Tag: renúncia

Martírio de Alfinetadas

Meditação para o Dia 10 de Janeiro

As contrariedades e pequenos aborrecimentos de cada dia constituem o que Santa Teresinha chamava martírio de alfinetadas. Custam mais, às vezes, do que os grandes golpes. Ah! Mas são tão preciosas essas pequeninas cruzes! Nem sempre teremos ocasião de sofrer grandes provações e o martírio, mas teremos, todos os dias, a cada momento, os pequenos sacrifícios. Constantemente renovados, estes nos fornecerão quotidianamente muitas ocasiões para a prática das mais raras e sólidas virtudes, tais como a caridade, a paciência, a doçura, a humildade de coração, a benignidade, a renúncia ao nosso humor, etc. E essas pequenas virtudes quotidianas praticadas fielmente nos farão uma rica messe de graças e de méritos para a eternidade. Continue reading

A Recompensa Eterna

Meditação para o Dia 28 de Novembro

1. Então, respondendo, Pedro lhe disse: Eis aqui estamos nós que deixamos tudo e te seguimos; que galardão, pois, será o nosso?“. Os apóstolos tinham deixado pouco, porque pouco possuíam; mas tinham sacrificado tudo, porque não reservaram nada para si. Se não podes deixar tudo por Jesus, pelo menos deves afastar teu coração do apego aos bens da terra. O principal é seguir a Jesus, segui-Lo na humildade, paciência, mansidão, no desprezo dos bens deste mundo e nas demais virtudes. Podes, neste ponto, fazer tuas as palavras de São Pedro? Continue reading

Renunciar a Si Mesmo

Meditação para o Dia 09 de Novembro

1. “Se alguém quiser vir após mim, renuncie a si próprio”. Ninguém é forçado, mas também ninguém é excluído de seguir a Jesus. Para segui-Lo de fato, é necessário querer seriamente; o mero desejo é de todo insuficiente. Deves renunciar não só às coisas ilícitas e perigosas, mas também ao próprio juízo, às desordenadas inclinações e à própria vontade. É este o primeiro passo para a perfeição. Já avançaste um pouco? Continue reading

Salva-te, Custe o que Custar!

Meditação para o Dia 09 de Outubro

1. Se o teu olho direito te serve de escândalo, arranca-o e lança-o de ti; pois melhor é perderes um de teus membros do que ser todo o corpo arrojado no inferno“. Ainda que uma ocasião de pecado te fosse tão cara e apreciada como os olhos, Jesus exige evitá-la, sacrificando tudo para não perder a alma. Os olhos, frequentemente, podem ser ocasião de pecados, pois são as janelas da alma, pelas quais, quando não guardadas, entra facilmente a morte. Um único olhar fez cair em vergonhosos e gravíssimos crimes a Davi, aliás homem santo! A ti não fez cair nunca? Continue reading

O Bom Sofrimento

Meditação para o Dia 07 de Setembro

1. Deus castiga a quem ama. Se bem conhecesses o valor do sofrimento resignado, jamais terias inveja dos chamados felizes da terra; antes terias pena do perigo em que estão. A prosperidade leva muitas vezes ao esquecimento de Deus; o sofrimento dá humildade, faz olhar para o céu e afasta da terra e de seus bens. A cruz do sofrimento faz semelhante a Jesus e dá direito a recompensas eternas.

“Não podem ser comparados os desgostos deste tempo com a glória futura que será manifestada em mim”

Continue reading

Do ardente desejo que teve Jesus de sofrer por nós

Capítulo XVI

Baptismo habeo baptisari, et quomodo coarctor un perficiatur? – “Eu tenho de ser batizado num batismo de sangue, e quão grande não é a minha angustia até que ele se conclua?” (Lc 22, 50)

Desiderio desideravi hoc pascha manducare vobiscum – “Tenho desejado ansiosamente comer convosco esta Páscoa, antes da minha paixão.” (Lc 22, 15)

Que enérgicas expressões! Oh! Como eles pintam ao vivo o incompreensível desejo que Jesus tinha de sofrer e imolar-se por nós!
Bem se deixa ver que saem da abundância do coração daquele que disse:

“Eu vim trazer fogo à terra e que quero eu, senão que ele se acenda?”

Ó filhos de Adão, compreendestes esta palavra do vosso Deus:

“Eu vim trazer à terra o fogo do meu amor e o meu mais ardente desejo é ve-lo atear-se no coração de todos os homens?”…

Ó meu Jesus, que tão grandes bens pois cuidáveis vós poder ganhar do amor das criaturas que para o obter assim quisestes morrer e tanto ansiastes esse desejo da vossa morte? Continue reading

De quem é teu coração?

Meditação para Dia 09 de Fevereiro

1. Pelo preço de cinco siclos a Santíssima Virgem resgatou seu divino Filho das mãos de Deus Pai. Já uma vez Deus nos tinha dado seu Filho que Ele agora de novo nos dá. Já deste algumas vezes teu coração, tua vontade, tuas inclinações a Deus? Por quem lhos tiras e negas em seguida? Por que preferes alguma criatura a teu Deus, o único que poderá encher, para sempre, o vácuo do coração, e tornar eternamente feliz a ti e a todos que amas? Renunciaste a Satanás; ao mundo, à tua carne; por que não segues a Deus mais fielmente? Continue reading

Da Perfeita Resignação com a Vontade Divina

Oferecimento do Coração à Jesus

Meus cibus est ut faciam voluntatem eius qui misit me, ut perficiam opus eius – “O meu alimento é fazer a vontade daquele que me enviou, para consumar a sua obra” (Mt 13, 31)

Sumário. É um ponto de fé que Deus não quer senão o que é melhor para nós; isto é, a nossa santificação. Se quisermos, pois, ser santos e achar mesmo na terra a paz verdadeira, procuremos ter a nossa vontade em repouso, unindo-a sempre à vontade amabilíssima de Deus. Remetamos ao Pai celestial toda a nossa solicitude, certos de que, afinal, tudo cede para o maior bem do justo. Em cada adversidade, seja qual for, repitamos a palavra habitual dos santos: Seja feita a vossa vontade!
Continue reading

Para a Salvação é necessário o sacrifício da vontade própria

Sacrifício de Isaac (Caravaggio)

Sacrifício de Isaac (Caravaggio)

Qui facit voluntatem Patris mei, qui in coelis est, ipse intrabit in regnum coelorum – “O que faz a vontade de meu Pai que está nos céus, esse entrará no reino dos céus” (Mt 7, 10)

Sumário. O que faz a vontade de Deus, entrará no céu; o que não a faz, não entrará. Se portanto quisermos ser salvos, renunciemos à nossa vontade própria, e entregando-a sem reserva a Deus, digamos frequentes vezes cada dia: Senhor, ensinai-me a cumprir a vossa vontade santíssima; protesto não querer senão o que quereis Vós. Para que estejamos sempre dispostos a cumprir a vontade divina, é utilíssimo que desde de manhã nos representemos as contrariedades que nos possam suceder durante o dia. Continue reading

Meditação para o Domingo 07/08/16

Pequeno Rebanho

Reflexão do Evangelho de São Lucas 12, 32-48

Por Dom Henrique Soares da Costa

Quando o Evangelho não nos é exigente?

Quando a Palavra de Deus não nos questiona?

A Escritura diz que:

“a Palavra de Deus é viva e eficaz, mais penetrante do qualquer espada de dois gumes; penetra até dividir alma e espírito, junturas e medulas. Ele julga as disposições e intenções do coração” (Hb 4,12)

A cada Domingo, fazemos experiência dessa exigência viva e eficaz da Palavra do Senhor em nossa vida. É o caso também deste hoje.

Comecemos com a advertência consoladora e carinhosa do Senhor Jesus:

“Não tenhais medo, pequenino rebanho, pois foi do agrado do vosso Pai dar-vos o Reino”.

Tão atual e necessária esta palavra!
Continue reading

© 2018 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑