Tag: breviário da confiança (page 1 of 14)

O Menino do Sim

Meditação para o Dia 22 de Maio

Guido de Fontgallant é o modelo mais tocante para a nossa confiança e terno amor filial a Nossa Senhora. Aos 22 de maio fez a sua Primeira Comunhão. Jesus pediu-lhe um “sim” generoso e heroico, o sacrifício do seu ideal de sacerdócio e da vida. Na gruta de Lourdes, ouve o chamado de Nossa Senhora:

“Meu querido Guido, eu te virei buscar logo. Será num sábado. Arrebatar-te-ei dos braços de tua mamãe para te levar direitinho ao Céu”

Continue reading

Confiança em Maria

Meditação para o Dia 21 de Maio

Estejamos confiantes, sempre confiantes, quando invocarmos a Maria.

“Ó Virgem fidelíssima – diz Santo Efrém – não temos, nem podemos ter confiança senão em Vós. Se nos abandonardes, que será de nós?”

E São Germano põe as seguintes palavras nos lábios de Nossa Senhora:

“Eu sou o grande hospital para os enfermos do pecado. Sou a fonte perene da saúde, a ruína do demônio, cidade do refúgio para os que a mim recorrem. Chegai-vos, hauri em mim, com fé, toda abundância das graças”

Continue reading

Ela Perdeu Mais!

Meditação para o Dia 20 de Maio

Quando sentimos o coração imerso num oceano de amarguras, cruentamente ferido pela saudade de um ente desaparecido, precisamos contemplar Nossa Senhora ao pé da cruz. É junto Dela, a consoladora dos aflitos, que encontraremos consolação. Continue reading

A Esperança dos Desesperados

Meditação para o Dia 19 de Maio

“É Maria Santíssima a esperança até dos desesperados” disse Santo Anselmo. Quem a Ela se entregou não se há de perder. Confiança! “O servo de Maria não pode perecer”, exclama São Bernardo.

Nunca se ouviu dizer que quem recorreu à sua proteção fosse por Ela desamparado. Continue reading

Causa da Nossa Alegria

Meditação para o Dia 18 de Maio

Alegremo-nos, sim, mas em Deus, como Nossa Senhora.

Et exultavit spiritus meus in Deo salutari meo – “E me alegrei em Deus, meu Salvador” (1)

O Apóstolo nos aconselha a alegria santa, no Senhor. É a alegria que nos vem da meditação da misericórdia Divina, do Céu que esperamos, das magníficas recompensas que Nosso Senhor reserva aos eleitos. É a única verdadeira alegria que podemos gozar neste vale de lágrimas em que vivemos. Continue reading

Ao Despertar

Meditação para o Dia 17 de Maio

O primeiro pensamento que ordinariamente nos assalta, pela manhã, ao despertar, é, o que nos possa estar reservado, no correr do dia, de alegrias ou de trabalhos e cruzes. Quando o peso da vida se nos faz sentir quase esmagador, basta esse pensamento para nos amargurar o coração.

Coragem, almas cristãs! Nosso Senhor não nos manda carregar a cruz de cada dia e segui-Lo? Continue reading

Doce Coração de Maria, sede a Nossa Salvação

Meditação para o Dia 16 de Maio

Sempre me encheu de suave emoção e terna piedade esta popularíssima invocação, que tão repetidamente ouvimos ressoar, tanto nas catedrais, como nas modestas capelinhas das estradas:

“Doce Coração de Maria, sede a nossa Salvação!”

Nesta vida tão fugaz, tão cheia de ilusões e desenganos, de amarguras e reveses, de flores de alegrias e venturas que, passando, deixam apenas duros espinhos; nesta vida tão triste, no exílio deste mundo – o coração de nossa Mãe do Céu é, ao mesmo tempo, nosso refúgio, nossa consolação e nossa alegria. Continue reading

Saúde dos Enfermos

Meditação para o Dia 15 de Maio

“Saúde dos enfermos” é o título consolador que a Igreja dá a Nossa Senhora: Salus infirmorum. Não há miséria da criatura humana sem a misericórdia de Maria.

Non est qui se abscondat a calore eius – “Não há quem se possa esconder aos raios benéficos da luz e calor do sol ardente do seio materno”

“A doença – diz a Imitação – torna poucas pessoas melhores”

É que não se faz bom uso dessa graça. Um tempo precioso como esse não se deveria perder inutilmente. Continue reading

Stabat Mater!

Meditação para o Dia 14 de Maio

Maria, ao pé da cruz, é a imagem mais perfeita do sofrimento heroico e resignado, é modelo de paciência, exemplo para nossa alma tão fraca e tão avessa à dor. “Stabat”, “De pé” – diz o Evangelho.

Eis o lastimoso estado de Jesus Cristo moribundo, descrito por Nossa Senhora, nas revelações de Santa Brígida:

“Estava – diz a Virgem – o meu querido Jesus pregado ao madeiro, saturado de tormentos e agonizante. Seus olhos encovados, semicerrados e sem brilho. Os lábios pendentes e a boca aberta. As faces, descarnadas e pregadas aos dentes. Triste o rosto. A cabeça pendia-lhe sobre o peito e os cabelos, negros de sangue já coagulado e sujo. O ventre unido aos rins, braços e pernas esticados e o corpo coalhado de sangue”.

Continue reading

O Sorriso da Virgem

Meditação para o Dia 13 de Maio

Aos 13 de maio, a florzinha delicada de Nossa Senhora, Santa Teresinha do Menino Jesus, foi agraciada pelo sorriso da Virgem. Uma doença estranha acabrunhava a pobre criança. O pai e as irmãs recorreram à Santíssima Virgem.

“E eu – escreve Teresinha – já não encontrando nenhum socorro neste mundo, quase a morrer de dor, voltara-me para minha Mãe do Céu, suplicando-Lhe que tivesse compaixão de sua filhinha. Animou-se de súbito a estátua (1).

A Virgem tomou um aspecto tão belo que nunca achei expressão para descrever essa formosura Divina. Ressumbravam do seu semblante uma doçura, uma bondade e ternura inefáveis, mas o que se me gravou nas profundezas da alma foi o seu sorriso arrebatador! Desvaneceram-se minhas mágoas, brotaram-se-me dos olhos duas grossas lágrimas, que me rolaram silenciosamente pela face. Ah! Eram lágrimas de alegria celeste e sem mistura! A Virgem Santíssima adiantou-se para mim! Sorriu-me!… Que ventura a minha!” (2)

Continue reading

Older posts

© 2018 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑