Category: Meditações Diárias (page 2 of 36)

Diversas obras de Meditações Diárias para todos os dias do ano, a fim de buscarmos crescer em nossa Espiritualidade e intimidade com Deus.

A Viagem a Belém

Meditação para o Dia 21 de Dezembro

1. E iam todos para se alistar, cada um à sua cidade. E subiu também José… a Belém… para se alistar com sua esposa Maria“. A Providência Divina serviu-se do decreto desse recenseamento para dar cumprimento à profecia de Miquéias, de que o Messias nasceria em Belém, fazendo que os próprios documentos coligidos pelos historiadores profanos registrassem o nascimento de Jesus e atestassem não ser Ele um mito. A fé não tem nada a recear dos resultados da ciência. Vê também, nesta viagem a Belém, quão grande a obediência de José e de Maria! Quão grande a humildade do Verbo Encarnado! Continue reading

Pobreza e Sofrimentos do Redentor

Meditação para o Dia 20 de Dezembro

1. Sendo rico, fez-se pobre por vós, para que vós, por sua pobreza, fôsseis ricos“. Podia muito bem possuir riquezas Aquele que tão magníficas deu ao céu e à terra; buscou, porém, a pobreza no seio da Sua Mãe. Ali, de nada dispondo, exulta com o pensamento de que nascerá pobre, viverá pobre e pobre morrerá; que depois de nascido não poderá, sem auxílio de uma criatura Sua, nem se alimentar, nem se vestir, nem ao menos prover a nenhuma das necessidades da vida. O Criador, o Altíssimo, o Juiz supremo em tanta dependência! E tu nada sabes sofrer por amor a Ele? Continue reading

Jesus Oculto a Todos

Meditação para o Dia 19 de Dezembro

1. A vida de Jesus no seio de Sua Mãe foi uma vida de santa solidão. Na fraqueza duma criança Ele esconde Sua onipotência, Sua sabedoria, Sua divindade. Não é, pois, exagerado consagrares a Jesus algumas horas, não persistires sempre em teu direito, e ocultares por amor a Ele o que talvez tenhas de apreciável. Ninguém, senão a Santíssima Virgem, sabia da voluntária solidão de Jesus. Ele ensina-te a não procurares ver tudo e ser visto por todos, mas a recolheres-te e conservares-te oculto, tendo somente a Deus por testemunha do bem que fazes. Continue reading

Festa da Expectação do Nascimento

Meditação para o Dia 18 de Dezembro

1. A Santíssima Virgem teve o mais vivo desejo de ver nascido e de tomar em seus braços Aquele a quem milagrosamente concebera. Tens tão vivo desejo da Santa Comunhão, na qual tão estreitamente te unes a Deus? Faltando agora poucos dias para o Natal, prepara-te com verdadeiro fervor para receber o Senhor, que há de vir espiritualmente, e, se o quiseres, também sacramentalmente ao teu coração. À tua preparação corresponderá a paz prometida ao número as outras graças. Continue reading

Maria e seu Divino Filho

Meditação para o Dia 17 de Dezembro

1. Sem dores e desgostos conservou a Santíssima Virgem em seu seio puríssimo a Jesus por nove meses. Era natural: tudo o que cordial e sinceramente amamos, nenhum incômodo nos causa. Quanto maior for teu amor para com Deus, tanto mais facilmente vencerás os obstáculos: a indolência, o orgulho, o amor próprio. Se qualquer coisa leve te afasta do cumprimento de tuas obrigações e da prática das virtudes, é certo que o teu amor a Deus ainda não é real, nem muito grande. Continue reading

Aprecias a Encarnação de Jesus?

Meditação para o Dia 16 de Dezembro

1. Para melhor reconheceres o infinito amor que Deus mostrou, mandando Seu Filho ao mundo, supõe que O tenha enviado por causa de um homem só, único habitante da terra. Por amor deste, Deus apesar de ofendido, assumiu a natureza humana, rabalhou dezenas de anos em humilde oficina, andou pregando por toda parte, sofreu, morreu e instituiu o Santíssimo Sacramento. Não ficas pasmo ante essa prova do imenso amor de Deus para com Sua criatura e ante a malícia desta quando O paga com negra ingratidão? A sentença será contra ti mesmo, pois, por ti veio Jesus à terra, por ti trabalhou, ensinou e sofreu, por ti morreu, por ti está no Santíssimo Sacramento. Continue reading

Humildade e Sofrimento do Filho de Deus

Meditação para o Dia 15 de Dezembro

1. Deus determinou que seu Filho Unigênito salvasse o mundo por uma humilhação sem igual. Jesus não desceu somente até aos anjos, o que já teria sido uma humilhação infinita, mas até nós, e isto quando a humanidade estava sobremaneira manchada pelo pecado. Não querendo aparecer homem feito, Jesus passou ocultamente nove meses no seio de uma criatura Sua, nasceu em presépio, viveu pobre e desprezado, e pobre e desprezado morreu, após ter sofrido toda a sorte de injúrias, calúnias e perseguições. Permita Deus que não resistas a linguagem tão eloquente e persuasiva! Continue reading

Santa Isabel e seu Filho

Meditação para o Dia 14 de Dezembro

1. a) Isabel deu à luz um filho. E ouviram seus vizinhos e parentes que o Senhor havia assinalado com ele sua misericórdia“. Deus tirou de Isabel, que lho tinha pedido durante dezenas de anos, a esterilidade corporal. O mesmo Deus faz tudo, para tirar de tua alma a esterilidade espiritual; sem tua cooperação, porém, ela ficará eternamente sem frutos.

b) Isabel recebeu um filho, de quem disse o Espírito Santo que havia de ser grande diante do Senhor. A grandeza perante Deus é a única de valor real. Aprecias esta praticamente, preferindo-a a tudo? Continue reading

Provações de Maria e de José

Meditação para o Dia 13 de Dezembro

1. E José, seu esposo, como era justo e não a queria infamar, resolveu deixá-la ocultamente“. Terrível provação para o esposo! Maria, o ideal de toda virtude, que São José diariamente teve de admirar, era mãe, mas ele ignorava a mensagem do anjo e a conceição milagrosa em virtude do Espírito Santo. Com tanta severidade Deus prova às vezes os justos! São José não pensou em fazer valer seus direitos, manifestando tudo. Resolveu antes deixar ocultamente sua esposa e não lhe manchar a reputação. És u tão solícito pela reputação alheia como São José? Continue reading

O Mistério da Anunciação

Meditação para o Dia 12 de Dezembro

1. a) Eu te saúdo, cheia de graça, o Senhor é contigo“. O anjo não falou de si, mas louvou a outrem. Reconheces, de bom grado, os méritos dos outros? Quanto a ti, fala, como o anjo, não de teus méritos, saber, virtude, etc., e sim daquilo que possa ser útil a tua alma. Deves visar em tudo a glória de Deus, o bem de tua alma e da do próximo.

b) Cheia de graça, o Senhor é contigo“. A graça é a única coisa que tem valor aos olhos de Deus. E está ela em tua alma, ou acha-se esta cheia de imperfeições e pecados? Continue reading

Older posts Newer posts

© 2018 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑