Tag: quaresma (page 1 of 9)

É Necessário voltar à Palavra do Senhor

Dom Henrique Soares da Costa
Reze o Salmo 119/118,65-72
Agora, leia com piedade e coração que escuta na fé Dt 5,32 – 6,25

32Tomai cuidado em cumprir o que vos ordenou o SENHOR, vosso Deus; não vos afasteis para a direita nem para a esquerda. 33Segui o caminho que o SENHOR, vosso Deus, vos ordenou, para viverdes e serdes felizes. Assim prolongareis a vida na terra de que ides tomar posse.»

1«Estes são os mandamentos, as leis e os preceitos que o SENHOR, vosso Deus, ordenou que vos ensinasse para os cumprirdes na terra onde ides entrar, para dela tomar posse. 2Portanto, deves temer o SENHOR, teu Deus, cumprindo todas as suas leis e mandamentos que te ordeno, tu, os teus filhos e os filhos dos teus filhos, por todos os dias da tua vida, a fim de que os teus dias se prolonguem. 3Portanto, Israel, escuta e tem cuidado em cumprir o que será bom para ti e vos fará multiplicar muito na terra onde corre leite e mel, como te prometeu o SENHOR, Deus dos teus pais. Continue reading

“Ouve, ó Israel!”

Dom Henrique Soares da Costa
Reze o Salmo 119/118,57-64
Agora, leia com piedade e coração que escuta na fé Dt 4,44 – 5,31

44Esta é a lei que Moisés expôs aos filhos de Israel. 45Estes são os mandamentos, as leis e os preceitos que propôs Moisés aos filhos de Israel, quando eles saíram do Egipto, 46além do Jordão, no vale em frente a Bet-Peor, na terra de Seon, rei dos amorreus, que residia em Hesbon.

Este foi vencido por Moisés e pelos filhos de Israel quando saíram do Egipto, 47de forma que tomaram posse da terra dele e da de Og, rei de Basan, ambos reis dos amorreus, na região a oriente do Jordão, 48desde Aroer, que está na margem do rio Arnon, até ao monte Síon, que é o Hermon, 49e toda a Arabá além do Jordão, a oriente, até ao mar de Arabá, nas encostas do Pisga. Continue reading

Ser fiel ao Senhor, vivendo na Sua Palavra!

Dom Henrique Soares da Costa
Reze o Salmo 119/118,49-56
Agora, leia com piedade e coração que escuta na fé Dt 4,9-43

9Toma, pois, cuidado contigo! Guarda-te bem de esquecer os factos que os teus olhos viram; que eles nunca se afastem do teu coração em todos os dias da tua vida. Ensina-os aos teus filhos e aos filhos dos teus filhos. 10No dia em que te apresentaste diante do SENHOR, teu Deus, no Horeb, o SENHOR disse-me: ‘Convoca o povo para junto de mim, a fim de ouvirem as minhas palavras, aprenderem a temer-me durante todo o tempo da sua vida na terra e assim ensinarem aos seus filhos.’ 11Aproximastes-vos, então, e ficastes junto do monte; o monte estava abrasado em fogo, que se erguia até ao mais alto dos céus, coberto de nuvens e de nevoeiro. 12O SENHOR falou-vos do meio do fogo; ouvistes o som das palavras, mas não vistes figura alguma. Era uma voz apenas. 13Ele deu-vos a conhecer a sua aliança, ordenando-vos que cumprísseis os dez mandamentos que Ele escreveu em duas tábuas de pedra. 14O SENHOR ordenou-me, então, que vos ensinasse as leis e os preceitos que deveis cumprir na terra para onde ides, para tomardes posse dela.» Continue reading

Deus continua a nos falar!

Dom Henrique Soares da Costa
Reze o Salmo 119/118,41-48
Agora, leia com piedade e coração que escuta na fé Dt 4,1-8

1«Agora, Israel, ouve as leis e os preceitos que eu hoje vos ensino. Ponde-os em prática para que vivais e chegueis a possuir a terra que o SENHOR, Deus dos vossos pais, vos há-de dar. 2Nada acrescentareis ao que hoje vos prescrevo e nada eliminareis, guardando os mandamentos do SENHOR, vosso Deus, tal como eu vos prescrevo. 3Os vossos próprios olhos viram o que o SENHOR fez em Baal-Peor: o SENHOR, vosso Deus, exterminou do meio de vós todos aqueles que seguiram Baal-Peor.

4Mas vós, que permanecestes fiéis ao SENHOR, vosso Deus, estais hoje todos vivos! 5Vede: ensinei-vos leis e preceitos, como o SENHOR, meu Deus, me ordenou; assim fareis na terra que ides possuir. 6Observai-os e ponde-os em prática, porque isso manifestará a vossa sabedoria e a vossa inteligência aos olhos dos povos que, ao terem conhecimento de todas estas leis, dirão: ‘Que povo sábio e inteligente é esta grande nação!’ 7Com efeito, que grande nação haverá que tenha um deus tão próximo de si como está próximo de nós o SENHOR, nosso Deus, sempre que o invocamos? 8E que grande nação haverá, que possua leis e preceitos tão justos como esta lei que eu hoje vos apresento?

Continue reading

A Graça de Deus e a nossa Responsabilidade

Dom Henrique Soares da Costa
Reze o Salmo 119/118,33-40
Agora, leia com piedade e coração que escuta na fé Dt 3

1. Várias vezes aparece neste capítulo o Senhor Deus combatendo por Israel: é Ele mesmo Quem entrega Og nas mãos dos israelitas (cf. vv. 1-7). O Senhor é o Deus que combate pelos Seus: é Ele Quem entrega os inimigos, mesmo que as muralhas sejam altas e fortificadas, mesmo que os portões tenham ferrolhos fortes! Lembre o que foi dito sobre a guerra santa: ela é sempre imagem dos nossos combates, sobretudo dos combates espirituais… O Senhor combate ao nosso lado; na potência do Seu Espírito, Ele combate em nós; Ele nunca nos abandona; Ele é Fidelidade, Ele é Amor! Reze o Salmo 127/126.

Quanto ao tema da guerra santa, não esqueça: tudo deveria ser exterminado e consagrado ao Senhor. Na meditação passada, já expliquei o significado disto! Quanto a nós, temos uma guerra santa a travar, até que o inimigo seja exterminado: nossos vícios, nossos pecados… Combatamos, sem medo e sem frouxidão, o bom combate da fé. Leia Ef 6,10-20. Continue reading

Meditação para o I Domingo da Quaresma

Dom Henrique Soares da Costa

Por Dom Henrique Soares da Costa

Chegaram, para nós, os sagrados dias da Quaresma: dias de oração, penitência, esmola, combate aos vícios e leitura espiritual. Esses dias tão intensos nos preparam para as alegrias da Santa Páscoa do Senhor. Estejamos atentos, pois não celebrará bem a Páscoa da Ressurreição quem não combater bem nos dias roxos da Quaresma.

A Palavra que o Senhor nos dirige já neste Primeiro Domingo é uma séria advertência neste sentido. A leitura do Gênesis nos mostrou como Deus é cheio de boas intenções e bons sentimentos em relação a nós: depois de haver lavado todo pecado da terra pelo dilúvio, como deseja nos purificar neste Tempo santo, misericordiosamente, o Senhor nosso Deus fez aliança com toda a humanidade e com todas as criaturas:

“Eis que vou estabelecer Minha aliança convosco e com todos os seres vivos! Nunca mais criatura alguma será exterminada pelas águas do dilúvio”

Continue reading

Amor maior que Fronteiras!

Dom Henrique Soares da Costa
Reze o Salmo 119/118,25-32
Agora, leia com piedade e coração que escuta na fé Dt 2.

1«Partimos dali, dirigindo-nos para o deserto, a caminho do mar de Suf, como o SENHOR me tinha ordenado, e contornámos, durante muito tempo, o monte Seir. 2Depois, o SENHOR falou-me: 3 “Há muito que andais à volta desta montanha; dirigi-vos para norte. 4Ordena ao povo: ‘Atravessai o território de vossos irmãos, os filhos de Esaú, que habitam em Seir. Eles têm medo de vós, mas vós tende muito cuidado: 5não os ataqueis, porque nada vos darei da terra deles, nem mesmo a medida de um pé, pois dei em propriedade a Esaú a montanha de Seir. 6Comprar-lhes-eis com dinheiro os alimentos para comer e pagar-lhes-eis com dinheiro até a própria água para beberdes. 7Em verdade, o SENHOR, teu Deus, abençoou-te em todas as tuas empresas e conhece a tua marcha através deste deserto imenso. Há quarenta anos que o SENHOR, teu Deus, está contigo, e nada te faltou.’” Continue reading

O Senhor Educa e Conduz o Seu Povo

Dom Henrique Soares da Costa
Reze o Salmo 119/118,17-24
Agora, leia com piedade e um coração que escuta na fé Dt 1,19-46

19«Depois, partimos do Horeb, atravessámos todo aquele deserto grande e temível que vistes, a caminho das montanhas dos amorreus, como nos ordenara o SENHOR, nosso Deus, e chegámos a Cadés-Barnea.

20Então eu disse-vos: ‘Acabais de chegar às montanhas dos amorreus, que o SENHOR, nosso Deus, nos há-de dar. 21Vê: o SENHOR, teu Deus, põe diante de ti esta terra! Vai, toma posse dela, como disse o SENHOR, Deus dos teus pais. Não temas nem te acobardes!’

22Então, vós todos aproximastes-vos de mim e dissestes: ‘Enviemos alguns homens à nossa frente para nos informarem acerca da terra e nos ensinarem o caminho que temos de seguir e para que cidades devemos ir.’ 23A proposta agradou-me; e eu escolhi de entre vós doze homens, um por cada tribo. 24Partiram, subiram o monte e atingiram o vale de Escol, explorando a terra. 25Colheram frutos da terra, trouxeram-nos até nós e fizeram-nos o seu relato, dizendo: ‘É ótima a terra que o SENHOR, nosso Deus, nos vai dar.’ 26Todavia, vós recusastes-vos a subir, desobedecendo ao SENHOR, vosso Deus. 27Nas vossas tendas murmurastes e dissestes: ‘Por nos odiar, é que o SENHOR nos fez sair da terra do Egipto, a fim de nos entregar nas mãos dos amorreus e nos aniquilar. 28Para onde iremos? Nossos irmãos fizeram-nos perder a coragem, quando disseram que viram lá um povo maior e mais forte do que nós, cidades grandes cujas muralhas se erguem até ao céu e até viram lá filhos de Anac.’ 29Respondi-vos, então: ‘Não vos assusteis e nada temais diante deles. 30O SENHOR, vosso Deus, que caminha à vossa frente, Ele próprio combaterá por vós como sempre fez convosco, no Egito, à vossa vista, 31e também neste deserto. Aqui vistes o SENHOR, vosso Deus, conduzir-vos, como um pai conduz o seu filho, durante toda a caminhada que fizestes até chegardes a este lugar. 32E, apesar disso, não confiastes no SENHOR, vosso Deus, 33que caminhava à vossa frente para vos procurar lugares de descanso, mostrando-vos o caminho a seguir, durante a noite com o fogo e durante o dia com a nuvem.

34O SENHOR ouviu o rumor das vossas palavras, encolerizou-se e jurou: 35 ‘Nenhum dos homens desta geração perversa verá esta terra ótima, que tinha jurado dar a vossos pais. 36Só Caleb, filho de Jefuné, a há-de ver: dar-lhe-ei a terra que pisou, a ele e a seus filhos, porque permaneceu fiel ao SENHOR.’

37O SENHOR irritou-se também comigo por vossa causa e disse-me: ‘Tu também não entrarás na terra. 38Josué, filho de Nun, que está ao teu serviço, esse é que entrará ali. Encoraja-o, porque é ele quem a dará em posse a Israel. 39E as vossas crianças, que vós dissestes que seriam tomadas como despojos, e os vossos filhos que ainda hoje não sabem distinguir o bem do mal, esses é que entrarão ali! A eles a darei e eles a possuirão.’ 40Quanto a vós, voltai para trás e encaminhai-vos para o deserto, na direção do Mar dos Juncos.

41Mas vós respondestes-me: ‘Pecámos contra o SENHOR; queremos subir nós mesmos e combater, conforme o SENHOR, nosso Deus, nos ordenou.’ E cada um de vós, cingindo as suas armas de combate, mostrou-se disposto a subir para a montanha. 42Mas o SENHOR falou-me: ‘Diz-lhes: Não subais nem combatais, porque não estarei ao vosso lado; não queirais ser vencidos pelos vossos inimigos.’

43Assim vos falei, mas não me ouvistes; desobedecestes à palavra do SENHOR, fostes arrogantes e subistes para a montanha. 44Os amorreus, porém, que ocupavam aquela montanha, saíram ao vosso encontro, perseguiram-vos como fazem as abelhas e desbarataram-vos, desde Seir até Horma. 45Então voltastes e chorastes diante do SENHOR; mas o SENHOR foi insensível aos vossos lamentos e não vos escutou. 46Por isso é que tivestes de ficar por tão longo tempo em Cadés.»

Continue reading

A Humildade e a Justiça

Dom Henrique Soares da Costa
Reze o Salmo 119/118,9-16
Agora, leia com piedade e um coração que escuta na fé Dt 1,9-18

9«Nesse tempo, falei-vos assim: ‘Não posso, sozinho, tomar conta de vós. 10O SENHOR, vosso Deus, multiplicou-vos, e hoje sois tão numerosos como as estrelas do céu. 11Que o SENHOR, Deus dos vossos pais, vos multiplique mil vezes mais e vos abençoe, como prometeu! 12Como poderia, eu sozinho, suportar as vossas queixas e as vossas questões? 13Escolhei entre vós, nas vossas tribos, homens sábios, prudentes e experimentados, e eu os constituirei vossos chefes.’ 14Vós respondestes-me, dizendo: ‘O que te propões fazer é excelente.’ 15Então, eu escolhi, entre os principais das vossas tribos, homens sábios e experimentados e nomeei-os vossos chefes, como comandantes de milhares, de centenas, de cinquentenas e de dezenas, responsáveis pelas vossas tribos.

16Naquele tempo, ordenei também aos vossos juízes: ‘Dai audiência aos vossos irmãos e julgai com equidade as questões de cada um, sejam com um seu compatriota, sejam com um estrangeiro. 17Não façais distinção de pessoas no julgamento; ouvi tanto o pequeno como o grande. Não tenhais medo de ninguém, porque o julgamento pertence a Deus. Se uma questão for demasiado complicada para vós, apresentai-ma para eu a resolver.’ 18Naquele tempo, ordenei-vos tudo aquilo que devíeis fazer.»

Continue reading

“São estas as palavras!”

Dom Henrique Soares da Costa
Mais uma vez, chegada a santa Quaresma, desejo partilhar com você, caro Amigo deste espaço virtual, meditações diárias da Palavra de Deus, que nos ajudem, a você e a mim, a bem percorrer o caminho até as celebrações pascais.

É tradição mística muito antiga da Igreja aproveitar o sagrado tempo de preparação para a Páscoa dedicando-se mais à escuta orante e saborosa da Palavra de Deus. Sobretudo nos tempos atuais, quando é tão forte a eterna tentação do homem de viver do seu modo, pelos seus critérios, na sua verdade mentirosa, é, mais que nunca, necessário, essencial, abrir o ouvido do coração para o Senhor, deixando-nos ferir, iluminar e guiar pela Sua santa Palavra.

O próprio título que dei a esta série de meditações, “São estas as palavras…”, é tirado dos primeiros dizeres do Deuteronômio. Pois bem, estas são as palavras que o Senhor Deus nos dirige, a mim e a você, neste sagrado tempo de conversão, de oração, de combate espiritual, de luta contra nossos demônios, para que cheguemos, com o coração dilatado pela caridade de Cristo, às festas pascais. Fazendo isto, nossa Quaresma será, realmente, um tempo de graça e celebraremos na alegria espiritual a Páscoa da Ressurreição. Continue reading

Older posts

© 2018 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑