Meditação para o Dia 31 de Agosto

1. Quantas vezes Jesus, teu Amigo mais desinteressado, bate à porta de teu coração, pedindo entrada! Não tem de esperar, teu Jesus, às vezes, por longo tempo? E não tem de retirar-se outras vezes, por ser-lhe negada a entrada? Nunca chegarás à perfeição, à santidade, se não atenderes bem às aspirações divinas, que não te faltam e que serão tanto mais numerosas quanto mais prontamente lhes prestares ouvido.

2. Eu vim trazer fogo à terra; e que quero eu, senão que ele arda?“. Quão pouco amor tens a teu Deus, se em tudo só consultares quanto podes fazer, sem incorrer em culpa grave! Quanta indiferença ofensiva e falta de respeito, se tão pouco atendes às graças e inspirações divinas! Jesus fala-te diretamente, e por seus ministros; outras vezes por teus semelhantes, pela natureza, por incidentes e por muitos outros modos. Ele inspira boas resoluções quanto à humildade, à mortificação, o amor ao próximo, etc. Nunca desprezas Sua voz?

“Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos a Ele, e estabeleceremos nEle morada!”

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 258)