina preta, mas duma cortina branca. Continue reading

© 2021 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑