Tag: discórdia

Discórdia

Discórdia, Tesouros de Cornélio à Lápide

Causas da discórdia

Donde provém as guerras e os pleitos entre vós?, pergunta o Apóstolo São Tiago. Não são vossas paixões que combatem em vossa carne? Unde bello et lites in vobis? Nonne hinc, ex concupiscentiis vestris quae militant in membris vestris? (Tg 4, 1).

A discórdia é infernal e diabólica; emana de Lúcifer, que foi o primeiro a introduzi-la entre os Anjos no Céu.

Uma das fontes da discórdia é a cobiça e avareza, fundando-se, na maioria das vezes, nas palavras: o teu… e o meu.

Outro manancial de discórdias é o orgulho, dizem os Provérbios: Inter superbos semper jurgia sunt (Pr 13, 10). Continue reading

Concórdia

Concórdia, Tesouros de Cornélio à Lápide

Necessidade da concórdia

A razão e a vontade são duas irmãs; é preciso que harmonizem e que a vontade, que é inferior, esteja sujeita à razão e obedeça-lhe. Unidas estas duas irmãs, são fortes como uma cidade guerreira, são inexpugnáveis. Se, ao contrário, a razão e a vontade não estão de acordo, se a vontade levanta-se contra a razão, resultam divisões interiores que minam as forças de uma de outra.

Necessidade da concórdia consigo mesmo… Necessidade da concórdia com os demais!

A concórdia é o cimento que une as pedras de um muro; retirai o cimento, e o muro cairá. A concórdia é o laço que une e faz aderir entre si os membros da família e da sociedade; eliminai a concórdia, e os homens se desgarram como bestas ferozes. Mais caridade, mais justiça, mais indulgência, mais perdão!

O centro une todos os raios do círculo, tirai o centro, e o círculo desaparece. A concórdia é o centro das famílias, das cidades, das nações.

A discórdia causou a queda do Império Romano: o povo levantou-se contra os magistrados; os soldados levantaram-se contra o Senado; o próprio Senado dividiu-se também; e daí veio a ruína daquela grande e poderosa República. Continue reading

© 2020 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑