Tag: meditação (page 1 of 86)

É Demais…!

Meditação para o Dia 15 de Janeiro

Não sejamos tão impacientes no sofrimento. A impaciência duplica-nos a dor. O ferido necessita de repouso. Quanto mais o enfermo se agita, arranha, coça e mexe as feridas, tanto pior. Sofre mais e até se arrisca a uma infecção, que pode ser fatal. Dá-se o mesmo com as feridas da alma, as feridas do coração. Quando elas aparecem, vamos logo ao Médico Divino e Ele, tão misericordioso, há de pensá-las carinhosamente, derramando sobre as mesmas o bálsamo suavíssimo do seu Amor.

“Vinde a Mim, diz-nos Ele. Eu vos aliviarei”

Continue reading

Meditação sobre o Último Juízo

Capítulo XIV

PREPARAÇÃO

1. Põe-te na presença de Deus.
2. Pede a Deus que te inspire.

CONSIDERAÇÃO

I. Enfim, uma vez terminado o prazo prefixado pela sabedoria de Deus para a duração do mundo, daqueles inúmeros e vários prodígios e presságios horríveis, que consumirão de temor e tremor os homens ainda vivos, um dilúvio de fogo se alastrará pela terra afora, destruindo tudo, sem que coisa alguma escape às Suas chamas devoradoras.

II. Depois deste incêndio universal, todos os homens hão de ressuscitar, ao som da trombeta do arcanjo, e comparecerão em juízo todos juntos, no vale de Josafá. Mas — ah — bem diversa será a sua situação: uns terão o corpo revestido de glória e esplendor e outros se horrorizarão de si próprios. Continue reading

Meditação sobre a Morte

Capítulo XIII

PREPARAÇÃO

1. Põe-te na presença de Deus.
2. Pede a Deus que te inspire.
3. Imagina que te achas enfermo, no leito de morte, sem nenhuma esperança de vida.

CONSIDERAÇÃO

I. Considera, minha alma, a incerteza do dia da morte. Um dia sairás do teu corpo. Quando será? Será no inverno ou no verão ou em alguma outra estação do ano? No campo ou na cidade, de noite ou de dia? Será dum modo súbito ou com alguma preparação? Será por algum acidente violento ou por uma doença? Terás tempo e um sacerdote para te confessares? Tudo isto é desconhecido, de nada sabemos, a não ser que havemos de morrer indubitavelmente e sempre mais cedo que pensamos. Continue reading

Tão Pouco, Senhor, o que Sofri!

Meditação para o Dia 13 de Janeiro

Aqui achamos horroroso o pouco que sofremos. Gememos, e tanta blasfêmia nos vem ao pensamento, e quase nos brota dos lábios, na hora das provações! E é tão pouco o que sofremos, tão pouco! Que nos reserva, entretanto, Nosso Senhor, no Paraíso? A felicidade eterna! Isto será, porventura, pouco? Somos, na verdade, insensatos e injustos, quando nos queixamos demais do sofrimento. Não sabemos medir a desproporção entre a recompensa que nos está reservada no Céu e o trabalho que, para merecê-la, somos chamados a realizar nesta vida. Os santos, já neste exílio abrasados no amor Divino, tão bem compreendiam esta verdade que se apaixonavam pelo sofrimento. Continue reading

Meditação sobre os pecados

Capítulo XII

PREPARAÇÃO

1. Põe-te na presença de Deus.
2. Pede a Deus que te inspire.

CONSIDERAÇÃO

1. Vai em espírito àquele tempo em que começaste a pecar; pondera quanto tens aumentado e multiplicado os teus pecados de dia a dia, contra Deus e contra o próximo, por tuas obras, por tuas palavras, por teus pensamentos e por teus desejos.

2. Considera tuas más inclinações e com que paixão tu as seguiste; com estas duas considerações, verás que teus pecados sobrepujam o número de teus cabelos e mesmo as areias do mar.

Continue reading

Como a Vida é Triste!

Meditação para o Dia 12 de Janeiro

O santo Cura d’Ars, pouco tempo antes de morrer, exclamou:

“Como a vida é triste! Quando vim para a paróquia d’Ars, se tivesse previsto os sofrimentos que me esperavam, morreria de apreensão”

Há muita gente que pode dizer como o santo, depois de ter abraçado um estado de vida penoso, como, por exemplo, o dos casados. E há momentos, Senhor, em que o fardo da vida é tão pesado! Sentimos necessidade de desabafar o coração, suspirando:

“Como a vida é triste!”

Continue reading

Meditação sobre os benefícios de Deus

Capítulo XI

PREPARAÇÃO

1. Põe-te na presença de Deus.
2. Pede a Deus que te inspire.

CONSIDERAÇÃO

1. Considera, com respeito ao corpo, todos os dotes que tens recebido do Criador: este corpo, duma conformação tão perfeita, esta saúde, estas comodidades tão necessárias à manutenção da vida, estes prazeres se ligam naturalmente ao teu estado, esta cooperação e assistência de teus inferiores, esta companhia suave e agradável de teus amigos. Compara-te então com outras pessoas que talvez mereçam mais do que tu e que no entanto não as possuem; pois quantas pessoas têm uma figura ridícula, um corpo disforme, uma saúde débil! Quantos não estão a gemer, abandonados de seus amigos e parentes, no desprezo, no opróbrio, em enfermidades longas ou nas angústias da pobreza. Deus assim quis uma sorte para ti e outra para eles. Continue reading

Meditação sobre o Fim do Homem

Garotinha rezando, por Roberto Ferruzzi

Garotinha rezando, por Roberto Ferruzzi

Capítulo X

PREPARAÇÃO

1. Põe-te na presença de Deus.
2. Pede a Deus que te inspire.

CONSIDERAÇÃO

1. Não foi por nenhum motivo de interesse que Deus nos criou, pois nós Lhe somos absolutamente inúteis; foi unicamente para nos fazer bem, em nos facultando, com Sua graça, participar de Sua glória; e foi por isso, Filotéia, que Ele te deu tudo o que tens: o entendimento, para O conheceres e adorares; a memória, para te lembrares dEle; a vontade, para O amares; a imaginação, para te representares os Seus benefícios; os olhos, para admirares as Suas obras; a língua, para O louvares, e assim as demais potências e faculdades. Continue reading

Martírio de Alfinetadas

Meditação para o Dia 10 de Janeiro

As contrariedades e pequenos aborrecimentos de cada dia constituem o que Santa Teresinha chamava martírio de alfinetadas. Custam mais, às vezes, do que os grandes golpes. Ah! Mas são tão preciosas essas pequeninas cruzes! Nem sempre teremos ocasião de sofrer grandes provações e o martírio, mas teremos, todos os dias, a cada momento, os pequenos sacrifícios. Constantemente renovados, estes nos fornecerão quotidianamente muitas ocasiões para a prática das mais raras e sólidas virtudes, tais como a caridade, a paciência, a doçura, a humildade de coração, a benignidade, a renúncia ao nosso humor, etc. E essas pequenas virtudes quotidianas praticadas fielmente nos farão uma rica messe de graças e de méritos para a eternidade. Continue reading

Meditação sobre a Criação do Homem

Criação de Adão, por Michelangelo (1508–1512)

Criação de Adão, por Michelangelo (1508–1512)

Capítulo IX

PREPARAÇÃO

1. Põe-te na presença de Deus.
2. Pede a Deus que te inspire.

CONSIDERAÇÃO

1. Considera que se passaram tantos e tantos anos antes que viesses ao mundo, sendo teu ser um puro nada. Onde estávamos nós, minha alma, durante este tempo? O mundo já existia desde uma longa série de séculos e nada havia de tudo aquilo que nós somos.

2. Pensa que Deus te tirou do nada para te fazer o que és, sem que tu lhe fosses necessária, mas unicamente por sua bondade.

3. Forma uma ideia elevada do ser que Deus te deu, porque é o primeiro e o mais perfeito de todos os seres deste mundo visível, criado para uma vida e felicidade eternas e capaz de unir-se perfeitamente a Majestade divina. Continue reading

Older posts

© 2018 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑