Tag: ascensão do senhor

Meditação para a Ascensão do Senhor

Dom Henrique Soares da Costa

Por Dom Henrique Soares da Costa

Hoje, celebramos o mistério da Ascensão do Senhor.

É mistério porque brota do Coração de Deus, o Santo, o Infinito, o Inabarcável, o Incompreensível, o Eterno, o Inefável, o Sábio, Aquele cujas profundezas jamais poderão ser sondadas pela mente e pelo coração humanos; é mistério porque ultrapassa tudo quanto possamos imaginar ou compreender, é mistério porque nos dá a Vida eterna, Vida divina, Vida que “os olhos não viram, os ouvidos não ouviram e o coração do homem não percebeu” (1Cor 2,9), é mistério porque trata-se de uma realidade que somente pode ser compreendia no Espírito Santo de Cristo (cf. 1Cor 2,10) e jamais nos simples limites da humana razão.

A hodierna Solenidade, caríssimos, é uma só com a do Dia de Páscoa:

Aquele, feito homem igual a nós, morto como nós, que admiramos levantado dentre os mortos e constituído em Glória na Ressurreição, hoje, contemplamo-Lo à Direita de Deus, com a mesma autoridade do Pai, e O proclamamos Cabeça da Igreja, Senhor sobre toda a criação, sobre toda a humanidade, Princípio e Fim da história humana e Juiz dos vivos e dos mortos. Continue reading

Ascensão de Jesus Cristo

Meditação para o Dia 26 de Maio

1. Terminada sua missão na terra, Jesus sobe triunfante aos céus, tendo antes abençoado os apóstolos, testemunhas de sua glorificação. Jesus se havia humilhado, pelo que foi exaltado. No momento em que te humilhas, começas a subir aos olhos de Deus e a ganhar um lugar mais alto no céu. Lúcifer e seus sequazes foram precipitados no inferno devido ao orgulho. A quem imitaste até agora? Continue reading

O amor é uma água que apaga a sede

Espírito Santo

3º Dia da Novena do Espírito Santo

Domingo da Ascensão do Senhor Jesus Cristo

Qui biberit ex aqua, quam ego dabo ei, non sitiet in aeternum – “Aquele que beber da água que eu lhe der, não terá jamais sede” (Jo 4, 13)

Sumário. É com razão que Deus se queixa de tantas almas que vão mendigar junto às criaturas alguns miseráveis e curtos prazeres, e o abandonam, Bem infinito e fonte de todas as alegrias. Nós ao menos não sejamos tão insensatos: apaguemos a nossa sede com as águas do santo amor de Deus, e o nosso coração estará perfeitamente satisfeito. Lembremo-nos, porém, de que a chave que nos abre os canais desta água desejável é a santa oração, que nos alcança todos os bens em virtude da promessa de Jesus Cristo: Pedi e recebereis. Continue reading

© 2018 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑